Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

19/02/2020

Criminal Livro Dois

Em expansão







Um dos livros do ano para As Leituras do Pedro, segundo a mesma fonte integrante de uma das séries que todos deviam acompanhar, Criminal Livro Dois, mantendo - potenciando até - tudo aquilo que fazia do primeiro volume uma obra incontornável, revela um universo em constante expansão.
Mais do que o primeiro tomo, constituído ‘apenas’ por duas histórias longas, o conjunto de relatos que constitui este segundo livro exemplifica a forma como Ed Brubaker construiu a série. Cada um deles tem princípio, meio e fim, mas vão ganhando novas dimensões quando prolongamos a leitura pelos relatos seguintes onde vamos reencontrar, de simples figurantes a novos protagonistas, personagens que já conhecemos anteriormente. Podem ser traficantes de droga, pequenos senhores do crime, pugilistas, prostitutas, desempregados, polícias (corruptos ou não), até um autor de banda desenhada… nenhum deles herói, longe disso, raramente motores da acção, muitos em depressão e a caminho da auto-destruição, todos perdedores compulsivos mesmo quando o destino lhes parece sorrir - momentaneamente... Gente com quem dificilmente nos identificamos - mesmo que aqui e ali possamos dar por nós a torcer por eles - que espelham o que de pior, mais decadente e podre tem a sociedade humana - de que a cidade ficcional de Center City, em cujas zonas mais esconsas - subúrbios mal-afamados, bares duvidosos, motéis pouco recomendáveis, becos mal iluminados - decorre a acção de Criminal, é um espelho. Com alguma deformação, por salientar o que de mais baixo, pior e menos nobre tem o ser humano, mas não tão longe como o leitor pode ansiar, para seu (grande) incómodo.
Esta forma activa de interligar as várias histórias, pela construção progressiva de uma teia de ramificações, introduz novos matizes, aprofunda o carácter dos intervenientes, dando-lhes uma nova luz e justificações (?) para (algumas d)as suas opções de vida e propõe novas pistas de leitura, enriquecendo a sua galeria e ampliando o cenário decadente em que decorrem estes relatos policiais, negros, violentos, crus e desencantados, em que nada surge gratuitamente ou por acaso.

Criminal Livro Dois
Ed Brubaker (argumento)
Sean Phillips (desenho)
Val Staples (cor)
G. Floy
Portugal, Janeiro de 2020
190 x 280 mm, 224 p., cor, capa dura
25,00

(texto desenvolvido a partir do publicado no Jornal de Notícias de 17 de Fevereiro de 2020; imagens disponibilizadas pela editora; clicar nelas para as aprofundar em toda a sua extensão)

5 comentários:

  1. "Mais do que o primeiro tomo, constituído ‘apenas’ por duas histórias longas, o conjunto de relatos que constitui este segundo livro exemplifica a forma como Ed Brubaker construiu a série. Cada um deles tem princípio, meio e fim,"

    Porque quando saiu pela Icon/Marvel os 2 1s runs eram o volume 1 e a partir do 3 era Volume 2 em tpbs era tudo o mesmo quer na Icon quer na Image que colocou novas capas,
    O Mais recente volume da Image é o 3 volume.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fogo, grande complicação. Esquece a cena dos volumes. A Image relançou o Criminal "antigo" em sete volumes. O nosso livro um junta os 1-2, o nosso dois os 3-4 e o nosso 3 os 5-6. O plano para o resto está ainda em discussão, mas o mais provável é colocarmos o vol. 7 US com o Bad Weekend (porque fazem parte do conjunto temático "comics"), e o nosso livro 5 vai juntar o Criminal "novo" (excepto o Bad Weekend).

      Eliminar
    2. "A Image relançou o Criminal "antigo" em sete volumes. "

      E só acrescentou as "novas" capas a papinha ja estava feita na Icon/Marvel que na época poucos leitores liam ou comentavam.

      Eliminar
  2. Boa tarde ... Este livro ainda não saiu pois não ?
    Não encontro em lado nenhum... e já se anuncia o terceiro ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como já foi explicado em vários sítios, e nomeadamente na página facebook da G. Floy, devido ao desacelerar das vendas por título no nosso país, diminuímos as nossas tiragens. Para maximizar as vendas em bancas, que são um dos nossos principais canais de venda, passámos a fazer a nossa distribuição em duas fases, primeiro bancas (e lojas especializadas, as poucas que compram os nossos livros), e passados dois meses e meio a três meses e meio, depois do processo de devoluções e recolha, distribuição no restante do mercado.

      Assim, o Criminal deve entrar em distribuição na Fnac, etc... daqui a uns dez dias (juntamente com o Némesis). Recomendo que vá estando alerta à nossa pg. de facebook, onde postamos as datas das duas distribuições mensalmente.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...