Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

06/04/2016

Marvel Zombies






Muitas vezes, as ideias mais parvas são as que funcionam melhor.
Pelo menos funcionam melhor quando colocadas nas mãos certas. Entregar o Universo Marvel Zombie a Robert Kirkman, criador de The Walking Dead, deu origem a uma das mais divertidas – mas nojentas? - bandas desenhadas que li desde há muito, mas não indicada para leitores de estômago fraco…


O conceito é similar ao de The Walking Dead: por razões desconhecidas, os super-heróis foram infectados e passaram a alimentar-se de carne humana. Tal como os zombies da banda desenhada que esteve na origem de uma das mais bem-sucedidas séries televisivas de sempre, são imunes à perda de partes do corpo, desde que mantenham o cérebro. Ao contrário daqueles, mantêm a capacidade de pensar, agir e comunicar.
Após um frenesim gastronómico, vivem agora sós num mundo sem humanos – ou quase… - uma vez que os devoraram – quase - todos.
A história começa quando Magneto, o ‘bom’ do relato e um dos poucos heróis/vilões não infectados daquele universo, impede que o zombie Reed Richards abra um portal para outra dimensão – que iria servir de ‘supermercado’ - mas paga com o próprio corpo – literalmente! Sem mais alimentos – leia-se ‘não infectados’ - não resta – aos restos - dos zombies senão procurar seres humanos a todo o custo.
Mais eis que chega Galactus, o devorador de mundos mas também… uma imensa posta de carne, que vai atrair heróis e vilões – todos famintos! - que se defrontarão num horripilante duelo antes de finalmente enfrentarem o viajante cósmico.
Para desenhar uma história tão absurda quanto incrível, que se alimenta – pois…! – de alguns momentos chave da História da Marvel, embora desvirtuados e servidos com novo empratamento (!), Kirkman teve ao seu lado Sean Philips cujo traço conhecemos de Fatale, e que brilha ao conseguir ser, a um tempo, realista, sombrio e macabro, acompanhando o humor negro do argumentista que atinge níveis escabrosos – acentuados pela cor - como nunca se atreveu em The Walking Dead, como a lembrança dos entes queridos já devorados, as diferenças digestivas entre o Hulk e Bruce Banner, o Capitão América de cabeça aberta – literalmente,! – a auto-reciclagem dos alimentos – este deixo à vossa imaginação… - ou a forma como os supeer-heróis se comem – literalmente, mais uma vez…! - uns aos outros…
Cereja no topo do bolo – ou digestivo final - são as capas dos cinco comics originais, que abrem cada capítulo deste livro, baseadas em capas icónicas da Marvel, que Arthur Suydam transformou em autênticos pesadelos zombies!


Marvel Zombies
Inclui Marvel Zombies (vol. 1) #1 a #5 (2005/2006)
Robert Kirkman (argumento)
Sean Phillips (desenho)
Salvat
Portugal, 4 de Abril de 2016
180 x 260 mm, 136 p., cor, cartonado
11,99 €

1 comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...