Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

31/08/2019

Foi assim: Agosto 2019


Um comentário crítico a um mês aos quadradinhos

Regresso ao passado. Prometer e cumprir. Mais vistas. E ainda…

29/08/2019

António Variações, herói de BD










Cantor, performer, barbeiro, António Variações foi também participante numa banda desenhada, já lá vão quase 35 anos.

27/08/2019

Criminal

O policial negro com todo o seu brilho






Ed Brubaker, um dos convidados da Comic Con 2019, agora como quando esteve presente no Salão Internacional de BD do Porto, tem-se distinguido como escritor de policiais negros e duros, mesmo quando o género são os super-heróis, e “Criminal” é um dos seus mais brilhantes exercícios naquela temática.

26/08/2019

O Tesouro do Cisne Negro

Um outro Paco Roca




Depois de obras (muito) humanas e intensas como Rugas, A Casa ou Os Trilhos do Acaso, este O Tesouro do Cisne Negro apresenta-nos um outro Paco Roca, num registo entre a aventura e a reconstrução histórica - quase no campo da reportagem - mais próximo daquele que nos trouxe O Inverno do Desenhador.
O resultado, sendo uma obra muito legível e envolvente, desiludirá os que procurarem o ‘outro’ Paco Roca.

23/08/2019

Os mais jovens heróis da Terra

Lado a lado





Resumo
Uma máquina de teletransporte inventada pelo Franjinha funciona mal e os adolescentes da Turma da Mônica Jovem são enviados para diferentes lugares do multiverso, onde encontram diferentes membros da Liga da Justiça.
A sua reunião será a única forma de parar um monstro que ameaça destruir o planeta Terra.

21/08/2019

Bug

Um futuro sem tecnologia






Enki Bilal, autor de BD e cineasta, está de regresso com o primeiro tomo de Bug, no qual regressa a alguns dos seus temas recorrentes - mas que não põem em causa a sua qualidade algumas das suas obsessões? - como os sistemas totalitários, a destruição acelerada do nosso planeta ou a cada vez maior dependência das tecnologias.

20/08/2019

A Febre de Urbicanda

Cidade viva

A Febre de Urbicanda, que marca o regresso de As Cidades Obscuras à edição nacional - regresso que se espera não seja único nem solitário - é uma alegoria sobre as ditaduras e as revoluções - mais ou menos pacíficas… - que elas sempre provocam.
Na sua génese está a cidade (ficcional) de Urbicanda, uma metrópole que um rio divide a meio e funciona como fronteira entre dois mundos, dois conceitos. De um lado, a ordem, o rigor arquitectónico, a força das leis - a ditadura. Do outro, a anarquia, o desordenamento espacial, a liberdade individual.

19/08/2019

Mercurio Loi

Com a loucura em fundo

Ambientadas no primeiro terço do século XIX, em Roma, as aventuras de Mercurio Loi têm como protagonista ‘um professor de História, caprichoso e extravagante’, segundo o seu criador, Alessandro Bilotta, ‘que, por casualidade e por curiosidade, termina envolvido em eventos misteriosos’.
Para alguns uma espécie de Sherlock Holmes antes do tempo, ele tem também algo de Dylan Dog, o detective do impossível.

16/08/2019

Guantanamo Kid

Sem paixão





Guantanamo Kid é a história de Mohammed El-Gorani, natural do Chade, que viveu a infância na Arábia Saudita e a adolescência e os primeiros anos da idade adulta na prisão de Guantanamo. Tão só porque estava no lugar errado, à hora errada.

Mais exactamente numa mesquita, no Paquistão, aos 13 anos, quando as forças de segurança locais fizeram uma rusga, pouco depois do 11 de Setembro.

14/08/2019

E agora algo completamente diferente...






O Pedro está de férias, por isso hoje propõe 'algo completamente diferente...'
Hoje serão os visitantes do blog a propor uma leitura. Façam-no nos comentários, com uma pequena justificação, se quiserem...
E, boas leituras!

13/08/2019

E agora algo completamente diferente...






O Pedro está de férias, por isso hoje propõe 'algo completamente diferente...'
Hoje serão os visitantes do blog a propor uma leitura. Façam-no nos comentários, com uma pequena justificação, se quiserem...
E, boas leituras!

12/08/2019

Tex Especial Colorido #11

Abordagem realista




Numa leitura - qualquer leitura - procuramos sempre algo diferente. A exigência de um leitor - de banda desenhada, no caso - nunca é igual quando escolhe Paco Roca, Marjane Satrapi ou Joe Sacco - para citar autores da colecção Novela Gráfica 2019, em curso - um clássico de aventuras franco-belga ou um comic de super-heróis, uma história de Dylan Dog ou de Tex.
Embora - de formas diferentes - possa fruir e tirar prazer de todas elas.

09/08/2019

Gorazde: Zona de Segurança

O regresso do repórter




O sexto volume da colecção Novela Gráfica marca o regresso a Portugal  - a edições portuguesas... - de Joe Sacco, um dos primeiros autores de BD a utilizá-la como base de autênticas reportagens.
Depois de Palestina - edição Mundo Fantasma/Devir, hoje em dia quase impossível de encontrar, que na época até teve o primeiro volume prefaciado pelo Dr. Mário Soares (!) - temos agora o resultado de três estadias de Sacco em Gorazde, na Bósnia, durante a guerra civil que devastou a província da antiga Jugoslávia, que As Leituras do Pedro já leram e aconselham vivamente.

07/08/2019

Entre cegos e invisíveis

E depois?





Tenho André Diniz entre os autores que acompanho, motivado por excelentes obras como Morro da Favela, Que Deus te abandone ou Malditos amigos.
Um novo livro deste autor de grande produtividade é, por isso, sempre razão para fundadas expectativas. Porque a fasquia estava muito elevada ou porque falta algo a Entre cegos e invisíveis, apesar de ser uma obra interessante e recomendável, a sua leitura não me satisfez plenamente

06/08/2019

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...