Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

07/12/2017

Nas bancas: Liga da Justiça - A Guerra de Darkseid 2


(nota informativa disponibilizada pela editora)

Com a publicação da segunda e última parte de A Guerra de Darkseid, que sai em banca a 7 de Dezembro, chega ao fim a colecção que a Levoir e o Público dedicaram à Liga da Justiça.
Darkseid, o tirano, o Deus, o ser invencível… Está morto! Apokolips perde o seu ditador. Batman, Super-Homem, Flash, Shazam e Lanterna Verde tornaram-se nos novos Deuses do Universo.
Com o Antimonitor voltando à vida, os heróis da Liga da Justiça  reúnem-se, com a ajuda do Sindicato do Crime, para tentar derrotá-lo. Graal, que também entra nessa batalha, mostra-se mais poderosa do que todos. No planeta Terra trava-se mais uma grande guerra.
Mobius é morto por Steve Trevor, que havia sido possuído por uma entidade (tudo isso havia sido orquestrado por Graal). Além disso, a Supermulher acaba dando à luz no meio da batalha. Graal leva o bebé e transforma-o em Darkseid, uma versão alternativa do seu pai, que pode ser controlado por ela. Finalmente, ela conseguiu o que sempre quis, ser mais poderosa e controlar o pai.
A Guerra de Darkseid é uma das melhores histórias dos Novos 52. Geoff Jonhs disse que a história  é uma espécie de homenagem a toda história da DC que envolve os Novos Deuses e Darkseid .

  

  
Características:
Capa dura
Cor
Nº de páginas -168

(imagens disponibilizadas pela editora; clicar nelas para as aproveitar em toda a sua extensão)

6 comentários:

  1. Mais uma coleção, mais um tipo de erro que se inventa. Desta vez, balões de diálogo sem palavras. O chamado “efeito dc” não perdoa. Será este o golpe letal na Levoir ou ainda há mais? Eu agora já só acompanho as coleções da Levoir para ver qual é a trapalhada em que se vão meter a seguir e descobrir qual é o limite da paciência da dc.

    ResponderEliminar
  2. Pelos vistos, a questão dos balões de diálogo vazios está a virar moda.
    Outra publicação, que foi colocada nas bancas no mesmo dia, continha um balão de diálogo que em vez de ter o diálogo apenas continha a palavra "texto".

    Znega

    ResponderEliminar
  3. Filipe Goiares8/12/17 22:26

    De facto este volume está altamente comprometido pela deficiente legendagem. Vamos ver como responde agora a editora a este problema. Este ano foi muito mau para Levoir, deixou a descoberto as grandes deficiências da sua equipa, já patentes noutros volumes. Mas já tinham avisado aqui que esta coleção da Liga da Justiça tinha tido vários problemas e reveses na concepção. Na altura, alguém negou mas neste momento parece-me claro que algo aconteceu. Com esta argolada, ficou mais óbvia a referência.

    ResponderEliminar
  4. De facto algo se passa...Para além dos balões vazios também o índice têm falhas onde indica o #43 (2015) e #44 (2015) e que deveria ser #49 (2016) e #50, notei que na primeira colecção da DC a equipa da Levoir tinha responsáveis pela revisão e nestas últimas não, será isso que tem falhado ?

    ResponderEliminar
  5. Deve se chamar a atenção para os erros com uma finalidade construtiva.
    O bom movimento editorial atual deve se em grande parte à Levoir que apostou em bd quando o mercado português de BD estava quase extinto.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...