Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

28/10/2015

Serie Negra Integral













No dia em que se assinalaram os 30 anos da chegada a 2015 de Marty McFly e Doc Emmet (protagonistas de Regresso ao Futuro), a chegada deste livro levou-me num verdadeiro regresso ao passado.

Nos anos 80, (muita d)a BD que interessava conhecer criava-se em Espanha. Em revistas como a Totem, Zona 84, El Víbora, Cimoc ou Cairo revelavam-se/brilhavam nomes como Daniel Torres, Miguelanxo Prado, Alfonso Font, José Ortiz, Miqué Beltran, Micharmut, Pere Joan, Max, Antonio Segura, Jordi Bernet ou Enrique Sánchez Abulí.
(Entre outros, com Prado e Max à cabeça,) tive oportunidade de conhecer pessoalmente os dois últimos. Bernet, em Angoulême, onde por duas vezes o convidei – em vão – para visitar o Salão Internacional de BD do Porto – e Abulí, no evento portuense, onde não se cansou de dar autógrafos em álbuns de Torpedo 1936, então no seu auge. [Torpedo 1936 reunido também pela Panini espanhola num álbum integral altamente aconselhável.]

No entanto, a colaboração deste duo não se limitou ao seu personagem mais marcante e este Serie Negra Integral – belíssimo volume de capa (bem) dura, bom papel, marcador em tecido e quilo e meio de peso – reúne em quase quatro centenas de páginas toda essa produção, entre bandas desenhadas, contos, ilustrações e capas, incluindo as séries Historias negras, La naturaleza de la bestia, Snake e De vuelta a casa.
Como o título geral – muito bem – explica – são histórias de contornos bem negros – negros como o mais fundo de um poço sem fundo – que mostram o pior do ser humano, seja o cenário da acção o mundo primitivo, o velho oeste, o mundo contemporâneo ou um qualquer futuro. Mesmo que aqui e ali seja o amor o fio condutor (o que mesmo nesses casos não atenua o negrume dos enredos), a maior parte das vezes são a vingança, o ódio, a intolerância ou o desejo de poder que movem os intervenientes e os arrastam para uma espiral incontrolável de violência e morte, condimentadas com sexo, humor extremamente negro e absurdamente (no bom sentido deste termo) incorrecto.
Abulí, escritor bem mais que competente, equilibra os relatos com uma prosa saborosa, incisiva, extremamente rica e até cuidada, conseguindo surpreender (e chocar) o leitor relato após relato, dando vida a uma autêntica galeria de horrores e aberrações.
O traço de Bernet, duro, sujo, pormenorizado apenas quando necessário, de uma expressividade assustadora – e este é mesmo o termo exacto em muitas das cenas - revela-se ideal quer para desenhar mulheres belíssimas, sensuais e muito desejáveis, quer a horrível galeria de aberrações, seres disformes, loucos e miseráveis com que Abulí povoou os seus contos.
Para recordar ou para descobrir uma das etapas marcantes da banda desenhada espanhola – e europeia – da década de 1980, esta é uma daquelas edições que se revelam incontornáveis e altamente aconselháveis.

Serie Negra Integral
Inclui as séries Historias negras, La naturaleza de la bestia, Snake e De vuelta a casa
Enrique Sánchez Abulí (argumento)
Jordi Bernet (desenho)
Panini Comics
Espanha, Outubro de 2015-10-28 200 x 260 mm, 384 p., pb, capa dura
ISBN: 9788490943120
35,00 €

(Prancha e desenho de Bernet retirado do blog cinco days)

4 comentários:

  1. Se fosse em português era compra certa. Em espanhol vou ponderar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anti-Herói,
      O espanhol lê-se bem, é a língua original da obra e é uma edição altamente recomendável, em forma e conteúdo, por um preço bem agradável, para um álbum com esta qualidade e tamanho.
      Boas leituras!

      Eliminar
    2. Olá Pedro. Uma pergunta. Encontraste por cá o livro ou mandaste vir de fora?
      Este é mesmo o meu tipo de coisa. Adoro Crime-Noir!!!

      Abraço.

      Eliminar
    3. Veio de Espanha, Fernando!

      Boas leituras

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...