Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

23/09/2016

Fatale #1 a #5


De policial negro a conto fantástico, com sedução, sexo, violência e possessão demoníaca como linha condutora, a história de Josephine chega ao fim após 5 volumes.

Josephine a mulher bela e sensual que ao longo dos anos, décadas, séculos, sem nunca envelhecer, seduziu, amou, dominou, controlou os homens que com ela se cruzaram.
O seu propósito, o objectivo de tanto amor, de tanta paixão – de tanto sexo pelo sexo também – e de tanto sofrimento escondido, surge finalmente neste último volume que expande um pouco mais o alcance da actuação de Josephine. E esclarece o envolvimento e a finalidade do seu grande inimigo, com quem cruzou caminhos por diversas vezes, com consequências funestas para a humanidade.
Iniciada como policial negro, entre a actualidade e os anos 1950, Fatale foi aos pouco conduzido por Brubaker para uma narrativa de terror – por vezes explícito, quase sempre apenas (incomodamente) subentendido – com as pistas a baralharem-se e o desejo do leitor por (saber mais de) Josephine a crescer em proporção.
Agora, fechada a história – embora muitas histórias possam ter ficado por contar… - a visão de conjunto revela (mais) uma história sólida e aliciante, comprova a excelência da escrita de Brubaker – e a sua capacidade de escolher os parceiros gráficos em função do universo em que elas se desenrolam – e credibiliza a escolha da G. Floy.

Nota final
Em tempo útil, na esteira dos textos sobre a Criar um mercado manga e Velvet #1 – por coincidência (!?) outra criação de Brubaker – acho importante salientar o facto de esta ser a primeira série que a G. Floy completa. São cinco volumes, editados em pouco mais de ano e meio, que credibilizam a editora e ajudam o leitor a confiar nela, afastando mais um pouco os fantasmas que ao longo de décadas perseguiram os compradores de BD em português, habituados às séries penduradas após um ou dois livros.
Fatale, para além de constituir uma aposta de compra segura, ajuda a acreditar na publicação integral de Velvet – apenas três volumes, que deverão estar disponíveis em português até meados de 2017 – e para continuar/começar a acompanhar Saga ou Southern Bastards. Mesmo sendo séries em curso nos EUA…

Fatale
Ed Brubaker (argumento)
Sean Philips (desenho)
G. Floy
Portugal
Novembro de 2014 a Agosto de 2016
175 x 260 mm, cor, capa dura
136 p, 8,99 €
#3 A Oeste do inferno
112 p., 9,99 €
#4 As lágrimas do céu
128 p., 9,99 €
#5 A maldição do demónio
152 p., 10,99 €

(clicar nas imagens para as apreciar em toda a sua extensão)

3 comentários:

  1. Faço minhas as palavras do Pedro Cleto "...São cinco volumes, editados em pouco mais de ano e meio, que credibilizam a editora e ajudam o leitor a confiar nela...".

    Adquiri os volumes aquando da sua saída em vez de ficar à espera que fosse editada a série na sua totalidade, confiando que a editora iria "cumprir" o seu lado da "confiança mútua".
    A editora cumpriu!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    2. Eu também,só que se ficasse pendurado sempre tinha os sc image de reserva.Ja Velvet comprei sem reservas.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...