Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

20/11/2015

Que Deus te abandone















Depois do intenso Morro da Favela, André Diniz volta ao morro, volta à favela, para contar mais histórias humanas.

Em Que Deus te abandone, dispnível em edição portuguesa da Polvo e brasileira da SESI - SP editora, a acção decorre apenas numa noite – em parte dela – mas começa muito antes de abrirmos o livro e continuará para lá de o fecharmos. É uma história simples, humana, sobre escolhas e o valor da vida humana.
Nela, de visita ao seu noivo Quirino, Bárbara é apanhada por uma tempestade. A mesma tempestade que se abate sobre a favela e faz desmoronar uma parte, arrastando casa e moradores, deixando um rasto de destruição e morte e muitos feridos e soterrados a precisar de ajuda. Entre eles – apenas mais um para Bárbara, que não conhece ali ninguém – está Donato. Donato, cuja fama de violador, pedófilo e assassino afasta qualquer boa intenção de possíveis salvadores. De todos menos de Bárbara que, desafiando os outros e lutando contra si mesmo e os sentimentos contraditórios com que se debate, decide que Donato é apenas (mais) um ser humano.
A luta contra o tempo e os elementos e a desaprovação generalizada, vai gerar surpresas e ter consequências que nós, como Bárbara, iremos descobrir ao longo de um relato que, na sua humanidade, se revela bem mais extenso e profundo do que as poucas páginas que o contêm.

Nota final
O traço de Tainan Rocha, em parte devido à ousada planificação, sustenta e explana bem perante os nossos olhos uma história comandada pelas emoções, mas vendo a protagonista no traço de outros autores nas (três) páginas finais deste volume, fiquei com muita vontade de conhecer a Bárbara de Ronaldo Barata e com a sensação de que ele – se se revelasse tão bom desenhador de BD quanto demonstrou de ilustrador nesta única imagem – poderia ter (e)levado este conto a um outro nível.

Segunda nota final
Cronista do (seu) Rio de Janeiro, André Diniz revelou no Amadora BD que está (em breve) de malas feitas para vir viver em Portugal. Será que as suas histórias também vão mudar de cenário?

 

Que Deus te abandone
André Diniz (argumento)
Tainan Rocha (desenho)

Polvo, Portugal, Outubro de 2015
ISBN: 978-98-9851-346-5
165 x 230 mm, 48 p., pb + cinza, capa mole com badanas, 6,00 €

SESI-SP Quadrinhos, Brasil, 2015
ISBN: 978-85-8205-687-5
210 x 280 mm, 48 p., capa brochura, R$ 32,00

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...