Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

22/11/2016

Cosmicomix







Há um momento – ou vários momentos – certo(s) para ler cada livro.  Não depende só da nossa (i)maturidade. A predisposição mental é muitas vezes o factor dcisivo. Por isso (também) se aconselha leituras variadas…
Aconteceu-me com este Cosmicomix.

Como, aliás, ao longo dos anos, recorrentemente, tem acontecido com títulos diversos, que num dado momento – ou em vários – se revelam ‘ilegíveis’, ‘insuportáveis’ e que numa altura posterior leio de uma assentada, com inegável prazer…
Peguei em Cosmicomix no momento da sua edição, mas abandonei-o de seguida. Duas outras tentativas posteriores não tiveram melhor sorte e acabou por se ‘perder’ na pilha de leituras ‘urgentes’ (ah ah ah!).
Agora, há semanas, ‘reencontrado’, revelou-se uma leitura agradável e que – mais importante – cumpre cabalmente o seu propósito: a divulgação científica, de forma acessível. Mostrando (mais uma vez) a aptidão da banda desenhada para tal.
Mais não se pode pedir.
Como tema, este volume apresenta os passos que ao longo de décadas foram dados no sentido de ‘descobrir’ as origens do nosso universo até conduzirem ao estabelecimento da Teoria do Big Bang.
Compilando os avanços – e recuos – feitos em vários locais do mundo – muitas vezes em paralelo, distantes até de poucos quilómtros, sem conhecimento mútuo… - através de uma narrativa feita de saltos temporais, assente em diálogos directos e simultaneamente completos, Balbi e Piccioni, apesar do peso do tema e mesmo sem um desenho especialmente atractivo, conseguem esclarecer sem maçar, informar sem cansar e fazer de Cosmicomix uma leitura perfeitamente acessível, suficiente para o simples curioso, iniciante para quem queira depois aprofundar o tema.
Curiosamente – porque não é habitual em obras com esta orientação – no final há várias páginas com exemplos do guião de Balbi e os vários passos dados por Piccioni até à sua concretização na prancha de BD acabada.

Cosmicomix
Amedeo Balbi (argumento)
Rossano Piccioni (desenho)
Gradiva
Portugal, Julho de 2015
170 x 240 mm, 152 p., cor, capa mole com badanas
ISBN: 978-989-616-659-5
14,90 €


(imagens disponibilizadas pela editora; clicar nelas para as aproveitar em toda a sua extensão)

3 comentários:

  1. Comprei e li o Logicomix. Possivelmente ocorreu o memo que ao Pedro Cleto inicialmente. Para mim, uma leitura relativamente chata e desinteressante.
    Isso fez om que não pegasse/comprasse o outro (ou ouros?) xxxxComix que até me parece que têm um desenho muito parecido.

    ResponderEliminar
  2. Quanto ao desenho não estou nada de acordo. São muito diferentes. Logic lê-se melhor.
    A própria qualidade de impressão é muito diferente.
    Ambos temas interessantes. Más curiosamente aconteceu comigo o mesmo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não li o Logicomix (vacinado?) mas tenho ideia que é necessária uma certa predisposição para este tipo de livros....
      Boas leituras!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...