Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

15/01/2020

Gideon Falls #1 e #2

 
Até quando?
Muitos anos de leituras - e muitas leituras por ano - ensinaram-me a perceber que há autores que devo seguir (quase) religiosamente, pela certeza de me satisfazerem (quase) sempre, mesmo quando (aparentemente) estão fora das minhas - apesar de tudo amplas - zonas de conforto.
Jeff Lemire e Andrea Sorrentino fazem parte dessa lista restrita e Gideon Falls (que para mais conta com cores de Dave Stewart) - a minha primeira grande leitura do ano! - justifica-o(s) claramente.
Narrativa fantástica e de terror (com ramificações por outros géneros e temáticas...), Gideon Falls, nome da cidade (…) onde a acção decorre. Tem como ponto de partida duas personagens: o padre Fred, recém-chegado ao local, com um passado tumultuoso e complicado e muitos 'pecados' e ‘pecadilhos’ no currículo, e Norton Sinclair, um acumulador compulsivo, com um largo historial psiquiátrico. Em torno deles, irão aos poucos surgindo outros intervenientes - bem definidos e credíveis enquanto seres de personalidade desviante do normal… - que ajudam a alargar o âmbito da história, pesada, obsessiva, muito consistente e bem trabalhada, no centro da qual surgirá um surpreendente ‘celeiro negro’ que, tal como aos olhos do leitor, aparece (pontualmente…) perante os moradores de Gideon Falls, geralmente associado a acontecimentos traumáticos e/ou violentos.
A forma como o padre Fred e Sinclair se vão relacionar - diferente de tudo aquilo que os leitores imaginarão, como acabarão por descobrir nas páginas finais do volume dois - a sua ligação com o tal celeiro e a rede de relacionamentos - complicados… - entre a galeria de personagens, são geridas com grande mestria por Lemire, que nos diz sempre menos do que queríamos, ao mesmo tempo que constrói um enredo entrelaçado, no espaço e no tempo, em que cada (pequena) revelação traz consigo mais (um grande número de) perguntas.
Sorrentino, dentro do estilo gráfico que lhe é característico, com um traço semi-(in)defenido e pormenorizado quanto baste à medida das necessidades, contribui para adensar o clima de tensão e suspense que perpassa por toda a obra.
Para além disso, se a sua planificação já é bastante heterogénea, aqui e ali explode em páginas duplas, nas quais o experimentalismo gráfico narrativo é levado a limites pouco vulgares, geralmente assente num grande plano, repleto de vinhetas de pequena dimensão. Aponto, como exemplo particularmente feliz e conseguido - e haveria vários outros, acreditem - sensivelmente a meio do livro - maldita mania de alguns editores não numerarem as páginas das suas edições… - a desconstrução do movimento da Dr.ª Xu, numa série de pequenas vinhetas cúbicas (!) - com três faces visíveis cada uma, portanto - que torna absurdamente lento um rápido movimento da protagonista, obrigando o leitor a demorar-se ‘ad infinitum’ num gesto que dura apenas escassos segundos, criando um efeito de grande tensão e salientando um gesto espontâneo motivado por uma súbita sensação de terror.
Ainda dentro do capítulo visual, só mais este parágrafo, para chamar a atenção para todo o conceito gráfico da obra, visível, por exemplo, na evolução - olhem-nos com atenção… - dos pequenos quadros que abrem cada novo capítulo...
E sem querer escrever mais para não retirar prazer a uma leitura altamente aconselhável, acabo a ecoar a (dupla) pergunta feita por todos (?) os que já leram Gideon Falls: até quando vou ter de esperar pelo terceiro volume? E como faço para suportar essa espera?

Gideon Falls
#1 O celeiro negro
#2 Pecados originais
Jeff Lemire (argumento)
Andrea Sorrentino (desenho)
Dave Stewart (cor)
G. Floy
Portugal, Agosto/Dezembro de 2019
190 x 280 mm, 168 p., cor, capa dura
16,00 €

(imagens disponibilizadas pela editora G. Floy; clicar nelas para as aproveitar em toda a sua extensão)

7 comentários:

  1. Já estamos a trabalhar no terceiro volume, que provavelmente sairá em Maio. Mas nessa altura teremos apanhado o ritmo US, e o nosso vol. 4 sairá mais ou menos a par com o da Image, mais para o final do ano. A partir de aí teremos de nos vergar ao ritmo dos comics (quase) mensais!

    ResponderEliminar
  2. "Restar-nos-á" reler esta obra-prima! GF e Criminal foram as minhas grandes referencias de 2019

    ResponderEliminar
  3. Já adquiri os dois volumes. Muito bom

    ResponderEliminar
  4. Que "raiva" de vós, que já leram o 2.o volume... De há uns meses para cá, só compro na Fnac (por uns motivos pessoais) e porque a G Floy optou por gerir os stocks totais dos livros, maximizando a distribuição em bancas (palavras dela num comentário na sua página do Facebook), Gideon Falls 2 na Fnac só em Março. Penosa a espera. Tão penosa... Aliás, aguardo tb que Criminal livro dois chegue às prateleiras da Fnac.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Poderá sempre comprar À GFloy diretamente com 20% de desconto. Eles costumam fazer com alguma regularidade!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...