Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

18/06/2018

Ken Parker #1: Largo Fusil/Mine Town

Semana do Western II



Este texto começou a ser escrito nas férias de 2017, quando comprei esta edição no país aqui ao lado, mas razões sucessivas fizeram com que fosse sendo adiado e quase esquecido.
Agora, esta denominada ‘Semana do Western’ de As Leituras do Pedro, apresenta-se como o pretexto ideal para finalmente cavalgar ao encontro das primeiras aventuras do mítico Ken Parker.
Criação dos grandes Berardi e Milazzo, Ken Parker, primeiro na Bonelli, depois noutras editoras, de forma mais autónoma, é um dos mais marcantes westerns da banda desenhada, tendo o seu humanismo paralelo apenas - possivelmente - na saga de Buddy Longway, tal como ele caçador.
No entanto, isso ainda não é notório no início desta (nova re)edição da ECC Ediciones, que se pretende integral, iniciada em Julho último e que conta já 12 volumes (duplos), a que se pedia um formato um pouco mais largo, que respeitasse a mancha original das pranchas.
Na verdade, nestes primeiros passos, procurando vingar a morte do irmão, Ken Parker surge até mais próximo do carácter justiceiro e vingador de Tex Willer do que propriamente de um ser que valoriza a vida e respeita a natureza e os seus conterrâneos, mesmo quando o contrário não acontece. Caçador, primeiro, depois batedor do exército, em simultâneo com ambas quase um (inusitado) detective a seguir as pistas que o levarão aos assassinos que procura e com quem priva, Parker a espaços, vai mostrando o carácter que mais tarde o distinguirá. Os índios podem ser tão bons como os brancos; os brancos podem ser tão maus como os piores. Ken Parker respeita a todos, só mata por necessidade, isso pesa-lhe mas não hesita, exactamente porque preza a vida.
A evolução desse carácter é, aliás um dos grandes atractivos da série, a par das relações que vai estabelecendo com algumas das pessoas com quem se cruza e da forma como o traço de Milazzo - já bastante original aqui, com um bom uso de manchas de negro para definir contrastes, volumes e ambientes - se irá estilizando progressivamente cada vez mais, contribuindo sobremaneira para fazer deste um dos westerns mais originais de sempre.
Sinto que, por uma ou outra razão, vou voltar a Ken Parker.

Ken Parker #1
Largo Fusil/Mine Town
Berardi (argumento)
Milazzo (desenho)
ECC Ediciones
Espanha, Agosto de 2017
140 x 210 mm, 208 p., pb, capa mole com badanas
9,95 €

[O acaso - com uma pequena ajuda - juntou nas minhas leituras - ou mais exactamente nas minhas escritas - uma série de westerns, completamente díspares, que têm em comum, para além dessa temática genérica, a qualidade que os torna leituras aconselháveis.
Bouncer, Cisco Kid, KenParker, Matt Marriott, Tex Willer (não obrigatoriamente por esta ordem alfabética em que foram citados) irão ocupar este espaço por estes dias, transformando-o quase numa ‘semana do western’, onde, por exemplo, também podia ter entrado Duke.]

(clicar nas imagens para as aproveitar em toda a sua extensão)

5 comentários:

  1. Só li o que saiu pela Asa e achei fraco.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não diria fracos, mas concordo que não foram as melhores escolhas, ainda para mais desgarradas da continuidade que ajuda a compreender a série...
      Boas leituras!

      Eliminar
  2. Tenho tudo do Ken Parker editado no Brasil.
    Publicou a série na íntegra, exceto o último, que deverá publicar em breve.
    É uma serie excecional e a qual recomendo fortemente.

    ResponderEliminar
  3. Estou a comprar esta edição da ECC e é mesmo um excelente western. Altamente recomendado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu estou a precisar de compor a minha...! Altamente recomendável, sem dúvida.
      Boas leituras!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...