Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

28/07/2015

Saga Volume Dois












Sem a espectacularidade do primeiro volume – mais possivelmente sem o elemento surpresa que o levou a deslumbrar tantos leitores – Saga prossegue em bom caminho, com os autores a desenvolverem o universo fantástico que criaram.

Mesmo que inconscientemente – e nunca devemos esquecer que ao ler este livro (ou outros similares) estamos perante uma compilação de comic-books publicados (mensalmente) – a criação de uma nova série, num universo original ou noutro que já conhecemos, é geralmente feita de avanços e paragens.
Os primeiros, são os que assentam no desenvolvimento da acção, os que conduzem os protagonistas para mais próximo do seu destino (mesmo que não pareça), os que prendem e cativam os leitores.
As paragens, a estagnação narrativa, são igualmente fundamentais, porque consolidam e alargam o universo em que os protagonistas e movem e introduzem e aprofundam os figurantes – que o podem ser menos ou mais ou mesmo vir a ser futuros co-protagonistas.
Saga nasceu em ritmo acelerado, num universo extremamente rico e diversificado. A apresentação dos protagonistas, Alana e Marko, improváveis Romeu e Julieta futuristas, separados não por famílias mas por mundos em oposição, mas unidos por uma amor que suplanta barreiras, e de Hazel, fruto dele, bem como de alguns dos seus principais adversários, transformou o primeiro volume – os primeiro seis comics – numa leitura urgente e inadiável.
Agora, mesmo se a acção não parou, se as ameaças sobre o par protagonista continuam, se o universo da série continua a expandir-se e a ganhar novos participantes, o tempo (deste segundo tomo) é fundamentalmente da sua inserção em círculos próximos mas mais alargados, no caso a família de Marko. A reacção dos pais à união, à companheira, à filha/neta, a forma como põem Alana à prova, o assumir da acção em separado por quem até agora tinha estado sempre junto, contribuem decisivamente para consolidar Saga ao mesmo tempo que criam no leitor a sensação de que nova explosão de adrenalina deve estar para muito breve. Lá para Novembro, no terceiro tomo…?

Saga - Volume DOIS
Brian K. Vaughan (argumento)
Fiona Staples (desenho)
G. Floy Studio
Portugal, Maio de 2015
ISBN 978-87-91630-89-7
175 x 265 mm, 152 p., cor, capa dura
10,99 €

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...