Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

06/04/2015

Jerry Spring: Integral #5

 










Acompanho – com a proximidade (e a disponibilidade financeira) possível – o mercado espanhol de BD há muitos anos, mas não cesso de me surpreender com a sua vitalidade – apesar das queixas que os locais recorrentemente exprimem.


Este Jerry Spring: Integral en Blanco y Negro #5, (bela) oferta (recente) de um amigo, é mais um exemplo dessa vitalidade e, ao mesmo tempo, de um dos filões que a edição de BD no país vizinho tem vindo a explorar nos últimos anos: os integrais de séries clássicas franco-belgas: Jerry Spring, Natacha, Buck Danny, Bruno Brazil, Bernard Prince…
Não sendo propriamente apelativos para quem lê francês – as edições originais são bem mais baratas, em consequência das menores tiragens espanholas – não deixa de ser uma boa proposta para quem prefere ler no seu castelhano natal.
No caso presente, este volume - que abre com o habitual dossier sobre o autor e a série e fecha com duas mãos cheias de páginas humorísticas da autoria de Jijé relacionadas com Jerry Spring - encerra a compilação integral das aventuras do cowboy humanista (já várias vezes referenciada neste blog), com os últimos cinco álbuns da série, constituindo mais uma oportunidade para comprovar o virtuosismo gráfico e narrativo de um dos grandes mestres da banda desenhada.

Jerry Spring
Integral en Blanco y Negro #5 (1966-1977)
Jijé (argumento e desenho)
Lob e Philip (argumento)
Ponent Mon
Espanha, 2014
212 x 292 mm, 292 p., pb/cor, cartonado
ISBN: 978-1-908007-67-4
44,00 €

4 comentários:

  1. Saudações,

    Os espanhóis queixam-se do quê ?! Só se for da falta de dinheiro para a imensidão de títulos disponíveis!... ;-)

    A Ponent Mon tem um catálogo com muita qualidade ( pena que para fora de Espanha, "pedem" mais 15EUR... por livro (!) ) com uma boa escolha nos integrais (clássicos). Para quem só ler histórias de BD já "sabe" a pouco, estas são umas boas opções com uns artigos "históricos" bem conseguidos e interessantes.
    Jerry Spring é dos mais caros, mesmo em Portugal (não são os 15 a +, mas uns 8...) pelo que optei pelo Buck e pelo Tanguy - para aqueles que tem receio das "partidas" da nostalgia, estes clássicos são "intemporais" , o mesmo que ler quinhentas vezes os Asterix ou osTintin's ! :-D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro A.Santos,
      Os espanhóis, como todos os outros, queixam-se da diminuição das tiragens.
      Se a Ponent Mon pede demasiado pelos envios para Portugal, se a encomenda for feita cá, nas lojas que disponibilizam esse serviço, nem sequer há custos envolvidos...
      O Jerry Spring envelheceu bastante bem e sem dúvida é um prazer (re)lê-lo, tal como o Buck Danny e o Tanguy que refere, mas que acusam um pouco mais a passagem do tempo.

      Boas leituras!

      Eliminar
  2. olá Pedro,

    Tenho estes integrais em francês, numa bela edição e muito mais barata. O preto e branco realça muito a qualidade do traço do Jijé. Só tenho pena que a edição integral do Blueberry não tenha sido publicada a preto e branco o desenho do Giraud bem o justificava!
    Abraço,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro monsieur JML,
      também tenho em francês os 3 primeiros volumes do Jerry Spring. As edições são iguais, só variam o idioma e o preço. Este último explica a quem duvida a diferença que faz a tiragem no valor final pedido ao leitor.
      Sem dúvida o jerry Spring é muito melhor a preto e branco; foi assim que o descobri no Mundo de Aventuras há já muitos anos, mas poder (re)lê-lo bem impresso é uma outra coisa! E Blueberry a preto e branco seria com certeza outra boa aposta!

      Boas leituras!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...