Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

17/12/2014

Happy!











Se a quadra natalícia é propícia a histórias mais ternas e/ou lamechas, imbuídas do (chamado?) espírito da época, alguns escolhem caminhos tortuosos para atingirem aquele desiderato.
Como a dupla Grant Morrison (que dispensa apresentações) e Darick Robertson (The Boys, Transmetropolitan) neste Happy!.


Na verdade, só um autor como Morrison para abrir uma história natalícia com um mendigo a vomitar na rua, para a dotar de diálogos recheados de vernáculo e humor ácido e encontrar como seu protagonista um ex-polícia, bêbado e corrupto, transformado em assassino de aluguer.
Happy!, em registo de policial negro, reforçado pelos tons escuros que pintam as pranchas realistas com um toque de terror fantástico de Robertson, começa quando um desses trabalhos corre mal e Nick Sax, o tal protagonista, se vê perseguido em simultâneo por quem tentou matar e por quem o contratou para matar. Como pano de fundo para o drama pessoal de Sax, agravado pelo facto de a mulher o ter abandonado quando estava grávida por ele se ter envolvido com a sua parceira, há ainda um pai natal que rapta crianças para as assassinar em directo pela Internet.
O tom meloso - indispensável - é dado por um simpático (!) burrinho (!!) azul (!!!) que só Sax consegue ver e que surge quase como seu anjo da guarda, orientando-o na busca que ele terá de fazer para salvar alguém muito importante para si. Antes disso, como é das normas, terá que passar por um período de dúvida, pela inevitável queda e pela posterior redenção, para terminar como improvável herói.
Apesar do tom algo irónico com que até agora escrevi, a verdade é que a fórmula tradicional, metamorfoseada pela habitual combinação de mestria e loucura de Grant Morrison, funciona muito bem e Happy! – numa bela edição cartonada da Devir Brasil que inclui extras como esboços, páginas de argumento e capas alternativas - transforma-se num estimulante registo policial, duro e violento (bem mais do que) q.b., capaz de surpreender os leitores que se habilitem a elegê-lo como o conto natalício deste final de ano…

Happy!
Grant Morrison (argumento)
Darick Robertson (desenho)
Richard P. Clark (cor)
Devir Livraria, 
Brasil, Novembro de 2014
184 x 272 mm, 156 p., cor, cartonado
ISBN:  8575325868
R$ 49,00

3 comentários:

  1. Boas

    Isto é uma edição brasileira ou portuguesa?

    Obrigado

    ResponderEliminar
  2. "Happy!
    Grant Morrison (argumento)
    Darick Robertson (desenho)
    Richard P. Clark (cor)
    Devir Livraria,
    Brasil, Novembro de 2014
    184 x 272 mm, 156 p., cor, cartonado
    ISBN: 8575325868
    R$ 49,00"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Reignfire, tens toda a razão.
      Ou seja, em resumo, é edição brasileira! ;)

      Boas leituras!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...