Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

24/02/2017

Les Beaux Etés #1

Tempo em família






Falar de férias a meio ano de distância tem tanto de nostálgico quanto de masoquista.
Mas era imperdoável, deixar para mais tarde um álbum que (só) descobri esta semana.

Cap au Sud! é um relato (autobiográfico?) terno, sereno, ancorado no quotidiano de uma família – pai, mãe, 4 filhos pequenos, um enorme amigo imaginário comum a todos… – e nos pequenos nadas que o compõe, balizado pela imediata partida para (as sonhadas) férias (de Verão) – ansiadas por todos, em especial pelas crianças – mas atrasada dias pela necessidade de o pai – desenhador de BD – entregar as últimas pranchas da história que tem em mãos, os pequenos rituais familiares – os cânticos no carro, os inevitáveis choques entre os miúdos, as piadas recorrentes, férias após férias…
Só que, aos poucos, aquela vivência simples mas feliz, começa a revelar as nuvens negras que a assombram: um cancro num familiar próximo, um processo de divórcio prestes a avançar, a falta de paciência para os (tais) pequenos nadas quotidianos que em momentos de tensão se transformam em recorrentes hábitos insuportáveis, sob o peso dos sonhos perseguidos mas nunca alcançados ou daqueles esquecidos em nome do bem (familiar) comum…
Jordi Lafebre (com o contributo de Mado Peña nas belíssimas cores) tem um trabalho gráfico soberbo, com um desenho semi-caricatural, de traço fino, muito detalhado a todos os níveis, mas também agradável e dinâmico, graças às sucessivas mudanças de enquadramento que contribuem para uma leitura a um tempo alegre e serena.
Cap au Sud, (mais) um notável argumento do cada vez mais prolífico Zidrou, combina belas recordações de infância, pontuadas pela BD que – naturalmente – faz parte da vida de jovens franco-belgas – para lá da profissão do pai, os álbuns de Lucky Luke, os bonecos de Tintin… - para nos proporcionar um retrato sensível e muito credível, também nostálgico, não só do tempo em que éramos pequenos e partíamos de férias como para uma (grande) aventura, mas também do tempo em que as famílias tinham realmente tempo para si e em que esse tempo bem usado ajudava a valorizar devidamente os raios de sol que sempre brilham entre as nuvens negras da vida.
Se este seria um magnífico one-shot, a verdade é que Les Beaux Étés tem já um (surpreendente?) segundo tomo, cuja leitura tenho de agendar para breve.

  

Cap au sud !
Les Beaux Étés - Tome 1
Zidrou (argumento)
Jordi Lafebre (desenho)
Dargaud BeneluxFrança, Setembro de 2015
241 x 318, 60 p., cor, capa dura
EAN 9782505061984
13,99 €

(imagens disponibilizadas pela editora; clicar nelas para as aproveitar em toda a sua extensão)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...