Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

05/06/2014

Johnny Hazard nasceu há 70 anos












A 5 de Junho de 1944 era publicada a primeira tira diária de Johnny Hazard, o piloto aviador que em Portugal também ficou conhecido como João Tempestade.
Breve evocação do seu percurso já a seguir.


Quando Hazard estreou – curiosamente na véspera do Dia D – a II Guerra Mundial parecia virar definitivamente a favor dos aliados por isso nada mais natural do que o novo herói surgir a combater os nazis na Europa, numa curiosa aproximação à realidade.
O episódio inicial começava com o herói a fugir com dois outros pilotos de um campo de prisioneiros nazis, a bordo de um avião alemão com o qual fez misérias nas linhas inimigas. Forte, atlético, bem-parecido – ao longo da série teria quase tantas apaixonadas como inimigos– Hazard possuía um peculiar senso de honra e de justiça que o transformavam num aviador excepcional mas algo avesso a cumprir ordens.
Com o final da guerra, foi desmobilizado mas a actualidade continuou a fazer parte das histórias contadas nas suas tiras diárias – e também nas páginas dominicais estreadas a 2 de Julho de 1944. Primeiro como piloto particular, o que lhe valeu alargar o seu campo de acção, com incidência na China, depois participando na guerra da Coreia, mais tarde como mais um espião na Guerra Fria, quando integrou a Wing, uma espécie de super-CIA internacional. Isto fez com que o herói fosse envelhecendo ao longo dos anos, embora de forma discreta.


Num tempo em que a banda desenhada se dividia em bons e maus, Hazard fez sempre parte dos primeiros, combatendo em nome do bem, da justiça e da liberdade, as mais diversas ameaças fossem elas personificadas por nazis, terroristas, contrabandistas, comunistas ou até, já em fase de declínio, extraterrestres.
O seu autor – responsável único pelos argumentos e desenhos da série ao longo de toda a sua existência - foi Frank Robbins (1917-1997), que em 1943, tendo chamado a atenção com Scorchy Smith, em que trabalhava desde 1939, foi convidado pela Kink Features Syndicate para retomar o Agente Secreto X-9, criado uma década antes por Dashiell Hammett e Alex Raymond.
Robbins recusou porque queria trabalhar numa série sua, com total liberdade criativa, tendo proposto Johhny Hazard, que foi aceite e do qual escreveu e desenhou todas as histórias, até ao seu cancelamento, mais de 30 anos depois, em Agosto de 1977. Fê-lo com um estilo apoiado num forte contraste de brancos e negros – que se suavizaria com o passar dos anos – destacando-se o uso de sombras aplicadas a pincel, a par das belas personagens femininas e do rigor colocado no desenho dos aviões.
Em Portugal, Johhny Hazard estreou-se no número inaugural do Mundo de Aventuras, a 18 de Agosto de 1949, tendo sido presença recorrente nas suas páginas – e noutras publicações da Agência Portuguesa de Revistas e da Portugal Press – ao longo de várias décadas, muitas vezes rebaptizado como João Tempestade.

(Versão revista e aumentada do texto publicado no Jornal de Notícias de 5 de Junho de 2014)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...