Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

24/04/2017

Beaux Arts HS Polar & BD

Abrangência





Segmento do mercado de BD claramente em alta no espaço francófono, os números especiais de revistas (mais ou menos) genéricas dedicados à BD, têm neste Beaux Arts Hors Série Polar & BD, actualmente distribuído em (alguns quiosques de) Portugal, um dos seus exemplos mais recentes.

Se L’Express, Lire ou Le Monde têm multiplicado edições, muitas vezes ligadas a efemérides, dedicadas a Astérix, Lucky Luke, XIII – e o sempre incontornável Tintin, a quem a GEO acaba de dedicar um especial Peuples du Monde, também disponível entre nós de momento –a Beaux Arts tem apostado em números temáticos.
Depois do ainda recente Les Secrets des Chefs-d'œuvre de la BD de Science-fiction, no caso presente temos um número dedicado à BD de cariz policial – numa abordagem lata e abrangente ao conceito – e o mínimo que se pode dizer é que a selecção dos dez títulos em análise se revela bastante heterogénea e representativa em termos de origens, épocas, estilos e abordagens.
Estão incluídos nela clássicos norte-americanos como Dick Tracy e The Spirit, clássicos ‘intemporais’ (porque ainda em publicação) franco-belgas como Lefranc e Ric Hochet, os ‘desviantes’ Alack Sinner e Torpedo 1936, a adaptação feita por Tardi dos romances literários protagonizados por Nestor Bruma e ainda, de forma mais discutível em minha opinião, Jérôme K. Jérome, XIII e Largo Winch. O primeiro, de que conheço pouco, porque me parece ter menos ‘visibilidade’, se assim posso escrever; os outros dois porque os considero mais próximos de relatos de aventura e acção – mas cuja inclusão é compreensível na óptica do tal sentido lato do ‘policial’ - e também no aproveitamento mediático da sua popularidade.
Em cada um dos casos, há uma análise, obrigatoriamente breve mas concisa, de cada uma das séries, a apreciação de uma prancha representativa e a referência a curiosidades, inspirações e derivações cinematográficas ou de merchandising que, no seu conjunto, constituem uma boa introdução e um apelo à leitura da obra em si. Que, em metade das séries abordadas, é propiciada pelas histórias curtas que as páginas da Beaux Arts incluem.
Se a escolha é, como disse atrás, bastante conseguida, ecléctica e abrangente, obviamente, cada leitor de BD seria capaz de indicar outros títulos alternativos, quiçá mais da sua preferência. Gil Jourdan, Secret Agent X-9, Rip Kirby, Blacksad, 100 Bullets… seriam algumas hipóteses, igualmente justificáveis (e contestáveis), mas a sua simples existência - bem como de outras mais que todos serão capazes de listar - só vem justificar a edição de um número especial dedicado a este tema…

Beaux Arts HS Polar & BD
Dossiers dedicados a Dick Tracy, The Spirit, Lefranc, Ric Hochet, Alack Sinner, Torpedo 1936, Nestor Bruma, Jérôme K. Jérome, XIII e Largo Winch
Vários autores
T.T.M. Éditions
França, Abril de 2017
220 x 285 mm, 156 p, cor, capa mole
EAN : 9791020403513 7,90 € (8,90 € em Portugal)

(clicar nas imagens para a aproveitar em toda a sua extensão)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...