Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

13/10/2014

Thor: O Chacinador de Deuses









Ao longo da sua vida, Thor enfrentou por diversas vezes – nem sempre com sucesso - um ser apostado em matar todos os deuses. Agora, no relançamento do Deus do Trovão na nova Marvel Now, descobrir quem O Chacinador de Deuses realmente é revela-se a chave para resolver um mistério que ameaça consumi-lo.
Ficam de seguida, algumas ideias fortes que me ficaram da leitura desta edição – que ainda pode ser encontrada à venda - com tanto de surpreendente quanto de agradável.


1. Desde logo o belo desenho de Esad Ribic – um autor que descobri enquanto desenhador de selos (!) para os correios norte-americanos – que conseguiu imbuir as suas (belas) pinturas de dinamismo e expressividade – percorrendo o trajecto que o transformou de pintor em autor de BD… - transformando-as num veículo capaz de suportar uma narrativa repleta de acção como acontece no caso presente.
2. É um magnífico trabalho gráfico, realista, pormenorizado, com as anatomias bem trabalhadas e muito bem apoiado em termos de cor.
3. Depois, o argumento de Jason Aaron, bem construído e melhor explanado ao longo dos diversos capítulos da obra, pela forma como as três fases da vida de Thor que definem o(s) momento(s) da acção – juventude idealista e impetuosa, idade madura actual e velhice futura – vão sendo mostradas, com idas e vindas constantes entre as 3 épocas, nas quais os diversos acontecimentos se vão encaixando/explicando para construírem uma imagem maior - e mais complexa.
4. Argumento no qual se destaca igualmente o modo como Aaron questiona a (i)mortalidade dos deuses – supostamente imortais – e a sua (in)utilidade face à forma como (não) atendem as preces dos que neles confiam.
5. Fica um final em aberto – mais exactamente um (continua) – que nos deixa à espera dos próximos capítulos, embora ensombrados pela notícia – já velha – de que, na sua continuação, o martelo de Thor passará para as mãos de uma mulher
6. Um lamento final relativo às fontes escolhidas – infelizmente já habituais em histórias protagonizadas por Thor - que dificultam bastante uma leitur, que se desejava mais fluída…

Thor: O Chacinador de Deuses
Jason Aaron (argumento)
Esad Ribic (desenho)
Panini Comics
Portugal, Setembro de 2014
170 x 260 mm, 120 p., cor, brochado
9,95 €

7 comentários:

  1. Joaõ XXIII13/10/14 13:29

    Eu também gostei muito desta obra. O senhor Ribić tem no entanto um modo peculiar de (não) desenhar as pálpebras, dando um ar exoftálmico ligeiramente inquietante às personagens (uma questão de estilo).
    A acrescentar aos lamentos finais (por favor: "tipo de letra" e não "fontes"!) indicaria ainda algumas também habituais patacoadas nas traduções do dialecto...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro João XXIII,
      Sim, o desenho de Ribic é peculiar e esse ar inquietante funciona muito bem nesta história.

      Boas leituras!

      Eliminar
  2. Tambem gostei muito da história.Espero que nao demore muito a sair o volume 2 com o final.

    ResponderEliminar
  3. Excelente título e também desejo muito que seja publicado o volume 2, concluindo assim este magnífico primeiro arco do THOR.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Optimus, Jony da Costa,
      Já somos então 3 à espera da continuação!

      Boas leituras!

      Eliminar
  4. Penso que esta edição custa 9,95
    Comprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Anónimo,
      Tem toda a razão, obrigado pela leitura atenta. Já corrigi o preço.

      Boas leituras!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...