Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

05/08/2016

Esquadrão Suicida






Quando as ameaças são grandes demais para um só super-herói, convoca-se um grupo deles – como a Liga da Justiça. Mas, quando a situação é mesmo desesperada, envia-se um comando de foragidos, seduzidos pela promessa de eventuais reduções ou mesmo comutação das penas, fáceis de culpar se as coisas correrem mal e cuja morte ninguém chorará.
O conceito, baptizado como Task Force X, surgiu em 1959, em The Brave and the Bold #25, numa história escrita por Robert Kanigher e desenhada por Ross Abdru e Mike Esposito, com um esquadrão formado por criminosos dispostos a lutar pelos EUA durante a II Guerra Mundial. O alargamento do conceito a super-vilões teve lugar apenas em 1987, já com Amanda Waller no comando e Rick Flagg na formação.
A colecção Super-Heróis DC, que a Levoir e o Público editaram nos primeiros meses do ano, encerrou em Maio último exactamente com o arranque desse arco em Esquadrão Suicida: Nós que vamos morrer, escrito por John Ostrander e desenhado por Luke McDonnell, numa história que expõe e explora o conceito.
No filme dirigido por David Ayer que ontem estreou, num conjunto heterogéneo de vilões, com poderes e motivações diferentes, a de maior visibilidade é Harley Quinn (Margot Robbie), ex-psicóloga, protegida (e namorada?) do Joker, com quem partilha também a loucura e a paixão assassina. O Capitão Bumerangue (Jai Courtnay) e o Pistoleiro (Will Smith) vêm das primeiras formações nos quadradinhos, enquanto que o Crocodilo (Adewale Akinnuoye-Agbaje) e Katana (Karen Fukuhara tiveram, a espaços, algum protagonismo no universo DC. Entre outros, integra também o grupo Rick Flag (Joel Kinnaman), filho de um dos membros do grupo original.
Habilidades com pistolas, cordas, espadas ou bumerangues a par de poderes curativos e de teletransporte ou o controle do fogo são o que distingue estes criminosos.
A par das missões que têm de cumprir, boa parte da narrativa é feita em torno das motivações particulares e das diferenças existentes entre eles, que provocam sucessivos momentos de tensão e mesmo violentos confrontos que o líder – Amanda Waller (Viola Davis) - tem de gerir para tentar manter a estabilidade do conjunto. Um pouco à imagem do que também acontece nos super-grupos de super-heróis…

(versão revista e aumentada do texto publicado no Jornal de Notícias de 4 de Agosto de 2016; clicar nas imagens para as aproveitar em toda a sua extensão)

11 comentários:

  1. Anónimo5/8/16 23:59

    Como fã da run do Ostrander nos anos 80, este filme até me envergonha.A DC devia ser proibida de avançar com mais filmes até tirar uma masterclass com a Marvel.
    PM

    ResponderEliminar
  2. Anónimo7/8/16 01:24

    triste opinião como fã do ostrander o filme tem bons e maus momentos muita gente o critica e esses mesmos veneram o GoG
    Eu pessoalmente gostei dos dois filmes mas o ponto fraco é sem duvida o "vilao"
    Estes filmes tem como objectivo divertir os espetadores
    Percebo que o filme nao seja perfeito mas é um bom filme sem duvida nenhuma e 26% no rotten e 27 o BvS é ridiculo e absurdo e quero concluir que nestes filmes tanto da marvel como da DC os maiores vilões são a sua fanbase

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo7/8/16 02:08

      Se a minha opinião te entristece, lamento. A mim alegra-me ler outras opiniões e gosto de as ler e ouvir. Para mim os filmes que têm sido feitos com personagens da DC têm estado a milhas da qualidade dos da Marvel. E não é por acaso, os filmes da Marvel são feitos por pessoas que conhecem e respeitam os personagens e a sua história. Os da DC são feitos por executivos de Hollywood que nunca leram um comic na vida. Achas ridícula a pontuação do BvS? Só aquela pérola de escrita que é resolver uma luta ultra violenta entre os dois porque o bats descobre que as mães de ambos se chamam Martha, só isso, já justifica uma pontuação baixa. Só por curiosidade, que nota lhe davas de 0 a 10?

      Eliminar
  3. Anónimo7/8/16 21:00

    dava um 7,5 ao BVS.Filmes da DC feito por executivos? O david ayer bem como o zach snyder são fanaticos por comics são fãs como nós e tentam desenvolver e respeitar os comics claro que há pressão mas se pensas que na marvel nao houve estás muito enganado até porque se me lembro o joss whedon saiu do guerra civil por causa disso e porque acredito que estaria cansado também, ainda bem que os russo que são excelentes diretores assumiram e fizeram um grande filme
    Quanto á DC eles dão liberdade aos seus directores para desenvolverem os seus projectos isto muito por causa do sucesso da trilogia do Nolan.
    Quanto ao ponto de ler e ouvir sim eu também gosto e continuo a dizer o filme não foi perfeito mas não foi o que muita gente o faz parecer ja vi muitos filmes piores que aquele e a nivel de critica de hollywood são "bons"
    Se em algum momento duvidam do ayer ele só fez o roteiro do fury e do training day que são muito bons.
    O que penso que falta a DC é claramente acertar no "tom" dos seus filmes coisa que a marvel já tem feita e a receita tem sido usada desde 2008 com o iron man até porque se o jon favreau não tivesse "acertado na formula magica" a marvel e provavelmente o hype pelos herois que estamos a ter agora nao teria existido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo8/8/16 00:23

      Eu falei em pessoas que compreendem e respeitam os personagens e não em "fanáticos por comics". E estava a referir-me não só aos realizadores ou argumentistas mas também aos produtores (Kevin Feige à cabeça). O problema da DC é precisamente ter dado liberdade ao monocórdico snyder para continuar (imitar?) o tom do Nolan no batman e aplica-lo aos restantes filmes. Zack Snyder é um dos piores realizadores da moda de Hollywood a par do Michael Bay. Ambos são realizadores que usam sempre os mesmos artifícios em todos os filmes. E não, não é estilo, é preguiça e falta de talento e criatividade. Pensa no 300, Watchmen, Sucker Punch, Superman e BvS e diz-me qual destes não tem: slow motion, personagens aos gritos (SPARTAAAAA!!!!), sangue a esguichar (em slow motion), violência extrema e desnecessária para a história (lembra-te daquela cena no watchmen em que o dr manhatan faz explodir uma pessoa e o snyder mostra os pedaços de carne colados ao tecto...cena desnecessária que,claro, não estava na bd), enormes explosões (again, em slow motion) e uma palete de cores que vai do muito escuro até ao cinzento claro.
      O que falta à DC é sentido de humor, personagens multi dimensionais que não estejam sempre de trombas ou a ranger os dentes com prisão de ventre, mais cor e menos gothic, grim & gritty e pararem de dar tiros nos pés destruindo as bases fundamentais dos personagens (superman a partir o pescoço do zod???). E precisam de quem saiba escrever. Repito, o filme chama-se batman vs superman, temos o confronto entre os dois, a parte fulcral do filme, a la snyder os dois envolvem-se numa luta sem tréguas, com tensão e violência a rodos e a resolução é: "a tua mãe chama-se Martha? Que giro, a minha também. Vamos beber um copo, bff?)".
      Quanto à nota do rotten, os 27% não quer dizer que os críticos lhe deram 27% de nota em média, quer dizer que 27% lhe deram mais de 6. Não me surpreende. Comparando com outros filmes de super herois, para mim um 9 é um civil war, um 8 seria um guardians of the galaxy ou um deadpool, um 7 daria a um ant man ou a um captain america, por isso 6 seria justo para um filme que tem um lex luthor teenager nerd com cabelo de esfregona loira.

      Eliminar
    2. Anónimo o seu comentário era muito bom... não fosse o Deadpool assentar em tudo o que refere como mau no primeiro parágrafo...

      Eliminar
    3. Anónimo9/8/16 10:31

      O Deadpool é completamente diferente devido ao tom do filme. O Deadpool foi feito como uma comédia com super herois e isso muda radicalmente o filme. A mesma cena ultra violenta em tom de comédia é completamente diferente se for feita em tom sério e ''realista''. Você vê o Deadpool e dá umas boas gargalhadas (se for o seu estilo de humor, claro). Se for ver o Man of Snyder (perdão, Steel) fica com vontade de se suicidar (sim, é exagero, claro) :)

      Eliminar
  4. Pois eu acho que os filmes da DC dao 10 a zero à Marvel! No topo the dark night e man of steel!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo9/8/16 10:44

      Não há ''filmes da DC''. Há filmes feitos com personagens da DC. Os da Marvel são feitos pela Marvel Studios e por isso têm a consistência, coerência e conhecimento de como funcionam os personagens e o equilibrio certo entre humor, drama e acção. Os da DC são feitos por estudios independentes que dão liberdade aos realizadores para alterarem muita coisa. Se for um óptimo realizador como o Nolan e lhe deres o personagem certo para ele, tens bons filmes (os 3 batman. 84%, 94% e 87% no rotten tomatoes). Se for um Snyder e lhe deres um icone como o Superman, tens um Man of Steel e o BvS (55% e 27%)

      Eliminar
    2. Um pouco injusto essa comparação parece que estão a querer exagerar muito quanto a opinião sobre filmes da DC vejo muitas pessoas a tentar arranjar problemas onde não existem com este tipo de filmes ultimamente nunca vi tantos pseudo criticos a falar do que não sabem.
      Vejo sim que a DC ainda não encontrou a formula magica para agradar a maior parte dos fãs mas penso que 2017 será o ano de redenção com a mulher maravilha e a liga da justiça.
      Tentem aproveitar e larguem essas comparações ridiculas de Marvel ou DC todas elas tem problemas e não tem filmes perfeitos mas o facto de vermos os nossos personagens preferidos no grande ecrã a ganhar o destaque nos dias de hoje me deixa muito muito feliz
      Cumprimentos Shazam!

      Eliminar
  5. O verdadeiro filme do Suicide Squad:

    https://vimeo.com/153866501

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...