Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

25/10/2016

Leituras Novas: G. Floy


O Astrágalo
Anne tem 19 anos, e parte um osso do tornozelo chamado astrágalo, ao saltar a parede da prisão onde está presa por assalto. Salva por Julien, um ladrão como ela, Anne irá esconder-se, sofrer, rebelar-se, voltar a fugir, tanto faz, está loucamente apaixonada por Julien. Estavam em fuga, são jovens e bonitos, são livres e totalmente, furiosamente selvagens... E a sociedade autoritária do pós-guerra da França vai fazer-lhes pagar o preço dessa liberdade.

Lançado em 1965, O Astrágalo fez descobrir a milhões de leitores o destino de uma jovem mulher escandalosamente livre na França de antes de Maio 68. Desse destino, Albertine conseguiu fazer uma grande obra, graças ao “estilo Sarrazin”, uma maneira de escrever que misturava a frescura do argot, o calão francês tão típico de Paris, a mestria da língua francesa e verdadeiros achados poéticos, sob o signo de uma liberdade audaciosa, tónica e cheia de humor. O Astrágalo é o primeiro volume de uma autobiografia que continuou em La Cavale e depois La Traversière. No ano em que saiu esse terceiro romance, 1967, Albertine Sarrazin morreria numa mesa de operações. Ainda não tinha 30 anos.

Anne-Caroline Pandolfo e Terkel Risbjerg trabalham juntos há alguns anos, em adaptações à banda desenhada de livros vários, e em projectos próprios.
Anne-Caroline Pandolfo é ilustradora e argumentista; um encontro fortuito com produtores de filmes leva-a a realizar duas curtas-metragens animadas para crianças, e isso vai encorajá-la a continuar esse trabalho criativo na banda desenhada.
Terkel Risbjerg é um artista dinamarquês que estudou cinema e filosofia em Copenhaga, e acabou por se fixar em França, onde trabalhou alguns anos em animação, tendo trabalhado nomeadamente em Le Chat du Rabin e na série Yakari. Juntos, assinaram já quatro romances gráficos: este O Astrágalo, bem como Mine: Une Vie de Chat, La Lionne (uma biografia de Karen Blixen em BD), Le Roi des Scarabées, e mais recentemente (acabado de lançar há dias) Perceval, adaptação do Romance de Perceval, publicado nas Éditions Le Lombard.

Do prefácio de Jean-Jacques Pauvert:
“... Nesse ano, aparecia... um artigo de Jacques Senelier, “Passage des étoiles”, que contava a história violenta de duas adolescentes (de dezasseis e dezoito anos) que fugiram de uma casa de correcção. Combinaram encontrar-se alguns meses mais tarde, no dia 1 de Novembro, aos pés do obelisco da Place de la Concorde, separam-se, reencontram-se no dia combinado, vivem de pequenos expedientes, e acabam por assaltar uma loja, um pouco ao acaso. Uma delas entra em pânico e fere a dona da loja com um tiro de pistola. Fogem, e acabam por ser capturadas uns dias mais tarde. A mais nova, Anne-Marie - a futura Albertine Sarrazin - lê Baudelaire e Rimbaud, e faz declarações cínicas ao juiz (“Não tive tempo de me arrepender, mas se um dia o fizer, não me esquecerei de o informar logo.”). ... Jacques Senelier escreve: “Nestas duas figuras de mulheres 'perdidas', condensa-se para nós a imagem fulgurante das verdadeiras aspirações dos nossos tempos”.

“Albertine, a pequena santa dos escritores inconformistas. Pergunto-me se sem ela, eu seria o que sou hoje. O seu mantra juvenil foi aceite de corpo e alma, impregnando o meu espírito juvenil.” Patti Smith

 

 

 

 
O ASTRÁGALO
Anne-Caroline Pandolfo e Terkel Risbjerg
Formato novela gráfica, 17 x 24, capa mole com badanas,
224 páginas, preto e branco
ISBN 978-84-16510-23-8
PVP: 13,99 €

Já disponível no stand da G. Floy no Amadora BD e a partir de 28 de Outubro nas lojas FNAC 

SAGA volume 5
SAGA narra a luta de uma jovem família para encontrar o seu lugar num universo vasto e hostil, e já foi descrito como um épico de ficção científica cruzado com fantasia, com romance e comédia à mistura, um encontro entre a Guerra dos Tronos e a Guerra das Estrelas ou Romeu e Julieta no espaço.
Várias histórias se cruzam neste volume: Gwendolyn e a Gata Mentirosa arriscam tudo para tentarem encontrar uma cura para A Vontade, enquanto Marko e o Príncipe Robot IV se tornam aliados improváveis na busca dos seus filhos desaparecidos, presos num mundo estranho por terríveis inimigos. Fantasia, ficção científica, sexo, política, traição, morte, amor verdadeiro e reality shows - todos se juntam como nunca antes neste épico subversivo e provocante do escritor Brian K. Vaughan e da artista Fiona Staples.

“SAGA volume 5: a prova de que se pode escrever grande ficção científica com extraterrestres malucos e política a sério.” - Cory Doctorow, boingboing.net

SAGA venceu já sete Prémios Eisner - o galardão máximo da banda desenhada anglo-saxónica - um feito sem precedentes para um comic independente. Foi também premiado com o Hugo para Melhor História Gráfica - os Hugos distinguem a melhor ficção científica publicada em cada ano. Finalmente, foi distinguido com uns incríveis 17 Prémios Harvey Harveys, atribuídos pelos profissionais dos comics.

 

 

SAGA volume 5
Brian K. Vaughan e Fiona Staples
Reúne os #25 a #30 da série original de SAGA
Álbum, formato comic, 152 páginas a cores, capa dura.
PVP: 10,99 €
ISBN: 978-84-16510-21-4

Já disponível no stand da G. Floy no Amadora BD e a partir de 28 de Outubro nas lojas FNAC

(textos e imagens disponibilizados pela editora; clicar nelas para as aproveitar em toda a sua extensão)

4 comentários:

  1. O PVP do livro está correto?
    É que na FNAC está à venda por quase 17€.....

    ResponderEliminar
  2. Deve ter sido engano deles. O preço é de 13,99€.

    ResponderEliminar
  3. Artur usa o livro de reclamações foi para isso que foi inventado,se a editora no fizer nada.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...