Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

27/07/2017

Giant #1

Grande como um gigante







História sensível, humana e documental, Giant – gigante, devido à estatura do seu protagonista – é uma das boas surpresas do primeiro semestre de 2017.
O seu cenário é a Nova Iorque dos anos 30, sob os efeitos da Grande Depresãon (e a caminho de outra grande guerra), em que os arranha-céus cresciam como cogumelos, à custa do trabalho quase escravo dos imigrantes que, se chegavam em menor número, continuavam a ser muitos.
Inspirada numa bela fotografia e centrado num pequeno grupo de irlandeses, trabalhadores no futuro Rockefeller Center, esta é uma história sobre ilusões e sonhos perdidos, sobre passados complicados e futuros incertos, sob a sombra das guerras de famílias – irlandeses, italianos… - e do (então já cada vez mais) utópico sonho americano.
O protagonista, fechado sobre si mesmo, encerra um segredo, grande como ele, e o que começou por uma boa acção ameaça tornar-se - no segundo e derradeiro tomo - numa complicação de dimensões… gigantescas. Ao seu redor, colateralmente, o autor, Mikaël , com um traço sóbrio e semi-caricatural, vai desenrolando outros dramas, humanos, pungentes, que ajudam a uma melhor definição de tempos e modos, e definem um retrato de conjunto de uma época que foi terrível mas também grandiosa.

Giant, tome 1
Mikaël
Dargaud Benelux
França, Junho de 2017
241 x 318 mm, 64 p., cor, capa dura
EAN 9782505066095
13,99 €

(imagens disponibilizadas pela editora; clicar nelas aproveitar em toda a sua extensão)

1 comentário:

  1. Joao Dias28/7/17 19:16

    Boa história que saiu no l'immanquable!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...