Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

23/04/2019

Tex #584/#585

 
Detective...

Em mais de 70 anos de edições, Tex assumiu diversos papéis e as suas aventuras diversos estilos e temáticas, mas raramente terá havido uma história com um tão evidente tom policial e com o ranger a actuar como um verdadeiro detective.

Resumo
Na perseguição a um bando de assaltantes - que acidentalmente mataram um amigo seu - Tex Willer e Kit Carsom chegam a Silver Bow, numa altura em que o povoado está em estado de sítio, porque Wolfman Lang, um caçador e assassino implacável, decidiu vingar a morte do irmão, Justin Lang, morto a tiro após ter ganho uma avultada quantia ao póquer e maltratado uma prostituta.
Perante a ameaça de Wolfman de ir matando habitante após habitante até lhe ser entregue o assassino do irmão, tirando partido da localização específica da povoação e da tempestade de neve que assola a região para a sitiar, os rangers têm de proteger a população e descobrir quem matou o fora-da-lei.

Desenvolvimento
Pasquale Ruju, o argumentista deste díptico - sem retirar os elementos típicos do western em geral e de Tex em particular, dá-lhe um tom eminentemente policial, com a trama a desenvolver-se em torno da descoberta de quem assassinou Justin Lang.
Depois de um longo intróito - como é cada vez mais habitual em Tex, com a chegada de Justin ao povoado e o acompanhamento dos rangers na perseguição aos assaltantes e na descoberta do cadáver do amigo a decorrerem em paralelo, estes dois segmentos unem-se em Silver Bow.
O facto da povoação ter vias de acesso limitadas e de Wolfman, enquanto caçador, ser especialista em deslocar-se sem se deixar ver, transforma a narrativa quase num caso de assassinato em local fechado, o que aumenta a tensão crescente à medida que as vítimas do vingador vão aumentando.
Ruju, de forma inteligente, umas vezes directamente, outras deixando as pistas ao cuidado da intuição dos leitores - e permitindo mesmo que estes tenham acesso a mais informação do que os rangers - vai apontando potenciais assassinos, alguns evidentes - como o derrotado na partida de póquer ou a prostituta abusada - outros menos evidentes ou com motivações menos claras, que me vou abster de indicar.
O final, que vem aliviar a tensão crescente que aumenta ao longo do relato, fazendo sentido, irá surpreender alguns leitores menos atentos, como convém sempre numa história de… detectives!

A reter
- Como sempre, o traço do veterano Alfonso Font, duro, esguio, expressivo e assente em conseguidos contrastes de preto e branco, sublimados pela presença constante da neve que cobre toda a paisagem.
- O tom policial que Ruju imprimiu ao relato, sem pôr em causa os princípios que regem as narrativas de Tex
- A capa da edição #585 (#685 da cronologia original italiana), pelo recurso a uma dupla imagem, nada habitual no historial da série.

Menos conseguido
- Tex é sempre Tex e mesmo quando assume um papel de investigador, a sua faceta de invulnerável e (quase) todo-poderoso vem (quase) sempre ao de cima. A narrativa teria ganho muito sem o seu confronto final - inevitável (?) e previsível - com Wolfman Lang.

Tex #584: Nas neves de Montana
Tex #585: Homens da Montanha
Pasquale Ruju (argumento)
Alfonso Font (desenho)
Mythos Editora
Brasil, Junho e Julho de 2018
135 x 180 mm, 114 p., pb, capa mole, mensal
$R 3,60

(capas disponibilizados pela Mythos Editora e pranchas pela Sergio Bonelli Editore; clicar nelas para as aproveitar em toda a sua extensão)

5 comentários:

  1. Peço desculpa utilizar este meio para lhe fazer uma pergunta, no caso de saber a resposta. A colecção da Salvat Tex Gold vai ser distribuída em Portugal? um sítio de bd anunciou isto mas eu ainda não a vi em lado nenhum. Os meus agradecimentos.

    Letrée

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Letrée,
      O anúncio dessa colecção foi uma partida de 1 de Abril do portal Central Comics, mais recentemente reproduzida por outro blog, o que causou a actual confusão.
      Tanto quanto sei, não está previsto o seu lançamento em Portugal nos tempos mais próximos, mas face à distribuição em curso da colecção Homem-Aranha, também da Salvat Brasil, não será algo de todo impossível futuramente...
      Boas leituras!

      Eliminar
  2. Vai sair a partir de 16 de abril, são 70 livros.

    O 1º volume vai custar 1,99€, o 2º 2,99€ e depois do 2º 10,99€.

    Isto é uma edição em PT-BR, como a do Cavaleiro Andante.

    Não me parece que saia em todo o lado e são sobras das edições que sairam no Brasil, arrisco-me a dizer que não terá a mesma dimensão do Andante.

    750€ arredondados.

    ResponderEliminar
  3. Penso que essa divulgação que apareceu na net era uma partida de 1º de Abril da Central Comics, esta colecção não deve sair cá, pelo menos não está anunciada na página PT da Salvat.

    ResponderEliminar
  4. Obrigado. Os meus cumprimentos.

    Letrée

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...