Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

08/03/2015

Leitura Nova: A minha mãe acha que fui trocada à nascença


Estão perante um livro. Uma biografia. Um diário. Uma novela gráfica. Algo digno de uma telenovela venezuelana. Isto não é a história da menina pobre que toma banho no mar salgado e se apaixona por um menino rico. Não. Até porque nos mantemos todos na precariedade (sem excepção). É sim um rewind à infância, à escola, às paixões e às horas extraordinárias.
Sara-a-dias enfia as luvas e põe mãos à obra para escancarar todos os seus segredos. Descubram-nos sem pudor.

A autora, a ficha técnica, algumas pranchas e um vídeo, já a seguir.

Sobre a autora
Nascida a de Março de 2012, a Sara-a-dias salta para o papel no dia em que viu o seu tupperware boiar numa poça de água, mesmo em frente a uma paragem de autocarro. Abençoada pela chuva torrencial, e pelas vinte pessoas que assistiram ao recuperar dos alimentos, a real Sara Osório Dias (n. 1986) decidiu eternizar o momento através de um simples, tosco e obeso desenho e assim dar início à partilha de pormenores mais ou menos
surreais de um quotidiano mais ou menos normal.
Tudo começou em criança, quando desenhava o Pato Donald, o Aladino e o Simba até à exaustão.
Depois de largos anos adormecida, a ilustração finalmente regressa. Testemunhos confirmam: este seu lado criativo é a única insanidade que a mantém sã até aos dias de hoje.

  

A minha mãe acha que fui trocada à nascença
Sara-a-Dias
Ideia Fixa
Portugal, 6 de Março de 2015
140 x 190 mm, 196 p., cor, brochado com badanas
ISBN: 978-989-622-715-9
16,90 €

Lançamento: 17 de Março, na livraria Aletheia, pelas 18h30


Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...