Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

11/11/2016

La jeunesse de Mickey







Como o têm mostrado as Graphic MSP, os “Spirou de…” ou esta colecção “Mickey vu par…” as retomas de heróis clássicos dos quadradinhos só têm um limite: a imaginação e o talento dos autores.

O princípio é sempre o mesmo: dar a personagens seculares, uma nova vida (pelo tempo de um álbum). Com certos limites, como é evidente, mas também com uma grande liberdade que permite aos autores transporem as linhas base da criação original para o seu universo gráfico e temático.
Tebo, um dos sustentáculos da revista Tchô, face ao desafio de apresentar o seu Mickey, depois de Cosey e da dupla Trondheim/Keramidas, optou pela sua veia aventurosa, levando-o a reviver a sua participação (mais ou menos…) em momentos chave da História dos EUA: a conquista do Oeste, a Primeira Guerra Mundial, a Lei Seca e o contrabando de álcool, aliás de chocolate, ou a conquista espacial.
Para isso, apresenta-nos um Mickey envelhecido, de longas barbas brancas mas imaginação transbordante, a contar as suas aventuras – vividas, revividas ou imaginadas no momento – ao seu (pouco crédulo) neto.
Confrontos recorrentes com João Bafo-de-Onça e encontros com Pateta, Minnie ou Donald, douram um pouco mais as cinco histórias curtas, transbordantes de imaginação e absurdo, para delírio do avô e o duvidar metódico do neto.
Se o humor terno mas também louco de Tebo condimenta a preceito os relato enérgicos, transbordantes de acção, imprevistos e improviso, o grande trunfo é inegavelmente o grafismo, assente num traço arredondado, muito dinâmico, agradável, divertido e cativante - que em cada um dos contos ‘explode’ numa dupla página de vinheta única, mas acção contínua, muito bem conseguida - e uma planificação diversificada que contribuem para uma leitura refrescante e fazem deste ‘regresso’ de Mickey uma aposta mais do que bem-sucedida.


O mercado é outro, as realidades não são comparáveis, mas edições – falo do objecto físico – como esta, são o sonho de qualquer leitor/coleccionador. Álbum de grande formato, com lombada em tela, papel de boa gramagem e óptima impressão que realça a belíssima selecção de cores, tudo contribui para que a sua leitura proporcione um duplo prazer que só fruirá quem, para além de ler, realmente gosta de livros.

 

La jeunesse de Mickey
Tebo
Glénat
França, 26 de Outubro de 2016
240 x 320 mm, 80p., cor, capa dura
EAN/ISBN : 9782344014288
17,00 €

(imagens disponibilizadas pela editora; clicar nelas para as aproveitar em toda a sua extensão)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...