Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

14/05/2015

Casey Ruggles: El Comienzo






Admirador confesso de Warren Tufts - por razões gráficas e temáticas evidentes... - de quem já editou integralmente Lance, Manuel Caldas começa neste volume a recuperar, com a mestria habitual, mais uma saga do velho oeste, que tem como ponto de partida a grande corrida ao ouro de meados do século XVII.


Criado quase um século depois daqueles acontecimentos – este volume, com ‘o começo’ inclui as pranchas dominicais e tiras diárias publicadas entre 22 de Maio de 1949 e 8 de Janeiro de 1950 -, esta série, influenciada (?) pelo recente regresso (vitorioso) dos Estados Unidos da II Guerra Mundial e da Guerra do Pacífico, retoma algumas das origens do espírito empreendedor norte-americano, numa sucessão acelerada de acontecimentos que, se obrigam a tornar algo estereotipada a galeria de personagens – embora Tufts a vá desenvolvendo e aprofundado ao longo das semanas – oferece uma leitura de ritmo acelerado, quase sem pausas para contemplações.
Intrigas, peripécias, traições e ataques são vividos pelo ex-militar Casey Ruggles, acompanhado por Hans Hassenfeffer, um perfeito cavalheiro, pela sua encantadora filha Chris, por Kit Fox, um índio órfão que Casey adoptou e, curiosamente, muitas vezes também pela sedutora vilã Lilli Fontaine (possivelmente a mais humana de todos os intervenientes) e por Bolt, inimigo jurado do protagonista. Pesquisadores de ouro, malfeitores em busca de lucro fácil, índios prestes a descobrir os benefícios (poucos) e as desvantagens (muitas) do convívio com o homem branco, são também protagonistas deste western clássico, de contornos morais e éticos bastante rígidos – em que a hesitação de Casey entre a inocente Chris e a sedutora Lilli será a excepção…
As suas sucessivas interacções vão-se desenrolando como um enorme fresco perante os olhos do leitor, divididos entre as pranchas dominicais a cores - que não chegam ao esplendor das de Lance, também por causa da sua menor dimensão - e os tons contrastantes das tiras diárias a preto e branco, cuja acção se complementa, apenas com a sobreposição indispensável, numa longa saga que narra a luta do Homem contra a natureza e com os seus iguais, sempre que se demonstra incapaz de aceitar as diferenças.

Casey Ruggles: El Comienzo
Colecção Cómics de Prensa
Warren Tufts
Libri Impressi
Espanha, Abril de 2015
305 x 229 mm, 80 p., cor/pb, brochado com badanas
18,50 €

2 comentários:

  1. Boa tarde Pedro

    Este livro não vai ser publicado em português?

    Saudações

    Pedro Infante

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente não, Pedro Infante.
      O Manuel Caldas já desistiu do mercado português, face às parcas vendas que cá conseguiu...

      Boas leituras!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...