Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

14/11/2015

Olivier Schrauwen na Mundo Fantasma







“Olá, o meu nome é O. Schrauwen”, é o nome da exposição de originais que a galeria portuense Mundo Fantasma inaugura hoje, pelas 17h00, com a presença do autor. Na ocasião será lançado o livro “Cinzas”, uma co-edição Mmmnnnrrrg e Mundo Fantasma.


Olivier Schrauwen não deixa nunca de me inspirar. É o autor mais original que encontro desde Ben Katchor e Chris Ware. - Art Spiegelman

Diz o grande mestre da BD norte-americana acerca deste autor flamengo nascido em 1977, em Bruges, Bélgica. É verdade que a Schrauwen tem feito uma carreira discreta para os menos atentos em antologias de Banda Desenhada de vanguarda como a Glömp ou Mome mas com a publicação nos EUA do romance gráfico Arsène Schrauwen, pela prestigiada Fantagraphics Books, o autor tem sido finalmente reconhecido pelo público — isto depois de o seu nome já ser referido pelos especialistas como um dos cinco autores mais importantes no panorama actual.


Estudou Cinema de Animação em Gent e trabalhou nesta área durante anos enquanto fazia BD para revistas alternativas. O seu primeiro livro, My boy, foi publicado em 2006 pela Bries, que logo baralhou os mais atentos com o uso de estéticas gráficas com cheiros do passado mas com temáticas contemporâneas. Desde aí tem livros publicados pelo mundo fora, bem como colaborando em antologias ou editando os seus próprios zines, que lhe permite produzir BD em total liberdade para serem posteriormente publicadas em livros por casas profissionais.
Em Portugal, estreou-se com O Espelho de Mogli pela MMMNNNRRRG, o livro mais bonito editado no mercado nacional do ano passado. Agora que nos vai visitar na Mundo Fantasma, as editoras preparam-se para lançar um novo livro, limitado a 300 cópias e impresso em risografia — existem quatro versões em diferentes cores para o mesmo livro: Riso Blue, Riso Teal, Riso Burgundy e o extraterrestre Riso Fluorescent Orange.


Cinzas conta a história verídica do rapto do autor por alienígenas em Berlim, cidade onde habita há alguns anos. A exposição intitulada "Olá, o meu nome é O. Schrauwen" incluirá originais de Arsène Schrauwen, Cartoonify, The Future Has No Time For The Past e a mais recente publicação da Zaad Magazine editada pela loja norte-americana Desert Island.


O autor estará presente no dia 14 de Novembro, Sábado, entre as 17h e as 20h.


(texto e imagens da Mundo Fantasma)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...