Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

15/12/2016

Rendez-vous em Phoenix










Habituado ao tom mais onírico e fantástico que costuma predominar mas bandas desenhadas de Tony Sandoval, fui agradavelmente surpreendido por este relato realista autobiográfico.

Natural do México, como tantos desejoso de cumprir o (seu) sonho americano - no caso de se tornar autor de BD para as grandes editoras de comics - Tony Sandoval tomou o caminho (tantas vezes mostrados em filmes e séries norte-americanos) que tantas vitimas causa todos os anos: a travessia clandestina da fronteira, a preços proibitivos, pagos a ‘passadores’ profissionais, num autêntico jogo do gato e do rato com as autoridades.
Dessa forma, em Rendez-vous em Phoenix – local de encontro com a sua namorada norte-americana – Sandoval ocupa quase todas as páginas com o desenrolar do processo, as tentativas falhadas, as contrariedades… centrando a narrativa em si e, principalmente, no seu estado de espírito, na autêntica montanha-russa de emoções que se sucedem e sobrepõem, da esperança ao desânimo, do receio ao desespero, do sonho que parece tão próximo ao enfrentar da dura realidade.
A par disso – apesar disso – o autor, com o traço agradável e muito bem colorido que lhe é (re)conhecido, consegue um certo afastamento para mostrar casos semelhantes – alguns até mais complicados e prementes, mas sem nunca cair na lamechice fácil – e a solidariedade que surge entre aqueles que se encontram na mesma situação, o que dá mais consistência ao tom realista adoptado e faz deste livro (mais) uma leitura aconselhável num ano rico em (boas) edições.

Rendez-vous em Phoenix
Tony Sandoval
Kingpin Books
Portugal, Julho de 2016
195 x 275 mm, 80 p., cor, capa dura
ISBN: 978-989-8673-25-1
12,99 €

(imagens disponibilizadas pela editora; clicar nelas para as aproveitar em toda a sua extensão)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...