Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

23/02/2017

Tony Chu: Fome de vencer

Comer até cair






Há alguma razão para pessoas sensatas e bem formadas lerem e – mais – gostarem de Tony Chu? Alguém no seu perfeito juízo lê uma banda desenhada em que se comem pedaços de cadáveres?
Se vos abri o apetite, a (minha) resposta está já a seguir.

E, é indubitavelmente, SIM.
Tony Chu, relato das desventuras do detective cibopata (aquele que através da deglutição de partes de pessoas ou de outros seres vivos descobre o que lhes aconteceu) é um comic absurdo – concedo – mas muito original e extremamente bem escrito e desenhado.
É uma obra-prima? De forma alguma, mas é uma obra divertida, muito ritmada, com bons achados, trocadilhos constantes, sexo, comida e violência – entrecruzados até onde consigam imaginar… - e que, depois de um volume um pouco mais ‘ensosso’, regressa muito apetitoso.
Com a narrativa a decorrer a dois níveis, entre o quotidiano do agora despedido Chu e o da sua filha, que começa a descobrir que possui poderes – cobiçados… - similares ao do seu progenitor, John Layman prossegue o seu delírio gastronómico cada vez mais elaborado em termos de diversidade narrativa, com alguns episódios auto-conclusivos inseridos no contexto mais alargado da série, que só pode ter uma de duas consequências: o vómito imediato ou o crescer de água na boca… por mais!

Tony Chu, Detective Canibal
Volume Cinco: Fome de vencer
John Layman (argumento)
Rob Guillory (desenho)
175 x 260 mm, 128 p., cor, capa dura
ISBN: 978-84-16510-19-1
9,99 €

(imagens disponibilizados pela editora; clicar nelas para as aproveitar em toda a sua extensão)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...