Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

05/03/2017

393.ª Tertúlia BD de Lisboa







(nota informativa disponibilizada pela organização)

7 de Março de 2017
Convidado especial: Luís Cavaco
R. Portas de santo Antão, nº 58
Lisboa


Nasci em Lisboa em 1979, mas dias depois já estava em Setúbal onde cresci. Desenho desde que me lembro. Fui sempre autodidacta, aprendi copiando o que via, incluindo os mestres de BD e lendo tudo o que conseguisse. Para além da banda desenhada, a animação e os videojogos, construíram muito do meu imaginário visual e temático.
Participei desde jovem em fanzines e pequenos colectivos de banda desenhada e ilustração. Tinha como objectivo continuar uma carreira nessas áreas. Mas inseguranças, dinheiro e outras circunstâncias, pesaram mais e acabei por seguir a profissão de designer gráfico. Nos últimos anos, já emigrado em Lisboa, fui reintroduzindo a ilustração nos trabalhos de design, até decidir começar de novo, deixando de vez os logótipos, sites e apps, para trás.
Actualmente estudo animação 2D, participei com as minhas primeiras BD em muitos anos, na antologia de terror Sobressaltos e no número 4 da H-Alt, revista colaborativa de sci-fi, fantasia e história alternativa. Estas duas publicações levaram-me no ano passado à Amadora BD como autor.  Entre outros trabalhos como freelancer, criei os personagens, arte e cenários para o jogo Trivia Planet, disponível na Apple TV.
Planeio, nos próximos tempos, criar e partilhar coisas novas nas várias áreas que me apaixonam, BD, animação e jogos. Tentando, pelo caminho, trazer algo do imaginário Português para a cultura popular.
Tenho como principais influências Winsor McCay, Osamu Tezuka, Hayao Miyazaki, Jack Kirby, Katsuhiro Otomo, Akira Toriyama, Shigeru Miyamoto e Moebius, pessoas que admiro pela capacidade que tiveram de imaginar mundos, personagens, histórias que continuam vivas e vibrantes muito depois da sua criação. Estes artistas juntaram muitas vezes a BD, ilustração e animação num todo coerente, sendo essa uma importante inspiração para mim.
Os autores brasileiros Laerte, Fernando Gonsales e Angeli que com as suas edições quase punk dos Piratas do Tietê, Níquel Náusea e Chiclete com Banana, mostraram-me que se pode publicar coisas audazes na língua portuguesa.
Outras influências actuais: Muitos dos artistas que trabalham nos desenhos animados Adventure Time e Steven Universe que são também autores prolíficos de BD independente. Emily Carroll, Farel Dalrymple, Paul Pope. Quase tudo o que sai das editoras Peow! e Nobrow influenciam-me a nivel de desenho e história.


  
(imagens disponibilizadas pela organização; clicar nelas para as aproveitar em toda a sua extensão)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...