Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

27/05/2017

Leitura Nova: Jim del Monaco - Ladrões do tempo


(nota informativa disponibilizada pela editora)

Depois do relançamento da colecção em 2015, ano em que se cumpriram 30 anos sobre a publicação da primeira história, chegou esta semana às livrarias “Jim Del Monaco - Ladrões do Tempo”, de Luís Louro e António José Simões, o 9.º álbum das aventuras deste improvável herói.
O lançamento do livro decorrerá no dia 3 de Junho (sábado), pelas 18h30, no Espaço LeYa da Feira do Livro de Lisboa. O livro será apresentado por Rui Reininho.
Jim Del Monaco - Ladrões do Tempo
A inauguração de um museu de paleontologia, que esconde um poderoso segredo, está no centro de uma conspiração de perigosos extremistas amantes de práticas desviantes que desejam restabelecer a nova ordem mundial.
Quando, inusitadamente, rebenta uma velha guerra de ossos, é revelada a verdade que deu buraco, o mesmo através do qual se inicia uma perseguição errática no tempo, que leva Jim Del Monaco ao regresso ao passado e a um salto ao futuro, sempre no encalço dos meliantes com ameaçadoras criaturas a morderem-lhe os calcanhares.
Inicialmente inspiradas em Jim das Selvas e tendo por pano de fundo a era colonial de meados do século passado, as aventuras de Jim Del Monaco desenrolam-se em torno dos mitos e lendas do grande continente africano, bem como dos clássicos intemporais da literatura e do cinema de aventura, suspense, mistério e ficção científica. Os acontecimentos e personagens são tanto reais como ficcionados, mas estão sempre de alguma forma associados ao imaginário da época, embora por vezes pontuados por elementos descontextualizados e importados da modernidade.
Os enredos abordam os temas e situações de forma caricatural, numa linguagem humorística e apimentada, com desenlaces rápidos, inesperados, surreais e até mesmo absurdos, tendo unicamente por objetivo entreter e divertir de forma bem humorada.
Publicada regularmente entre 1986 e 1993, a série Jim Del Monaco conquistou vários prémios e distinções, destacando-se:
- Melhor BD de 1986 para os leitores do “Tablóide”, Diário Popular
- Prémio “Vinheta” – Melhor BD 1986
- Prémio “Mosquito” – Melhor Argumentista 1985 e 1986
- “Autores da década de 80” para o suplemento “Espectáculo” d’O Primeiro de Janeiro (31/12/1989)
A série foi relançada em 2015, ano em que se cumpriram 30 anos sobre a publicação da primeira história de Jim Del Monaco, e tem agora sequência com a publicação do 9.º álbum das aventuras do mais improvável herói da era do colonialismo em pantufas.

 
ISBN: 978-989-23-3866-8
48 páginas
PVP C/ IVA 14,95 €

Luís Louro - Desenhador (n. 1965)
Luís Louro nasceu em Lisboa, em 1965, tendo sido desde muito cedo um apaixonado pela BD.
A sua primeira banda desenhada foi criada com o argumentista António José (Tozé) Simões, em 1980, mantendo-se essa pareceria, sob o nome Louro & Simões, por mais de dez anos. Juntos produziram um grande número de histórias de aventuras, com especial destaque para a série Jim Del Monaco, que se tornou mítica no panorama da BD portuguesa, com 7 álbuns publicados entre 1986 e 1993.
Em 1989, ainda em parceria com Tozé Simões, iniciou uma nova série, Roques & Folque, da qual saíram três álbuns publicados entre 1989 e 1992.
A partir de 1993, a solo ou em colaborações pontuais, lançou a série O Corvo (1994), Alice na Cidade das Maravilhas (1995), Coração de Papel (1997), O Halo Casto, (2000), Cogito Ergo Sun (2001) e Éden (2002).
Tem entretanto desenvolvido actividade nas áreas da ilustração e da fotografia, sendo sobretudo a esta última que se tem dedicado desde 2007.
As suas obras têm sido apresentadas em diversas exposições individuais e coletivas, e estiveram presentes em alguns dos festivais mais relevantes da especialidade, nomeadamente em diversas edições do Festival de BD da Amadora. De entre as muitas exposições que têm tido a sua obra como referência, a mais completa foi “Luís Louro – Contrastes”, que esteve patente no Centro Nacional de Banda Desenhada e Imagem e que constituiu a maior retrospectiva sobre a sua vasta obra.

António José Simões - Argumentista (n. 1965)
António José (Tozé) Simões nasceu em Lisboa, em 1965. Cresceu no histórico bairro do Alto do Pina, onde conheceu Luís Louro, com o qual viria desde cedo a colaborar, enquanto argumentista, em várias publicações avulsas e nas séries Jim Del Monaco e Roques & Folque.
Seguiu depois uma carreira profissional ligada à Banca e à Gestão de Empresas, áreas em que tem trabalhado ao longo dos últimos 26 anos.
Há muito, portanto, distanciado da Banda Desenhada, nunca perdeu contudo o desejo de regressar aos argumentos com o seu parceiro de sempre e, sobretudo, ao serviço da personagem que em 2015 celebra 30 anos de vida.

(imagens disponibilizadas pela editora; clicar nelas para as aproveitar em toda a sua extensão)

1 comentário:

  1. Saude-se os autores e a ASA, pela continuidade dada ao renascimento de 2015.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...