Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

07/08/2015

AmadoraBD 2015:tema, datas e concursos





O AmadoraBD 2015 que terá lugar entre 23 de Outubro a 8 de Novembro, acaba de anunciar que a edição deste ano terá por tema: A Criança na BD.
Numa antecipação temporal de saudar em relação ao que tem sido norma nos últimos anos, disponibilizou já toda a informação sobre os concursos que promove e os prémios que patrocina.
Toda a informação fornecida pela organização, já a seguir.

O AmadoraBD 2015 - Festival Internacional de Banda Desenhada - organizado pela Câmara Municipal da Amadora - acontece de 23 de Outubro a 8 de Novembro, no Fórum Luís de Camões e outros locais da grande Lisboa – e tem como tema A Criança na BD. O tema assinala a efeméride que comemora o centenário das personagens Quim e Manecas, da autoria de Stuart Carvalhais, um dos precursores do modernismo português, considerado o autor das melhores bandas desenhadas de crítica e sátira social, nos anos 10 e 20 do séc. XX, sendo a vanguarda europeia da época.
Neste âmbito, também os concursos organizados pelo AmadoraBD 2015 pretendem assinalar o tema e prestar uma homenagem a estas duas personagens, recordando a sua importância e contribuindo para a sua redescoberta e reconhecimento, sobretudo pelas novas gerações.
Assim, o Concurso Nacional de Banda Desenhada tem como tema "Uma nova aventura de Quim e Manecas", enquanto o Concurso Nacional de Cartoon e o Concurso Municipal de BD e/ou Ilustração da Amadora se dedicam ao tema "Os Direitos das Crianças", tendo como base os princípios da Declaração dos Direitos da Criança.
Todos os interessados em participar nos concurso devem entregar os trabalhos até 21 de Setembro (Concurso Nacional de Banda Desenhada e de Cartoon) ou até 14 de Outubro (Concurso Municipal). Os trabalhos premiados estarão em exposição no Festival, no Fórum Luís de Camões.
Todos os anos, o Festival atribui também os Prémios Nacionais de Banda Desenhada (PNBD), distinguindo edições e personalidades nacionais e estrangeiras cuja actividade se desenvolve no circuito da nova arte: melhor álbum, melhor argumento, melhor desenho, melhor álbum português em língua estrangeira, melhor álbum estrangeiro de autor português, melhor álbum estrangeiro, melhor álbum de tiras humorísticas, melhor ilustração de livro infantil, melhor ilustração estrangeira de livro infantil, prémio clássicos da nona arte, prémio fanzine, prémio juventude e troféu de honra. Os interessados devem submeter os seus álbuns a avaliação até ao dia 7 de Setembro.

AS AVENTURAS DE QUIM E MANECAS DE STUART CARVALHAIS
Nascida em 1915 no suplemento humorístico do jornal O Século designado O Século Cómico, a série As Aventuras de Quim e Manecas é uma banda desenhada "incomparável na Europa da época e a série portuguesa mais famosa de sempre", segundo João Paulo de Paiva Boléo, comissário da exposição central do AmadoraBD 2015 e responsável pela compilação, introdução e análise desta obra de Stuart de Carvalhais, Quim e Manecas: 1915-1918 (Tinta da China, 2010). Aqui, realça "o ritmo, a verve, a leveza e a agilidade gráfica, a beleza e o domínio dos recursos específicos da BD" e destaca "o traço fácil e expressivo, a construção da sequência e da prancha como um todo, a modernidade de ritmo, a qualidade leveza e a agilidade gráfica, a beleza e o domínio dos recursos específicos da BD, a harmonia estética e cromática de muitas páginas, um humor que transparece não só do texto e dos diálogos, mas das próprias personagens, das situações, da ação, a ternura das figuras principais, tudo isso e muito mais fazem de Quim e Manecas, com ou sem balões" - Stuart é o primeiro autor europeu a utilizar os balões de BD - "uma das grandes e mais significativas obras de arte portuguesa do início do nosso modernismo e mesmo do século XX". "É na génese "estrita" da banda desenhada europeia, em conexão com as influências norte-americanas, que emerge a criação incomparável de Stuart de Carvalhais. Mas é também, e muito, no contexto de um trajeto artístico pessoal, e da realidade sociopolítica e cultural, que surgem estes dois garotos que vão percorrer meio século e tornar-se numa das obras cimeiras da banda desenhada portuguesa". 1)
Publicadas pela primeira vez n’O Século Cómico, os irmãos Quim e Manecas surgem numa altura especialmente fervilhante e preenchida em termos históricos: o fim da Monarquia e o nascimento da Primeira República, onde se assistiu a um evidente aparecimento de publicações satíricas, em que a BD (para adultos) desempenha um papel importante em complemento da caricatura e do cartoon. Segundo Boléo, "a série Quim e Manecas pode ser considerada a grande banda desenhada republicana, tanto pela durabilidade, como por estar enquadrada neste período da história portuguesa. É o Portugal político, social, cultural que está presente," nos anos coincidentes com a Primeira Guerra Mundial, acontecimento que tem uma presença central nestas aventuras. 2)
“Quim, cabelo escorrido, com as suas calças remendadas, suspensórios e chapéu de côco, mais espigadote, tem primazia no título, mas embora muito presente e importante, será um ativo companheiro mas não a figura principal. Manecas, mais novo, com aparência de bebé que no início não terá sido alheia ao Yellow Kid, com o seu bibe às bolinhas ou manchinhas, rapidamente assumirá o protagonismo, revelando com o tempo uma (matur)idade muito para lá da idade aparente (...).” Estas duas crianças vivem em Lisboa e protagonizam, essencialmente, quatro tipos de histórias, segundo a análise de João Paulo Paiva Boléo: "partidas ingénuas, aventuras "policiais" ou de espionagem, episódios de cariz político, social ou cultural e participação da Grande Guerra" e onde, fazem de tudo um pouco, desde "chauffeur a negociante, tanto de castanhas como de quadros, de actor a alfaiate ou caixeiro de chapelaria, de pintor a ministro". 3)

CONCURSOS NACIONAIS DE BANDA DESENHADA E DE CARTOON
Sob o tema "Uma nova aventura de Quim e Manecas", o 26.º Concurso Nacional de Banda Desenhada destina-se a participantes a partir dos 12 anos, que podem concorrer individualmente ou em equipa, apresentando uma banda desenhada original constituída por quatro pranchas no formato A4 ou A3. O concurso está dividido em três escalões: dos 12 aos 16 anos, dos 17 aos 30 anos e a partir dos 31 anos (neste escalão apenas podem participar os autores que nunca tenham publicado uma BD em álbum, nem tenham sido premiados pelo AmadoraBD). Para além de verem os seus trabalhos expostos, os sete vencedores (divididos pelos vários escalões) recebem um prémio individual monetário entre os 500€ e os 1000€.
O 24.º Concurso de Cartoon - dedicado ao tema "Os Direitos da Criança" - é destinado a concorrentes a partir dos 16 anos, individualmente ou em equipa e divididos em dois escalões: dos 16 aos 30 anos e a partir dos 31 anos. São atribuídos quatro prémios, cujos valores se situam entre os 350€ e os 600€. Também neste concurso só são aceites trabalhos originais e em formato A4.

CONCURSO MUNICIPAL DE BANDA DESENHADA E/OU ILUSTRAÇÃO
O 24.º Concurso Municipal de BD e/ou Ilustração da Amadora, também dedicado ao tema "Os Direitos da Criança", é destinado às escolas do Município da Amadora do 1.º e 2.º ciclos do ensino básico, público ou privado, e tem como objetivos promover e apoiar a utilização da Banda Desenhada nas escolas, sensibilizando para a importância da nona arte, como elemento pedagógico e veículo dinamizador dos hábitos de leitura, bem como, estimular a criatividade e a imaginação, em áreas como a escrita de argumentos, o desenho, a pintura e as artes visuais, como partes integrantes da banda desenhada. Os trabalhos devem ser entregues até ao dia 14 de Outubro de 2015.

Os regulamentos dos concursos podem ser consultados na página de Facebook do AmadoraBD:  ou solicitados por e-mail.

O AmadoraBD - Festival Internacional de Banda Desenhada é organizado pela Câmara Municipal da Amadora e constitui o mais importante evento na área da Banda Desenhada, a nível nacional. É também uma importante referência a nível internacional, reconhecido como um dos maiores, melhores e mais diversificados eventos de BD, integrando o calendário internacional de eventos, como o Festival Internationale de la Bande Dessinée de Angoulême (França), o Lucca Comics (Itália), o Festival Internacional del Cómic de Barcelona (Espanha), New York Comic Fest (EUA) e o San Diego Comic Convention (EUA).

(Texto e imagem fornecidos pela organização)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...