Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

12/06/2018

O Espião Acácio


A(s) história(s) do bisbilhoteiro






Nascido há 40 anos nas páginas da revista Tintin, O Espião Acácio é das obras mais emblemáticas de Relvas e uma daquelas que melhor aguentou a passagem do tempo - e a passagem da publicação semanal para (este) álbum.
Finalmente, apetece escrever, porque este é um projecto há muito acarinhado por Júlio Moreira - que agora o concretiza sob a chancela mista Turbina/Mundo Fantasma e também - principalmente - pelo que acima ficou escrito.
Obra do início da carreira de Relvas - que partiu há poucos - demasiados - meses, esta é uma desconcertante Crónica da Primeira Grande Guerra num registo de humor absurdo.
Uma das suas principais características - que lhe vale a resistência à passagem dos anos e a facilidade de leitura que mantém hoje - é o facto de se apresentar com uma estrutura coerente e continuada ao longo das páginas - pelo menos nos dois terços iniciais da obra - com o leitor a ser divertidamente surpreendido pelo inesperado de algumas situações, por momentos de humor francamente divertidos que arrancam mesmo gargalhadas e pela forma inteligente como o autor desconstrói o jogo político que existe e se joga, com as esperadas diferenças, mas sempre os mesmos objectivos - a conquista do poder ou de mais poder - desde que o homem se organizou colectivamente, seja a época a Idade Média, os dias de hoje ou, por exemplo, a Primeira Guerra Mundial em que Acácio se move.
Dessa forma, trabalhando alternadamente - ou até em simultâneo - para ingleses, prussianos e russos - e quem mais possa surgir - num jogo de intrigas, tácticas e tricas, o português Acácio, desenrascado q,b., vai-se movendo agilmente, tentando passar entre os pingos de chuva ou os tiros de espingarda, num jogo de cintura nem sempre - raramente? - politicamente correcto, mas geralmente eficaz.
Construído ao ritmo de episódios - semanais, recordo - de duas páginas, autoconclusivos, O Espião Acácio revela também um lado experimental - próprio de um autor a dar novos passos - tanto em termos técnicos - é evidente a diferença de materiais utilizados no curso das páginas - quanto em termos gráficos e narrativos.
O traço, sempre caricatural e muito expressivo, lterna em espessura e volume, vive a duas dimensões, em fundos quase limpos ou bem composto por conseguidas manchas de negro, que expandem contrastes, definem volumes e denotam - no seu conjunto - uma evolução e uma progressão, que evidenciam o virtuosismo futuro de uma autor muito dotado.
Apesar do que atrás fica dito, acerca da estruturação que a obra apresenta e da coerência que perpassa por quase toda a série - agora integralmente reeditada - mais para o seu final começam a surgir, aqui e ali, evidências daquela que seria uma das imagens de Relvas nas décadas seguintes, a criatividade anárquica e repentista - entregas semanais, vinco novamente - com o aparecimento, mais para o seu final - motivado por algum cansaço...? - na que é, apesar de tudo, uma obra de época, de personagens anacrónicas ou pura e simplesmente inesperadas como Hitler, Darth Vader, extraterrestres ou o próprio autor.
A uma belíssima edição, de grande formato, bom papel e capa dura, que faz jus à qualidade de O Espião Acácio, e está enriquecida por dois conseguidos (e emotivos) textos de suporte e uma biobliografia selectiva de Fernando Relvas, faltou apenas um texto de enquadramento da obra no sue tempo, na revista e na carreira do seu criador.
Com esta edição, pode dizer-se que o mais marcante e significativo da obra de Relvas está reeditada - de forma díspar e dispersa (por várias editoras), é verdade - o que não significa que não se possa ansiar pela recuperação dos títulos que continuam ainda inéditos em álbum.

O Espião Acácio
Fernando Relvas
Turbina/Mundo Fantasma
Portugal, Maio de 2018
240 x 320 mm, 112 p., pb, capa dura
22,00 €

(imagens cedidas pela editora; clicar nelas para as apreciar em toda a sua extensão)

4 comentários:

  1. Há 30 anos? Não foi em 1978...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai a matemática... Corrigido!
      Boas leituras!

      Eliminar
  2. O dificil é encontrar o livro à venda e no site da da Turbina/Mundo fantasma nem sequer aparece (??)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compreendo...
      A livraria Mundo Fantasma já tem...
      Boas leituras!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...