Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

12/09/2017

Homem-Aranha #3 e #4

 
Contra a corrente

Vou certamente contra a corrente - algo que sempre me agradou - mas neste reinício da Marvel em Portugal, agora com a chancela da Goody - cumprindo um desejo já antigo… - a par da (pouco comercial) história do número inicial da revista Homem-Aranha, o que mais me agradou foi a linha Ultimate protagonizada por Miles Morales.

Sei que os fãs estarão já a ranger dentes e a afiar espadas mas, nesta nova versão adolescente do super-herói aracnídeo, fui agradavelmente surpreendido pela frescura e leveza assente, principalmente, nos diálogos, muito assertivos e credíveis.
A questão racial - Miles Morales é negro e hispânico - é, no arco em publicação, pouco mais que acessória – embora possa sugerir inúmeras pistas de abordagem - mas a assunção da adolescência do protagonista de alguma forma transporta os leitores para o Peter Parker original, também ele adolescente em mudança, incompreendido e subjugado sob o peso do segredo da sua identidade, retirando muito do peso que a série principal entretanto adquiriu.
Na história de Bendis, que conta com o traço agradável e expressivo de Sara Pichelli, Morales partilha a sua vida dupla não só com o seu amigo Ganke mas, principalmente, com a muçulmana Kamala Khan, que é como quem diz Ms. Marvel, e a bem americana Bombshell/Granada com quem as afinidades são maiores - devido aos poderes que todos têm - e às quais o adolescente de hormonas aos pulos não fica indiferente. Embora daí a dar um outro passo, vá um longo abismo de inseguranças, dúvidas e - também? - de questões editoriais.
Bendis consegue combinar o super-heroísmo de base com o quotidiano coerente de um adolescente típico - cruzando e complicando ambos - dando a tal leveza e frescura às histórias, bem como um toque de humor, que as afastam das histórias da linha tradicional, que, pelo seu realismo, se tornam mais pesadas - o que bem sempre é sinónimo de mais conseguidas. Porque, deixem-me desenvolver, se conseguir manter uma dupla identidade é difícil para um adolescente, que dizer para um homem de negócios de sucesso a nível global, como Parker no actual momento é?
O cruzamento de Morales e Kamala (e Sam/Nova) com Os Vingadores, na revista com este nome, e o aparecimento - em breve… - de Jessica Drew e Luke Cage na linha principal deste Homem-Aranha adolescente, são mais aspectos positivos que, acredito, vale a pena ter em conta – que é como quem diz, ler.

Homem-Aranha #3 e #4
Dan Slott, Ryan North, Brian Micahel Bendis (argumento)
Giuseppe Camuncoli, Danilo Beyruth, Sara Pichelli, Matteo Buffagni (desenho)
Goody
Portugal, Agosto de 2017
170 x 260 mm, 128 p., capa mole, lombada quadrada, quinzenal
7,90 €

(imagens disponibilizadas pela editora; clicar nelas para as aproveitar em toda a sua extensão)

3 comentários:

  1. Li as duas primeiras revistas e creio que li a primeira história da terceira. Acho que é a segunda história da terceira revista que vai introduzir o Morales? É isso?
    A ver se percebo a telenovela. Há mais um adolescente mordido por mais uma aranha radioactiva? Agora negro e hispânico? E tem alguma ligação como aranha original?

    ResponderEliminar
  2. Exacto, pco69.
    O Miles Morales estreia-se nestas revistas na segunda história do HA #3. E é amigo do original...
    Boas leituras!

    ResponderEliminar
  3. E era o substituto do Aranha Ultimate que morreu aqui: https://scontent.cdninstagram.com/t51.2885-15/s480x480/e35/19120828_697317843807422_1620370463609847808_n.jpg?ig_cache_key=MTUzNzI3MDg4NTgxNDIyMzAwOQ%3D%3D.2

    ele a Peter encontram-se a 1a vez aqui:https://d1466nnw0ex81e.cloudfront.net/n_iv/600/1366929.jpg inédito por aqui comecou nos usa recentemente a 2 mini com a revelação de quem é o Miles Morales 616!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...