Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

22/07/2014

50 anos, 50 Edições (IV) - 1994-2004







Quase, quase a completar 50 anos de vida – e quase outros tantos de leitor de quadradinhos… - decidi assinalar esta data redonda – que na prática vale tanto como os 49 ou os 51… - evocando 50 edições (mais ou menos) de BD que me marcaram.
Não as 50 melhores obras que li – embora algumas figurassem em ambas as listas – porque esta seria uma relação dependente de momentos e emoções, mas uma lista de 50 obras que marcaram o meu percurso e fizeram de mim o (leitor) que sou hoje.
A ordenação é (sensivelmente) cronológica…
Já a seguir a quarts tranche de 10 títulos. Os restantes para ver aqui.



Irrealidades Quotidianas
José Carlos Fernandes
Foi neste fanzine – de que tomei conhecimento através de numa notícia publicada no Jornal de Notícias! – que descobri um dos mais importantes autores que a BD portuguesa  conheceu – e a quem tão mal tratou… - cuja carreira tive o privilégio de acompanhar de bastante perto. E de quem editei mesmo algumas obras.


(A Suivre) #200
À época o complemento (obrigatório) da CIMOC, para conhecer o melhor e mais estimulante da BD: Schuiten e Peeters, Tardi, Sokal, Moebius, …
Rendi-me finalmente à revista neste número especial, depois de ter lido muitos números emprestados.


Dictionnaire Mondial de la Bande Dessinée
Patrick Gaumer
Larousse
(edição de 1994)
Obra de consulta recorrente, é uma fonte de conhecimento e informação que mesmo hoje, na era Internet, não dispenso, embora entretanto a tenha substituído por uma edição mais recente e completa.


L’Aventure du fin de l’episode e Imbroglio
Trondheim
 
Dois livrinhos que estiveram na origem da colecção Quadradinho, de que fui editor, e que fizeram mesmo parte dela.
Imbroglio foi o primeiro livro de BD que traduzi.
Estes dois, nesta lista, contam uma só entrada em conjunto com o que se segue.


Pitanga: Parabéns a você!
Arlindo Fagundes
Número inaugural da colecção Quadradinho (ASIBDP) de que fui editor.
Um projecto pioneiro em Portugal, que nasceu antes do tempo, que divulgou mais de uma dezena de autores lusos, pagos por obras produzidas de raiz para a colecção.
A título de anedota – desculpa a inconfidência Arlindo! - fica o enorme susto de, a poucos dias dos primeiros quatro volumes irem para a gráfica, ter recebido este Parabéns a Você com apenas 12 das 22 páginas necessárias…


Quelques jours avec un menteur/Alguns Dias com um Mentiroso
Étienne Davodeau
 
Um livro cuja leitura me marcou a vários nívei, de um dos meus autores de cabeceira.
E que viria a ser a minha primeira tradução de uma obra de fôlego.


Souvenirs de l’Éternel Presente
Schuiten e Peeters
O álbum que serviu de mote ao texto com que, a 11 de Fevereiro de 1988, a convite do Jornal de Notícias, onde já assinava algumas colaborações pontuais, inaugurei a coluna Aos Quadradinhos, de crítica e recensão de BD, que mantive semanalmente durante 11 anos.


Os Comics em Portugal, uma história da banda desenhada
António Dias de Deus e Leonardo de Sá
Pelo muito que nele aprendi sobre as edições de BD neste país e por ser obra de consulta recorrente, onde continuo a aprender.


Daredevil: O Homem sem medo
Frank Miller e John Romita Jr.
Devir
Primeiro grande título de uma aventura editorial – a das edições Marvel pela Devir - cujo início acompanhei com alguma proximidade e cujo acompanhamento reforçou de forma considerável a minha bagagem no que aos comics de super-heróis diz respeito, tornando-os leitura regular para mim.


Alix: Ó Alexandria
Jacques Martin
A primeira tradução profissional - para a ASA.
Primeira de quase uma centena de livros de BD que traduzi até hoje.


Palestine
Joe Sacco
 
Excelente obra - uma das primeiras reportagens feita aos quadradinhos - que foi o título mais visível e bem sucedido da aventura editorial chamada +BD, a que estive ligado.

2 comentários:

  1. Olá Pedro,

    Esperei pelo último dia para te felicitar e dar os parabéns nesta data importante e redonda.
    Parabéns também por esta iniciativa que permite aos leitores e a quem te acompanha conhecer-te um pouco melhor através da Banda Desenhada, a tua grande paixão.

    Espero que tenhas um excelente dia de aniversário e de preferência com muitas BDs de presente.

    Grande abraço

    Rui Ferreira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Rui,
      Obrigado.
      O dia foi bom e a banda desenhada andou cá pelas prendas!

      Boas leituras!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...