Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

25/11/2015

Michel Vaillant: Colapso









A opção de transformar Michel Vaillant numa série de BD à imagem das séries televisivas, continua a percorrer o seu caminho, balizada pelas opções estabelecidas: fazer crescer a vertente humana em detrimento da parte competitiva, centrar o protagonismo em maior número de personagens, diversificar as temáticas abordadas e, no final de cada álbum, deixar o leitor completamente pendurado da continuação.

Colapso, quarto - e último - ‘episódio’ do primeiro ciclo desta primeira ‘temporada’ mantém este rumo. Ao contrário dos anteriores, centrados em Michel Vaillant e no seu filho, tem como protagonista – absoluto – Jean-Pierre e dá resposta a uma das grandes questões deixadas em suspenso no álbum anterior – Ligação perigosa – o desaparecimento do dinheiro das contas Vaillant. Embora continue pendente, por exemplo, a questão do (quase?) adultério de Michel, muito por causa do número de páginas padrão do formato franco-belga.
Para isso, regressa no tempo – a acção deste álbum decorre sensivelmente em paralelo com a do álbum anterior – e centra-se numa operação de engenharia financeira encetada por Jean-Pierre para assumir o controlo da Leader. As consequências duma operação com alguns riscos – à imagem de alguns casos que passaram pelos noticiários há não muito tempo – vão sendo exploradas num argumento mais uma vez coerente e escrito de forma competente para manter em suspenso o leitor, até ao final que marca –marcará? – o desaparecimento de um dos membros da família Vaillant.
No entanto, se o argumento se mantém à altura dos pressupostos, o desenho – ao contrário do que seria de esperar, face à experiência já adquirida – revela-se uns furos abaixo do que até agora acontecia, com evidentes problemas na representação da figura humana e, mais do que isso, na infeliz ‘justaposição das cabeças aos corpos’ – possível indicador de que uns e outras são da responsabilidade de mãos diferentes…

Michel Vaillant: Colapso
Philippe Graton e Denis Lapière (argumento)
Marc Bourgne e Benjamim Benéteau (desenho)
ASA
Portugal, Novembro de 2015
222 x 295 mm, 54 p., cor, cartonado
14,95 €

1 comentário:

  1. Uma das minhas séries favoritas, entrou em rota de colisão com uma das minhas embirrações; Os Ciclos e a obrigatoriedade de comprar os seguintes para saber a continuação da história.

    Ganhou a embirração!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...