Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

27/10/2015

Bernard Prince, a nova colecção Público/ASA

O PÚBLICO e a ASA trazem uma selecção das aventuras de Bernard Prince, o herói criado pela dupla Greg e Hermann.
Todos os álbuns são da dupla original de criadores, com excepção do último volume, que é da autoria de Greg e Dany.
Títulos, datas e preço já a seguir.


Será já a partir do dia 11 de Novembro que os leitores do jornal PÚBLICO poderão adquirir, por 5,40€, alguns dos melhores álbuns de Bernard Prince. Até 27 de Janeiro de 2016, às quartas-feiras, serão disponibilizados os álbuns de um dos maiores e mais saudosos heróis da BD franco-belga. Uma selecção de histórias há muito desaparecidas do mercado português, que agora poderá ter em sua casa.
Na tabela seguinte veja o alinhamento seguido na colecção e as respectivas datas de lançamento. 

Volume
Titulo
Data
1
O General Satã
11/Nov.
2
Tormenta sobre Coronado
18/Nov.
3
A Fronteira do Inferno
25/Nov.
4
Aventura em Manhattan
2/Dez.
5
Oásis em Chamas
9/Dez.
6
A Lei do Furacão
16/Dez.
7
A Fornalha dos Condenados
23/Dez.
8
A Chama Verde do Conquistador
30/Dez.
9
O Regresso do Fantasma
6/Jan.
10
O Sopro de Moloch
13/Jan.
11
O Porto dos Loucos
20/Jan.
12
A Cilada dos 100 000 dardos
27/Jan.
   
 

 

 

 

 

 

As capas apresentadas ainda poderão sofrer pequenos ajustes.

(Texto e imagens disponibilizados pelo jornal Público)

47 comentários:

  1. Adoro esta série que é uma das grandes séries de aventura da minha infância. Mas fico triste e para mim é má notícia. Porque será editado no formato execrável da ASA, que mais parece uma revistinha da treta,certamente menos luxuosa que uma Máxima, sem qualquer tipo de material de apoio, extras, dossier, contextualização, nada que dê vontade a um fã (como eu) de comprar... uma treta. Impressiona-me a total falta de gosto e de brio profissional de quem gere estes projectos na ASA.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pois, mas se fosse em capa dura, o preço obviamente q subia e as vendas iam lá para baixo e o publico deixava de editar BD.....o seu comentario é totalmente desproporcionado e diria ...execrável!

      Eliminar
    2. Bernard Prince é uma excelente série de aventuras com um toque humanista e por isso aconselho vivamente a sua leitura. Com uma ressalva, o primeiro tomo (da colecção ASA/Público) é mais fraco que os restante, por isso não o tomem como amostra do todo.
      E, pela sua qualidade, merecia sem dúvida uma edição melhor, contextualizada e com extras, o que hoje em dia até é fácil de conseguir, quer com produção própria, quer usando como base o material das edições integrais francesas.
      Gostando de ter esta colecção com melhor apresentação, para mim o maior problema dela é o facto de deixar de fora apenas 5 álbuns, 2 deles completamente inéditos em Portugal, o que é francamente incompreensível e seria evitado se tivesse havido a opção de volumes duplos, como no caso de XII, cujo preço rondava os 8 €. A colecção abriria com D'hier et d'aujourd'hui, que introduz o protagonista, apresenta o seu passado na Interpol e como chegou a proprietário do Cormoran, o seu barco, histórias curtas que só foram publicadas a preto e branco no Mundo de Aventuras. Depois, seriam 8 álbuns duplos, um dos quais incluiria as várias histórias curtas existentes. E ficaríamos com a edição integral da série... Assim, esta colecção sabe um pouco a oportunidade perdida...

      Boas leituras!

      Eliminar
  2. Quem me dera poder comprar esta "treta" :(

    ResponderEliminar
  3. Salvat, Levoir, G-Floy, Público/ASA...Chiça, haja carteira para tanta oferta ou coragem para optar por uns e recusar outros...Ó subsidio de natal tás ai à porta ? Não me recordo de uma época em que houvesse tantos livros a serem editados em Português de Portugal, por isso; Um bem haja a todos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, Homem do Leme!
      E nessa lista faltam ainda a Polvo e a Kingpin Books, que têm feito um óptimo trabalho na publicação de autores portugueses e brasileiros...!
      Muitas e boas leituras!

      Eliminar
  4. Frederico Dutra Vieira27/10/15 17:10

    Quem me dera se lancassem isso no Brasil...

    ResponderEliminar
  5. Ora, então muito bem... Há que começar nas "poupanças", que "esta" terá que ir para a estante.
    Ainda por cima quando, deste personagem, nada há, por lá, pela estante!... :) :)

    ResponderEliminar
  6. Excelente noticia.

    Não concordo com a critica à edição. Pelo preço tem qualidade suficiente, e não diferem das edições da velha meribérica.

    Vejo que não está incluído o que foi editado pela VItamia BD e que não se vê em lado nenhum

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dr. Septimus,
      Ameaça no Rio, o álbum editado pela Vitamina BD, é um dos 5 títulos que falta nesta colecção e é um daqueles casos estranhos da edição em Portugal: foi publicado, existe, mas não foi distribuído...

      Boas leituras!

      Eliminar
    2. Eu adquiri o "Ameaça no Rio" directamente da loja BDMania que é o mesmo dono da VitaminaBD. Ele tem os direitos desse album e por isso não saiu nesta colecção. Quem quiser comprá-lo ou outras edições da VitaminaBD, basta entrar em contacto com a BDMania que eles enviam uma lista com o que tem em stock.

      Eliminar
  7. Mais uma desilusão... Vaillant, Hochet, Prince... não há maneira de sair uma série de jeito, e tantas que havia: Vagabundo dos Limbos, Mundos de Aldebaran, Vasco, Largo Winch, Assassino, etc, etc....
    Mas não, só sai disto. Olhando para o lado positivo, sobra mais dinheiro para compras de BD estrangeira...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. como não conheço este personagem fico ainda na dúvida, no entanto, compraria sem qualquer medo Largo Winch e mundos de Aldebaran.

      Eliminar
    2. Anti-Herói,
      Bernard Prince é uma das séries clássicas de aventuras obrigatórias.
      E, tudo parece indicar que a ASA não está de todo virada para séries novas, prefere apostar - com mais segurança? - nos heróis da revista Tintin.

      Jony da Costa,
      Vale a pena descobrir Bernard Prince, com a ressalva de não começar pelo primeiro álbum, onde a personagem ainda está algo indefinida...

      Boas leituras para ambos!

      Eliminar
  8. Parabens pela iniciativa e pelo bom gosto, pois trata-se de uma obra-prima da BD. Bem-haja.

    ResponderEliminar
  9. Gregos e Troianos... como agradar-lhes? Ou porque não editam, ou porque editam... Ou porque não são de capa dura e papel 'couché' ou porque são baratos... Ainda bem que não gostamos todos do mesmo.

    Por mim, obras dos autores referidos (Greg, Hermann e Dany) e a preços acessíveis, são sempre boas edições.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há que fazer escolhas e opções, mais a mais com a grande oferta que este (final de) ano nos trouxe. Ninguém é obrigado a comprar tudo, mas as edições com os jornais, ao preço baixo a que são publicadas, são óptima hipótese para descoberta.
      Aproveitem!

      Boas leituras!

      Eliminar
  10. Óptima noticia. Preferia o Comanche mas esta serie tambem é muito boa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eskorpiao77,
      Pelo leque de escolhas que a ASA tem feito, não seria surpresa que Comanche, Bruno Brazil e outros protagonizassem as próximas colecções...

      Boas leituras!

      Eliminar
    2. E sim, esta série é muito boa!

      Boas leituras!

      Eliminar
  11. Apenas irei adquirir 3 ou 4. Os dois que nunca foram editados por cá e mais 2 que já tenho, mas que não estão em bom estado.
    Mesmo assim, algo destes autores é sempre bom.

    ResponderEliminar
  12. Apenas irei adquirir 3 ou 4. Os dois que nunca foram editados por cá e mais 2 que já tenho, mas que não estão em bom estado.
    Mesmo assim, algo destes autores é sempre bom.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o problema (ou a vantagem) dos leitores mais 'velhos' Pedro Gomes,
      Têm só que suprir lacunas...ou comprar o que falta em português para os filhos lerem, como vai ser o meu caso!
      Boas leituras!

      Eliminar
  13. pco69, "ainda bem que não gostamos todos do mesmo", mas parece que na ASA/Público gostam só do mesmo, heróis quadrados de plástico, a roçar o ridículo. Depois de Alix, Vaillant, Ric Hochet, vir com Bernard Price. Felizmente a BD já não é isso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Percebo e até concordo com a opinião que Michel Vaillant e Ric Hochet são series de qualidade discutivel e de estilo ultrapassado mas dizer o mesmo de uma serie desenhada por um dos melhores artistas da bd e por um argumentista que escreveu algumas das melhores historias originadas no mercado franco-belga e vencedor de multiplos premios é de uma injustiça que só se pode justificar por ignorancia de não se conhecer a obra que se está a criticar.

      Eliminar
    2. Anti-Herói,
      Não metendo no mesmo 'saco' as séries que cita, podendo ter muitas outras opções diferentes, acho positivo que haja variedade de oferta. Se olharmos para trás, nos últimos anos, gfraças às iniciativas da levoir e da ASA, com o Público e o Sol, houve um aumento da oferta de franco-belga, Marvel e DC Comics, bem como a excelente abertura às novelas gráficas. Todas as colecções agradam a todos? Claro que não, mas acredito que as apostas compensam, se não não reincidiriam nelas.
      E se 2015 foi um bom ano, 2016 pode vir a ser melhor. tenho já indicadores suficientes nesse sentido...!

      Boas leituras!

      Eliminar
    3. Também acho positivo haver variedade de oferta. É isso mesmo que não acentece utlimamente com a ASA/Público, todas as coleções são do mesmo tipo.
      Podiam ir alternando de vez em quando com séries com alguma sustância, como por exemplo Vagabundo dos Limbos.

      Eliminar
  14. Fico sempre surpreendido com alguns comentários que aparecem por altura da refrência de algumas colecções. Claro que ninguém é obrigado a gostar do mesmo mas é importante que para um mercado sobreviver que possa atingir um público alvo o mais alargado. Julgo que a Bd também ganha isso. E parece-me despropositado fazer juízos de valor de que quem gosta de "franco-belga", ainda que clássica, seja ignorante, ou que eum gosta de "comics" seja infantil. Todos nós fomos formados numa determindada BD é normal que gostemos de coisas diferentes. A verdade é que ao contrário do que se costuma dizer e afirma-se que és ou não dos anos 50 ou 60..ou outro..é sempre bom relembrar que as pessos desses anos e de todos os outros consequentes. Acho todas essa iniciativas muito boas e agradeço sempre por haver colecções como nunca tivemos disponíveis de tipos, áreas e estilos diferenciados. Seja também benvinda a colecção do Bernard Prince com um argumentista de primeira água e um desenhado que nem merece comentários, de tanta qualidade que tem. Só merece um comentário, evidentemente de quem não conhece os meandros dos aspectos que estarão envolvidos na elaboração dessa colecções: porquê não se publicam os álbuns que faltam? Quando ascolecções são enormes como aconteceia com Ric Hochet, até entendo, mas esta, que deixa trêso quatro álbuns de fora não percebo.

    Letrée

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Letrée,
      A variedade de oferta é positiva, sem dúvida, mas por mais que haja nunca se poderá agradar a todos.
      A falta de uma mão cheia de álbuns nesta colecção é incompreensível...
      Boas leituras!

      Eliminar
  15. Quanto a mim pouco ou nada conheço desta série?
    Gostaria de saber mais sobre o personagem e sobre algumas das suas aventuras.
    Espero que o Pedro Cleto nos possa dar um pequeno resumo, que tão bem sabe fazer e quiçá...desertar mais interesse .
    abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A opinião do Pedro será sempre o melhor para divulgar esta serie mas até lá, e para quem pelo menos arranhar o francês, aqui têm um resumo da personagem e criticas a cada um dos álbuns: http://www.bedetheque.com/serie-96-BD-Bernard-Prince.html

      Eliminar
    2. Jony da Costa, Eskorpiao77,
      Obrigado pela confiança.
      Acabei de deixar uma breve opinião minha no início dos comentários, tentarei escrever um pouco mais sobre ela mais próximo do lançamento da colecção.
      Mas fica desde já a nota: recomendo a compra!
      Boas leituras!

      Eliminar
  16. Em primeiro lugar, Parabéns à ASA/Público pela edição desta coleção de Bernard Prince (série excelente), mas por outro lado não percebo porque não se edita a coleção na sua totalidade (ficam apenas a faltar 3 livros nunca editados em Portugal!!!), logo pelos vistos nunca vamos ter a edição destes 3 livros em Português, perdendo-se assim uma excelente oportunidade de completar a série em Portugal.
    Faço votos para que no futuro seja possível publicar Largo Winch, Barba Ruiva, Lefranc, IR$, Vasco, Mundos de Aldebaran, mas na sua totalidade...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Anónimo,
      Volto a repetir o que disse atrás, corroborando a sua opinião: é incompreensível que Bernard Prince não seja editado na totalidade.
      Quanto às outras séries que refere, largo Winch foi editado aos bocados em português, nalguns casos recentemente, pelo que será difícil pegar-lhe, acho eu. O mesmo se passa com O Assassino, cujo primeiro arco (4 álbuns) já foram lançados por cá. Quanto aos outros títulos, IR$ parece-me o mais apetecível dentro do tipo de escolhas que a ASA tem feito, mas não me parece que seja para já, porque a revista Tintin ainda é um filão com mais para explorar...
      Boas leituras!

      Eliminar
    2. Creio que há 18 títulos editados, não 15, pelo que ficam a faltar 6 e não 3 livros.

      Seja como for, esta iniciativa é excelente e, como disse o Pedro Cleto, há um filão Tintin a explorar. Creio que fãs da BD europeia Franco Belga são aos milhares em Portugal. Portanto, acredito que venhamos a ser brindados com mais coleções desta parceria ASA/Público.

      Vejam os títulos em http://www.bedetheque.com/serie-96-BD-Bernard-Prince.html

      Eliminar
    3. A parceria ASA/Público já editou em 2009 na coleção clássicos da revista tintin os albúns (a fortaleza das brumas e objetivo cormoran) e a vitamina bd editou em 2010 (ameaça sobre o rio), logo faltam apenas editar em português os albúns 15 (orage sur le cormoran), 16 (la dynamitera) e 17 (le poison vert), estes são os 3 albúns que penso eu (com muita pena minha) nunca vão chegar a ser editados em português...

      Eliminar
  17. Excelente notícia, iniciativa e colecção. Eu (só) tenho, já com muita idade, os nºs 1, 5 e 6, que creio terem mesmo sido os únicos a serem editados por cá (pela Bertrand).

    Posso finalmente acabar a colecção em Português! :)

    ResponderEliminar
  18. Excelente!
    Só falta editarem o último volume do "Valérian", ou estão à espera que saia o filme do Luc Besson?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só o último? A ordem das Pedras dizem que editaram, mas nem o cheguei a ver, esgotou logo.Foi uma enorme fala de inteligência terem editado depois o anterior e o posteior sem fazer uma segunda edição da Ordem das Pedras.
      Muitas decisões editoriais são lamentáveis. Se nao vende é porque não vende. Se esgota logo, tb parece que é mau. Estamos sempre tramados...

      Eliminar
  19. Olá Pedro! Tenho alguns (e algumas edições bem velhinhas - incluindo uma edição da Distri Editora :) ), mas vou comprar! Acho uma colecção espectacular! :) Só tenho pena que não editem todos! Salvo erro são 16 ou 17... :) Um abraço!

    ResponderEliminar
  20. não faltam todos porque dois que faltam já forma publicados numa colecção anterior Público /Asa que são os volumes 11 e 12 da série, respectivamente "A Fortaleza das Brumas" e o "OBjectivo Cormoran e o último foi publicado pela Vitamina BD.

    Letrée

    ResponderEliminar
  21. É verdade que apesar de publicado pela Vitamina Bd o último quse que não foi visto a circular pelaslivrarias.

    Letrée

    ResponderEliminar
  22. São sempre boas notícias edições de bd franco-belga (não sou fã dos comics americanos), mas lamento que em vez de histórias novas, voltem a fazer reedições. Com excepção de "A Fronteira do Inferno", estas histórias não são difíceis de arranjar em alfarrabistas ou na Revista Tintin. Teria preferido uma segunda série dos Clássicos da Revista Tintin, em que poderiam pôr um albúm duplo do Bernard Prince com a história atrás referida e a Tormenta sobre Coronado, bem como mais cerca de uma dúzia de álbuns de outros autores.
    Quanto aos leitores que se queixam que faltam mais 3 álbuns, já os pude ler noutra língua e garanto que são fraquitos, pertencendo à fase descendente do Greg.

    GP

    ResponderEliminar
  23. Pedro, Do Bernard Prince do Hermann/Greg faltam efectivamente o das histórias curtas e dois que foram editados anteriormente pela ASA / Público (em 2009). O que com este do Dany daria 15 albuns.
    Mas na verdade há mais 3 albuns: um outro com desenhos do Dany e 3 histórias curtas: Orage sur le Cormoran (primeira edição em 1989) e dois com desenhos do Edouard Aidans: La Dynametera (Editions Blanco 1992) e Le Poison Vert (Le Lombard 1999). Com o "Ameaça no Rio" faz 19 no total.

    ResponderEliminar
  24. já comprei os primeiros números da coleção, que merda de cores são estas!? (devo dizer q já tinha dois livros q saíram na Bertrand, um deles "o regresso do fantasma" só vai sair em 2016, o outro é "o general satã" 1º volume) Quem é que raio inventou aquelas cores, nos originais aquilo não aparecia assim, até eram bem esbatidas. Que incompetência, assim se estraga uma BD de culto ...

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...