Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

20/07/2018

Área de Segurança Gorazde

Ao lado do repórter


Joe Sacco provavelmente foi um dos autores mais importantes do final do século XX, pelo seu carácter de pioneiro e cultor do género a que se convencionou chamar BD reportagem.
Área de Segurança Gorazde: A Guerra na Bósnia Oriental 1992-1995 é um bom exemplo.
[Como também o é o (mais aclamado) díptico Palestina, que teve co-edição portuguesa MaisBD/Devir em 2004 e cuja leitura - e, se possível, compra - aconselho vivamente.]
Nascido em Malta, com nacionalidade norte-americana e formação em jornalismo, Joe Sacco esteve no enclave de Gorazde, actualmente no território da Bósnia-Herzegovina, na época uma área de segurança delimitada pelas Nações Unidas, quatro vezes entre 1995 e 1996.
Conversou com os locais, ouviu as suas histórias, partilhou (parte d)as suas necessidades, observou a sua situação, sentiu o perigo próximo das forças sérvias que em diversas alturas, após a implosão da Jugoslávia, atacaram e tentaram dominar Gorazde e expulsar de lá os muçulmanos bósnios.
Essa experiência, é narrada - tal e qual, apetece dizer, não houvesse (sempre!) o olhar subjectivo de quem narra - numa banda desenhada, cuja credibilidade é reforçada pela presença do autor nas páginas, enquanto co-protagonista e interlocutor.
As histórias de cada um, as memórias reprimidas, as experiências vividas, as situações-limite atravessadas, os ferimentos, a dor da perda de familiares e amigos, a incompreensão perante os vizinhos que se tornaram inimigos, os medos, os sonhos, os desejos, a vontade de continuar a viver - ou a falta dela - preenchem as páginas de um livro - em banda desenhada - cuja leitura impressiona e revolta, por ser espelho real - de um pedaço da História contemporânea - daquilo que o ser humano continua a ser capaz de fazer ao seu semelhante.

Área de Segurança Gorazde
A Guerra na Bósnia Oriental 1992-1995
2.ª edição
Prefácio de Christopher Hitchens
Joe Sacco
Conrad Livros
Brasil, 2005
190 x 255 mm, 240 p., pb, capa mole com badanas

(clicar nas imagens - as pranchas são provenientes da edição original norte-americana - para as aproveitar em toda a sua extensão)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...