Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

07/03/2014

184.º aniversário de João de Deus celebrado com lançamento de BD de José Ruy



A obra de banda desenhada João de Deus – A Magia dasLetras, de José Ruy, é apresentada na próxima segunda-feira, 10 de Março, no âmbito da comemoração do 184.º aniversário de João de Deus. A apresentação, a cargo de Guilherme d’Oliveira Martins, presidente do Tribunal de Contas e do Centro Nacional de Cultura, decorre pelas 16:30 horas, no Museu João de Deus, em Lisboa. 
Este é um duplo lançamento, das versões em português e em mirandês, João de Deus – La Magie de Las Letras, com tradução de Amadeu Ferreira e a colaboração de António Cangueiro.

Conheça mais sobre o autor e a obra já a seguir.


José Ruy traça o perfil biográfico de João de Deus, poeta, pedagogo e humanista que deu origem a um método de aprendizagem de grande difusão com a sua Cartilha Maternal, tornando-se numa importante, senão a principal, referência pedagógica do século XIX. 
Actualmente, a obra de João de Deus é detentora de 55 centros educativos, incluindo um museu, uma casa-museu e uma Escola Superior de Educação.

O autor: José Ruy nasceu na Amadora em Maio de 1930. Cursou Artes Gráficas na Escola António Arroio, onde foi discípulo do mestre Rodrigues Alves, e frequentou habilitação a Belas Artes. 
Iniciou-se como autor de textos e desenhos com 14 anos, tendo publicado ao longo da sua carreira 79 álbuns, 48 dos quais em banda desenhada, com destaque para Fernão Mendes Pinto e a sua Peregrinação, Os Lusíadas e História da Amadora, com actualizações. Tem colaborado em diversos jornais e revistas, nomeadamente em O Cavaleiro Andante e Selecções BD. Editou e dirigiu a 2.ª série do jornal O Mosquito. 
O rigor na investigação e a qualidade dos seus trabalhos têm sido apreciados de norte a sul do país, com múltiplas homenagens e a atribuição de 25 prémios. 
Expôs com sucesso em vários países da Europa, na China, no Japão e no Brasil. 
Primeiro autor a ser galardoado com o Prémio de Honra do Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora, em 1990. No ano seguinte foi distinguido com a Medalha Municipal de Ouro de Mérito e Dedicação da cidade natal, onde o seu nome foi atribuído a uma escola e a uma avenida.

(Texto disponibilizado pela editora)


Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...