Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

20/07/2018

Área de Segurança Gorazde

Ao lado do repórter


Joe Sacco provavelmente foi um dos autores mais importantes do final do século XX, pelo seu carácter de pioneiro e cultor do género a que se convencionou chamar BD reportagem.
Área de Segurança Gorazde: A Guerra na Bósnia Oriental 1992-1995 é um bom exemplo.

19/07/2018

Destemidas

Para outros leitores


Pode parecer estranho, para mais no contexto - colecção Novela Gráfica 2018 - em que surge, mas o aumento do número de edições e a sua diversidade permite que surjam obras como esta: vocacionadas maioritariamente para quem não lê BD.
A estranheza pode aumentar, se repararmos que a edição original francesa foi um dos livros mais vendidos em França no ano passado.

Nas bancas: Destemidas

18/07/2018

O melhor livro da colecção Bonelli foi…





…, de acordo com os resultados da sondagem promovida por As Leituras do Pedro, Dylan Dog: A saga de Johnny Freak, de Tiziano Sclavi, Mauro Marcheselli, Andrea Venturi e Giampiero Casertano.
Curiosamente, a personagem repete a preferência expressa pelos leitores na sondagem que dizia respeito à colecção Novela Gráfica 2017. Um pormenor a que os editores deverão estar atentos?

17/07/2018

Viagens

De partida

Abrir um livro é partir em viagem. Uma viagem sem sair do lugar, com ponto de partida mas sem destino pré-definido, por percursos inesperados, abertos às surpresas que possa conter, aos desconhecidos que vamos descobrir - às vezes ao reencontro de velhos conhecidos.
Viagens, terceiro tomo das The Lisbon Studio Series é tudo isto - e mais - a multiplicar exponencialmente pelos autores nele incluídos.

13/07/2018

Deadpool mata o Universo Marvel

Ele vem aí


Tudo acaba por ter o seu fim…”
O Vigia em Deadpool mata o Universo Marvel

Todos os limites ultrapassados, todas as barreiras derrubadas, todos os pesadelos concretizados… Um dia tinha de acontecer, mas infelizmente não sei se vamos estar cá para dizer: ‘Eu vi…’

12/07/2018

Malditos amigos

Argumentista de cabeceira


Fui sempre - sempre…? - mais um leitor de argumentistas do que de desenhadores. A parte gráfica de uma BD - aceitando implicitamente que a separação pode ser feita… - foi sempre - sempre…? - suplantada pela história contada.
André Diniz é, neste momento, um dos meus ‘argumentistas de cabeceira’, cuja obra sigo.

Nas bancas: Mágicos de Mickey

10/07/2018

Deathfix


Futebol e corrupção



Os tempos mudam, há quem queira mudar a forma de ler BD. Deathfix, um webtoon de Verão da Dupuis, pensado especialmente para leitura em smartphone, é mais um exemplo.
[E pese embora este texto, continua a não haver comparação com ler um livro impresso, com peso, cheiro, textura…]

09/07/2018

Ms. Marvel #1: Fora do normal

Adolescente e muçulmana

Porque pode passar despercebido e porque vale a pena ler, aqui fica uma (nova) chamada de atenção para o ‘nascimento’ da nova Ms. Marvel, Kamala Khan, pelo tom refrescante que traz ao registo de super-heróis da Casa das Ideias, embora num registo assumidamente adolescente, que intui um certo regresso às origens, e pela exploração - ligeira - da origem muçulmana da protagonista.

06/07/2018

Cinco mil quilómetros por segundo

Triângulos às cores




Esta é a história de dois triângulos. O primeiro, amoroso, formado por Lucia, Piero e Nicola. O segundo, assente nas distâncias que os afastam, passa por Itália, Noruega e Egipto.
E são as cores que definem a sua intensidade.

05/07/2018

Afirma Pereira


Em busca da felicidade

Numa adaptação - em qualquer adaptação de um género narrativo para outro - a primeira avaliação a ser feita é se a obra funciona autonomamente no novo suporte.
“Afirma Pereira”, na adaptação em BD de Pierre-Henry Gomont, passa com distinção no teste. É uma obra autónoma e completa, com vida própria nos quadradinhos e - inevitavelmente - no espaço entre eles em que o leitor intui, sente, imagina, complementa tudo o que o autor não pode escrever/desenhar.

02/07/2018

Calipso


Sem medo de arriscar

O autor deste volume, Bernard Cosendai, conhecido no meio da banda desenhada pelo pseudónimo de Cosey, nasceu em Lausanne, na Suíça, a 14 de Junho de 1950. Com uma infância e adolescência sem história, entrou no mundo da ilustração aos 16 anos, fazendo a sua aprendizagem no seio de uma agência publicitária. No entanto, o apelo da BD foi mais forte e, cinco anos mais tarde, depois de ter conhecido o seu conterrâneo Derib (autor de Buddy Longway), já fazia a sua estreia aos quadradinhos.

28/06/2018

Johan et Pirlouit: L’intégrale #3

Momento de viragem



É sabido que Johan et Pirlouit era a série preferida de Peyo, pela qual sentia especial carinho.
Neste terceiro - e penúltimo - volume integral, tudo parecia indicar um momento de viragem.
No entanto. a entrada em cena de uns conhecidos anõezinhos azuis, originalmente baptizados como Schtroumpfs, viria a alterar os planos do criador belga.

27/06/2018

I.R.$ #19 - Les Seigneurs Financiers

Do outro lado…?

Com o seu pai, recém-chegado dos mortos, como alvo, o (ex-?)agente do IRS norte-americano Larry Max prossegue a sua cruzada contra a criminalidade financeira, assumindo para isso o control0 da Channing Corporation.
Na prática, tudo parece indicar que passou para o outro lado… ou talvez não, como os leitores portugueses... dificilmente poderão comprovar na sua língua natal - pelo menos para já, possivelmente para sempre.

Nas bancas: Calipso

26/06/2018

(Re)Recomeço Disney


 
Se há algo que é preciso reconhecer - no que à edição da BD Disney diz respeito - é que a Goody tem sabido ouvir os seus leitores - aqueles que se manifestam pelo menos... - e tentado ir ao seu encontro nos sucessivos ajustes que tem feito.
A nova vaga de edições deste (re)recomeço Disney, prova-o mais uma vez.

25/06/2018

Sondagem: Qual o melhor livro da Colecção Bonelli?








Cerca de uma semana após a Levoir ter concluído a publicação da Colecção Bonelli, que foi distribuída durante 10 semanas com o jornal Público e analisada aqui semanalmente, As Leituras do Pedro perguntam aos seus visitantes qual ou quais o(s) livro(s) da colecção que mais apreciaram.

21/06/2018

Matt Marriott: Pueblo Minero

Semana do Western V
Termina hoje esta diversificada semana que As Leituras do Pedro dedicaram ao western, com aquela que é - possível mas lamentável mente - a proposta mais desconhecida aqui feita nestes dias.
Série oriunda de Inglaterra, apenas publicada nos jornais daquele país, raramente reeditada em livro, Matt Marriott é uma das abordagens mais duras, desencantadas e cruas que a banda desenhada alguma vez fez ao western.

Nas bancas: Deadpool #4 (de #4)

20/06/2018

Tex: O Sinal de Yama

  
Semana do Western IV

Já o escrevi mais de uma vez. Descobri Tex na adolescência - em edições emprestadas. Não sei quantas li mas, curiosamente - digo eu agora - a imagem que me ficou deste western tradicional, foram os confrontos fantásticos do ranger e dos seus pards com a dupla de feiticeiros Mefisto/Yama, pai e filho. É o pretexto para trazer o ranger da Bonelli a esta ‘Semana do Western’ de As Leituras do Pedro - onde ele na verdade não podia faltar.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...