Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

08/11/2011

Leituras Novas

Outubro 2011

ASA
Alix #26 – O Ibero
Jacques Martin, François Maingoval e Patrick Weber (argumento) e Christophe Simon (desenho)
À frente das suas legiões, César prepara--se para enfrentar os seguidores de Pompeu na região da Hispânia. Nessa mesma região, Alix vê-se forçado a habitar uma quinta que lhe foi oferecida por César.
É no decorrer de uma perseguição que Alix conhece Tarago, o chefe Ibero apoiante de Pompeu, a quem acaba por poupar a vida. Mas Tarago , um orgulhoso Ibero resistente aos invasores, entra num duelo com Alix onde só é permitido um dos desfechos: a vitória ou a morte.

Dragon Ball #13 – Son-Goku contra-ataca
Akira Toriyama
Piccolo recupera a sua juventude, tornando-se mais poderoso que nunca! Depois de voar até ao palácio do Rei do Mundo, anuncia que é ele o novo Rei, e dá a conhecer o seu reinado de terror pela TV internacional! Só Tenshinhan e Goku têm hipóteses de parar Piccolo: Tenshinhan através de um golpe de artes marciais que pode matar aquele que o usar e Goku bebendo uma poção que o pode tornar mais forte – mas também o pode matar!
Os dois heróis arriscam a vida para salvar o planeta – e entretanto, Yajirobe come demais e fica doente!

Os Informáticos
Brrémaud, Reynès e Toulon
Os Informáticos é um programa e peras! Com o Fil, o ignorante, que espatifa o computador ao menor bug, o Mike, o especialista a sacar filmes em chinês sem legendas, e o Kevin, o estagiário que conhece o verdadeiro significado da expressão “SO” (só ócio), não se percebe como é que a firma Trempa continua a funcionar sem bloquear.
O chefe desta empresa familiar, especializada na concepção de produtos informáticos, tem de andar de olho no pessoal, porque, como toda a gente sabe, “com o patrão fora, é dia santo para o servidor...
No auge das novas tecnologias, dos viciados na Internet de alta lentidade e nos jogos estupidificativos, Brrémaud, Reynès e Toulon apresentam A banda desenhada para animar o sistema. Com Os Informáticos, as gargalhadas são garantidas (CTRL + G).

Os Bombeiros
Cazenove e Stédo
Apetece-lhe incendiar as preocupações do seu dia-a-dia? Precisa urgentemente de piadas escaldantes? Não precisa de ligar para o 112: “Os Bombeiros” de Cazenove e Stédo estão já ao seu alcance!
Os nossos heróis não hesitam em aventurar-se até ao topo de escada do humor e em correr os riscos mais absurdos para o salvar do tédio.
Sempre prontos a circunscrever o pessimismo, os bombeiros não hesitam em usar o prestígio que o seu uniforme lhes confere para engatarem miúdas nas discotecas... ou usarem a mangueira para fazer hidromassagens!
Para que estes bombeiros entrem na nossa vida, quase estamos dispostos a tornar-nos piromaníacos! Mas não é preciso ir tão longe: basta entrar numa livraria para que “Os Bombeiros” de Cazenove e Stédo provoquem ardentes gargalhadas, impossíveis de apagar!
E não esqueçam: uma notícia como esta tem de ser bem regada!

Os Comerciais
Bloz, Plumeri e Boitelle
De olho vivo, cabelo brilhante, fato engomado e gravata bem apertada, os nossos amigos comerciais, preparam-se para lhe oferecer uma série de piadas a preços competitivos.
O jovem Bernardo Maçarico, acabadinho de sair da faculdade, inicia a dura aprendizagem das vendas porta a porta. Entretanto, Chico Valetudo, o seu mentor, vende facilmente aos chineses uma dúzia de aviões... Gina, a boazona, consegue que os clientes assinem um contrato chorudo sem sequer verem a mercadoria... Quanto ao pobre Inocêncio, faz figura de parvo ao tentar vender um pente a um careca... Mas de facto, na Globarep, vende-se tudo o que se compra!
Como já deve ter percebido, com os comerciais, de Bloz, Plumeri & Boitelle, o stock de piadas nunca se esgota!

Os Chuis
Jenfevre, Sulpice e Cazenove
Com uma enorme propensão para “flagrantes delitos”, os “Chuis” de Jenfevre, Sulpice e Cazenove invadiram a cidade e você não tem qualquer hipótese de lhes escapar!
Quer se trate de polícia a pé, a cavalo ou de bicicleta, os gags que lhe apresentamos ao longo destas páginas vão provocar-lhe sonoras gargalhadas.
Atenção aos radares, aos testes de alcoolemia, às multas… os Chuis andam por aí e nada os poderá deter.
P.S.: Se é “Chui”, não se preocupe: nem mesmo você vai conseguir ficar insensível ao humor dos autores.

Bizâncio
Dustin: O Com-Abrigo
Steve Kelley (argumento) e Jeff Parker (desenho)
Numa idade em que muitos jovens se preparam para dar início à sua carreira, Dustin Kudlick vive ainda com os pais e a irmã mais nova. Aos 23 anos, é solteiro, desempregado, e… qual é o problema? Dustin aguarda que um dos seus múltiplos talentos naturais se revele lucrativo. Será a stand-up comedy? Leva-lo-á a sua destreza ainda-não-concretizada no golfe até ao circuito profissional? Ou, quem sabe, bastar-lhe-á patentear uma das suas invenções e esperar que os direitos comecem a pingar? Entretanto, Dustin é encaminhado para trabalhos temporários na Turbo Temps, uma agência de emprego dirigida por Simone Fontenot, uma empresária que gosta de ter Dustin por perto, fundamentalmente, para o usar como saco de boxe para o seu humor ácido. Talvez um dia Dustin cresça. Até que esse dia chegue, porém, Dustin é uma excelente razão para continuarmos a rir com as suas aventuras!

Roche Farmacêutica
O que se passa com a Leonor?
Chilman-Blair (argumento) e deLoache (desenho)
No âmbito do Dia Internacional das Doenças Reumáticas, a que se assinala a 12 de Outubro, a Roche Farmacêutica apresenta uma obra inédita em Portugal. O livro de banda desenhada intitulado: “O que se passa com a Leonor?” aborda, numa linguagem simples, apelativa e cientificamente validada, a artrite idiopática juvenil, avança a companhia, em comunicado de imprensa.
A obra, criada pela “Medikidz”, uma instituição inglesa especializada na realização de livros infantis sobre saúde, mostra as aventuras de cinco super-heróis da “Mediland”, um planeta com a forma do corpo humano. Com um vocabulário acessível e estabelecendo analogias com situações do dia-a-dia, estas personagens vão explicando, de uma forma divertida, diferentes particularidades da doença como sintomas, diagnóstico e tratamento.
Em Portugal, a obra conta com a revisão científica de José Melo Gomes, médico reumatologista do Instituto Português de Reumatologia e Presidente da Direcção da ANDAI, que considera que “uma imagem vale mais que mil palavras e no caso desta obra são as imagens que mais contribuem para o esclarecimento dos mais novos (e também dos pais) sobre o que é a artrite idiopática juvenil, que afecta cerca de 1 em cada 1000 jovens de idade inferior a 16 anos em Portugal. O aspecto gráfico apelativo, associado a uma mensagem cientificamente validada trazem valor acrescentado para a educação para a saúde dos doentes com AIJ e suas famílias”.
Os livros serão distribuídos gratuitamente, no âmbito da política de responsabilidade social da Roche, aos doentes e familiares através dos médicos especialistas e da Associação Nacional de Doentes com Artrites e outros Reumatismos da Infância (ANDAI), a partir do dia 12 de Outubro.

Liga Portuguesa Contra o Cancro
A Liga dos 4
O estranho caso das 3 professoras
Festival de Verão em risco
Maria Inês Almeida (argumento) e Pedro Afonso (desenho)
Num projecto inovador, a Liga Portuguesa Contra o Cancro lança uma colecção de livros juvenis de banda desenhada “A Liga dos 4”. Os primeiros dois números pretendem sensibilizar os jovens para os temas do Cancro do Colo do Útero e do Cancro da Mama e integram-se nas actividades de comemoração dos 70 anos da Liga. Esta iniciativa da Liga conta com o apoio da Sanofi Pasteur MSD.
«A Liga dos 4» conta a história de quatro amigos que frequentam a mesma escola - André, Margarida, Pedro e Rita - e se vêm confrontados com histórias próximas de pessoas com diferentes tipos de cancro. Ao mesmo tempo didática e recreativa, esta coleção pretende alertar os mais jovens para doenças que poderão vir a viver, ajudá-los a compreender cada problemática e dar-lhes a conhecer as formas de prevenção e de diagnóstico precoce.
Segundo o Presidente da Liga Portuguesa contra o Cancro, Professor Doutor Carlos de Oliveira “o lançamento destas duas edições prende-se com a necessidade de consciencializar, informar e alertar os adolescentes para a prevenção do cancro e para uma maior compreensão dos doentes e seus familiares. Assim, procuramos contribuir para o seu conhecimento geral enquanto cidadãos informados no que respeita à sua saúde e à de quem os rodeia”.
O objectivo da Liga é preparar os adolescentes e dotá-los de um conhecimento prático para que se sintam à vontade para falar ou procurar mais informação útil a respeito destas doenças, com as quais nem sempre é fácil lidar.

(Textos da responsabiliadde das editoras)

2 comentários:

  1. Boas. Onde é que poderei arranjar os títulos da Liga Portuguesa Contra o Cancro e, também, o da Roche Farmacêutica? Muito obrigado e um abraço.

    ResponderEliminar
  2. Viva Refemdabd,
    Os livros da Liga Portuguesa Contra o Cancro estão à venda na FNAC; o outro terás que o pedir directamente à Roche Farnacêutica.
    Boas leituras!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...