Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

11/10/2016

Memórias do Maurício










Que é como quem diz: Maurício de Sousa aos quadr(ad)inhos.
Outra vez. Pela primeira vez.

Suponho que a estatística não está feita, mas não me custa a acreditar que Maurício de Sousa é um dos autores - o autor? - que aparece mais vezes nas suas bandas desenhadas.

  

Edições como Saiba Mais sobre Estúdio de HQ (uma visita guiada aos seus estúdios, ainda nas bancas portuguesas), Almanaque Temático - Maurício com a Turma (compilação de diversas histórias em que Maurício de Sousa é participante ou protagonista, distribuído no mês passado em Portugal), são apenas dois exemplos recentes, a que se poderia acrescentar a sua Biografia em Quadrinhos, mas a nota distintiva desta edição é que as 25 histórias da vida do autor brasileiro nela incluídas são contadas, em pequenos apontamentos de oito páginas cada, por outros autores (também brasileiros), quase todos da nova geração, que se inspiraram (mais ou menos livremente) em episódios que o biografado foi contando, aqui e ali, ao longo dos anos.
São episódios da infância, da juventude, do início profissional, da vida em família, da (luta pela) afirmação como autor, da amizade com grandes criadores - Ziraldo, Pratt, Eisner, Tezuka… - que ilustram o percurso do autor e do homem e que contribuem para que o leitor se identifique (um pouco mais) com ele, fortalecendo laços, memórias, experiências que, desta forma, se tornam (um pouco mais) comuns.
Os estilos gráficos - e, consequentemente, o aspecto de Maurício, independentemente da sua idade em cada momento - e as opções narrativas, do explanativo ao humorístico, do terno ao evocativo, do tom familiar ao quase policial, variam de acordo com as características autorais de cada um, mas o todo espelha um equilíbrio e forma uma unidade - a que não será estranho o trabalho editorial prévio e de acompanhamento de Sidney Gusman - que reflecte um dos principais méritos deste projecto: trazer Maurício de Sousa ‘de novo’ para a ‘ribalta’, que é como quem diz voltar a entregá-lo - e aos seus heróis - aos seus leitores.
Porque, no seu conjunto, este Memórias do Maurício, as Graphic MSP, os projectos MSP 50, +50 e 50 Novos e Ouro da Casa, recuperaram um imaginário colectivo que estava (algo) marginalizado e subapreciado e estão a fazer, em vida, a merecida e justa homenagem a Maurício de Sousa, pelo que as suas criações representam e significam há mais de meio século para gerações de brasileiros - e de portugueses - com uma (quase) unanimidade (sincera, não forçada) que realça ainda mais a importância do homem e do autor, ‘pai’ de Mônica, Cebolinha, Cascão, Magali, Horácio, Bidú, Franjinha, Tina, Piteco, Chico Bento, Penadinho e tantos - tantos… - outros.

 

 

Nota final
Em tempo útil voltarei ao tema, mas espero que a (nova) distribuição da colecção Graphic MSP em Portugal que, segundo anunciado, se inicia este mês com Astronauta: Magnetar e prossegue em Novembro com Piteco: Ingá, possa vir também a contemplar este Memórias do Maurício bem como os outros projectos atrás citados.

Memórias do Maurício
Samanta Flôor, Herbert Berbert, Fábio Coala, Gustavo Borges, Lu Cafaggi, Vencys Lao, Sandro Hojo, Thobias Daneluz, Danilo Beyruth e Cris Peter, Laudo Ferreira Jr. e Omar Viñole, Artur Fujita e Davi Calil, Eduardo Schaal, Eduardo Damasceno e Luís Felipe Garrocho, Vitor Cafaggi, Eduardo Ferigato, Eduardo Medeiros, Spacca, Julio Brilha, Guilherme Petreca, Flavio Luiz, Adriana Melo, Magno Costa e Marcelo Costa, Shiko, Erica Awano e Alex Shibao (argumento/desenho/cor)
Gustavo Duarte (capa)
Panini Comics,
Brasil, Agosto de 2016
195 x 280 mm, 212 p., cor, capa dura
R$ 140,00

(clicar nas imagens para as apreciar em toda a sua extensão; clicar nas palavras de cor diferente para saber mais sobre as obras destacadas

3 comentários:

  1. Será que essa "nova" distribuição... significa que os livros vão finalmente aparecer em pontos de venda que permitam que sejam comprados?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente suponho que serão distribuídas nos locais habituais...
      Há que estar atento!
      Boas leituras!

      Eliminar
  2. Tó Coelho12/10/16 09:46

    Ainda bem que vai haver nova distribuição das Graphic Novels. na altura da distribuição do Magnetar eu vi-o à venda, não o comprei e depois quando queria, já não havia...então, venha ele!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...