Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

07/12/2015

J. Kendall #116















Até onde nos pode levar o stress quotidiano. Quais são os limites de cada um de nós? Qual a nossa válvula de segurança ou como/onde explodimos?

Em A Absurda Vida de Stanley, mais uma investigação da criminóloga de Garden City criada por Berardi, conhecemos Stanley Bubbles.
Quase quarentão, saturado que o tratem pelo diminutivo, empregado de escritório pouco qualificado e pouco empreendedor, com a mulher internada devido a um cancro e a braços com dois filhos a sair da adolescência, Stanly – como todos nós – vai acumulando dentro de si a pressão provocada por todas as situações atrás referidas – e por outras mais.
Massacrado pela vida – aos seus olhos – vai partir para outros tipos de massacres – bem mais sangrentos? – a válvula de escape que encontrou para manter – manter? - o equilíbrio (?) diário.
O aparecimento de um serial killer – em simultâneo com duas situações de alta tensão em Garden City – vai obrigar Julia a assumir (ainda mais) o protagonismo numa história que conclui mostrando como a sociedade lida com casos assim: ou ignora, ou explora.
As consequências, estão perante os olhos de todos…

J. Kendall - Aventuras de uma criminóloga #116

Dois num caixão
Berardi e Mantero (argumento)
Janni (desenho)

A Absurda Vida de Stanley
Berardi e Calza (argumento)
Michelazzo (desenho)

Mythos Editora
Brasil, Maio/Junho de 2015
135 x 180mm, 260 p., pb, bimestral
R$ 20,50 / 10,00 €

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...