Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

16/08/2019

Guantanamo Kid

Sem paixão





Guantanamo Kid é a história de Mohammed El-Gorani, natural do Chade, que viveu a infância na Arábia Saudita e a adolescência e os primeiros anos da idade adulta na prisão de Guantanamo. Tão só porque estava no lugar errado, à hora errada.

Mais exactamente numa mesquita, no Paquistão, aos 13 anos, quando as forças de segurança locais fizeram uma rusga, pouco depois do 11 de Setembro.
[O texto que se segue contém spoilers…]
Preso e torturado, sem nunca confessar o que era desejado - que era terrorista - foi vendido aos norte-americanos por 5000 dólares, seguindo então para Guantanamo, onde esteve preso vários anos, foi torturado vezes sem conta, das mais diversas formas, se tornou um activista contra as condições desumanas em que os presos viviam e acabou por ser libertado, por um tribunal norte-americano, por ter sido sempre tratado como adulto desde que foi preso e nunca nada ter sido provado contra ele. O que não quer dizer que as suas provações tenham terminado então… como o leitor que se atrever descobrirá.
Mas, o (grande) senão de Guantanamo Kid, a par do traço fraco e pouco interessante do autor, é a forma desapaixonada como tudo é narrado, sem chama, nem alma, despojando uma história humana, actual e verídica de toda a sua força e retirando ao relato até o tom de denúncia e acusação que era pretendido…

Guantanamo Kid
Jérôme Tubiana (argumento)
Alexandre Franc (desenho)
Dargaud
França, Março de 2018
170 x 240 mm, 172 p., cor, capa dura
EAN 9782205077681
19,99 €

(imagens disponibilizadas pela editora; clicar nelas para as aproveitar em toda a sua extensão)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...