Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

19/03/2012

Une si jolie petite gueule











Une stupéfiante aventure de Viny K.
Vincent Bernière (argumento)
Erwann Terrier (desenho)
Dupuis (Bélgica, Fevereiro de 2012)
240 x 320 mm, 56 p., cor, cartonado
14,50 €


Resumo
Esta é a primeira aventura de Viny K, um jornalista em decadência, com problemas de dependência de droga e, consequentemente, de dinheiro, a hipotecar em ritmo acelerado o capital de confiança e credibilidade construída ao longo de anos.
O desaparecimento de uma jovem “de rosto bonito” de que tem conhecimento no grupo de drogados anónimos que frequenta, está na origem de uma investigação que o levará até à Índia e ao interior de uma seita de práticas bem estranhas.

Desenvolvimento
O principal problema deste álbum é a hesitação entre o tom a adoptar: mais adulto, abordando as questões de dependência de droga e a consequente decadência – física, moral, social - de quem delas depende, a (boa ou má) prática jornalística, as cenas de sexo mais ou menos dissimuladas; ou mais juvenil, privilegiando as cenas de acção e o tom vagamente jornalístico e de investigação.
Ficando num ponto intermédio, acaba por não apresentar os argumentos suficientes para conseguir conquistar completamente nenhum dos dois segmentos de leitores.
Graficamente, o problema acaba por ser o mesmo, com o desenhador hesitante entre uma linha clara relativamente simples ou um traço mais elaborado e sujo, surgindo o todo com alguns desequilíbrios e pouco ambicioso.
Tudo isto hipoteca os aspectos mais interessantes do argumento, apesar de tudo desenvolvido de forma coerente e estruturada e com bons apontamentos de humor pese embora a facilidade com que o protagonista provoca o desfecho. Desta forma, da leitura descontraída de “Une si jolie petite gueule“, uma banda desenhada de aventuras, mais ou menos tradicional, no modelo e na forma, de acordo com o que era típico na produção franco-belga de há algumas décadas, fica a sensação de que faltou algo mais para no final se reter mais do que uma vaga e passageira lembrança.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...