Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

28/01/2014

Marvel volta a falar português: Títulos, conteúdos e preços












Como As Leituras do Pedro anunciaram em primeira mão, a partir do próximo mês de Fevereiro, haverá revistas Marvel em português nas bancas e quiosques nacionais.
Já a seguir, tudo sobre títulos, preços e conteúdos e uma surpresa não anunciada.


A nova aventura Marvel em Portugal, encabeçada pela Panini espanhola, terá como base três títulos, sempre distribuídos à quarta-feira: Os Vingadores (primeira quarta-feira do mês), X-Men (segunda quarta-feira) e Homem-Aranha Superior (quarta quarta-feira).
Para além destas revistas, quase todos os meses será editado um volume independente com arcos autoconclusivos destes ou outros heróis. As edições serão semelhantes aquelas que a Panini edita em Espanha, embora com preço inferior.
Os números iniciais das revistas regulares, agrafadas, terão 72 páginas, em papel de 90 g e capa de 130 g e um preço de 3,50 €.
Quando aos tomos mensais, com lombada quadrada, colados, terão o mesmo papel e capa de 275 g; o primeiro, a editar já no próximo mês, terá 112 páginas e custará 8,95 €. Neste caso o preço variará de acordo com o número de páginas de cada edição.
Os títulos disponíveis em Fevereiro serão os seguintes:

5 de Fevereiro
Os Vingadores #1
Capa:
Avengers v5, 1 USA Marvel Now! (capa tripla)
Conteúdo:
Avengers #1 a #3
Autores:
Jonathan Hickman e Jerome Opeña
Preço:
3,50 €

12 de Fevereiro
X-MEN #1
Capa:
All-New X-Men 1 USA Marvel Now! (capa tripla)
Conteúdo:
All-New X-Men #1 a #3
Autores:
Brian Michael Bendis e Stuarty Immonen

Preço:
3,50 €

26 de Fevereiro
HOMEM-ARANHA SUPERIOR #1
Capa:
Superior Spider-Man 1 USA Marvel Now!
Conteúdo:
Superior Spider-Man #1 a #3
Autores:
Dan Slott, Ryan Stegman, Edgar Delgado
Preço:
3,50 €

HOMEM-ARANHA SUPERIOR #0
Capa:
Amazing Spider-Man 700 USA Marvel Now!
Conteúdo:
Amazing Spider-Man #698 Dying Wish Prelude 1
Amazing Spider-Man #699 Dying Wish Prelude 2
Amazing Spider-Man #700 Dying Wish: Suicide Run
Autores:
Dan Slott, Richard Elson, Humberto Ramos
Preço:
8,95 €

Se esta nova aventura tiver a aceitação que a Panini espanhola deseja, 2015 terá “um plano editorial mais atrevido, com novos títulos e formatos”. Tudo depende “dos fãs portugueses da Marvel e da confiança que queiram depositar” nesta nova aposta editorial.

70 comentários:

  1. Estas revistas têm equivalência às publicadas pela Panini, no Brasil?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde, Eduardo,
      Não, o mix destas revistas é diferente do das edições brasileiras.

      Boas leituras!

      Eliminar
    2. Pelo menos no 1º mês não há mixes em nenhuma revista. Na revista do Aranha à partida deverá apenas constar o Superior Spider-Man. O facto da revista dos X-Men chamar-se X-Men e não por exemplo Novíssimos (All-New) X-Men como no Brasil, poderá significar que outras revistas como Uncanny X-Men ou X-Men de Brian Wood possam também ser publicadas nesta. Assim como o nome Vingadores não invalida que New Avengers ou Uncanny Avengers ou outros, não saiam por cá. Veremos o que virá por aí.

      Eliminar
    3. Provavelmente só a partir das edições #3 é que veremos se haverá a publicação de outras revistas pra além de All-New X-Men e Avengers em X-Men e Vingadores, respetivamente. Pois os #2 poderão servir pra concluir os arcos que começaram nos #1.

      Eliminar
    4. Reignfire,
      Para já só conheço o conteúdo dos números 1, quanto ao que se seguirá, há que esperar.
      As escolhas para o arranque parecem-me bem pensadas.

      Boas leituras!

      Eliminar
    5. Pelo que vi no site da Panini Espanhola a revista do Aranha para além de Superior Spiderman também inclui issues do Superior Foes of Spiderman, Superior Spiderman Team Up e provavelmente o Avenging Spider-man... Havendo meses em que são apenas estes e não o superior que aparece. O que na minha opinião não é nada mau, tenho acompanhado o "Foes" e é genial, só tenho medo que parte do humor desta série se perca na tradução-

      Eliminar
    6. Caro Tito, já deu pra entender que as edições portuguesa não serão iguais às espanholas. Basta ver que a revista do Aranha espanhola tem pelo menos 100 páginas, e a portuguesa tem 64. De qualquer das formas, o essencial é que saia cá o Superior Spider-Man na íntegra. O resto é material acessório.

      No que respeita a X-Men, para além do All-New, convinha sair cá o Uncanny, que é o título principal dos X-Men e também é argumentado pelo Bendis.

      Já relativamente a Vingadores, se só sair Avengers, por mim tudo bem. Relativamente a Uncanny Avengers ou New Avengers ou Secret Avengers, não sei qual deles o mais fundamental e com as melhores histórias.

      Eliminar
  2. Porreiro... e depois para ler New Avengers e Uncanny X-Men como é que faço? Fico na esperança que saia em encadernado?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Rui,
      Essa é uma das hipóteses, se se vier a concretizar; outra é continuar com as edições brasileiras que para já vão continuar a ser distribuídas em Portugal.

      Boas leituras!

      Eliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Mas, isso quer dizer que as revistas brasileiras do Aranha, X-Men e Vingadores não vão mais sair em Portugal, somente Avante Vingadores e Wolverine ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ale.Neves08,
      Para já, continuam a ser distribuídas as mesmas revistas brasileiras que já chegavam cá.
      Suponho que quando as revistas brasileiras chegarem ao ponto em que vão começar as revistas portuguesas, serão suspensas.

      Boas leituras!

      Eliminar
  5. Se no outro post sobre a Marvel\Panini PT o meu "velhismo do restelo" tinha medo, agora co estas noticias começo a ficar realmente contente:D

    3.50€ é um preço porreiro pa revistas co 3 comics no mix..e essa ideia de tpbs, não tava à espera!

    Homem-Aranha Superior compra certa e os X-Men, ainda vou ter que averiguar,lol..agora o Homem-Aranha superior #0 é tentador por causa da capa, já que tenho o original, mas infelizmente não é essa a capa.

    ..que venham mais boas noticias:D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim Head-Jam,
      Embora superior ao preço das revistas brasileiras, não me parece 3,50 € seja mau para o conteúdo e qualidade destas revistas.
      E, para mim, os tpb também foram uma (boa) surpresa.

      Boas leituras!

      Eliminar
  6. Boas Pedro,

    Excelente notícia, não sabes como vai ser a distribuição disso? Se vão enviar também para continentes e isso à lá Goody ou ficar só por bancas?

    Obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hugo,
      Sobre a distribuição não tenho informações. Suponho que seguirá a das outras revistas que a Panini espanhola já produz para Portugal.
      Esta será uma questão fundamental para o futuro das novas revistas.

      Boas leituras!

      Eliminar
  7. Preferia que lançassem comics com arcos completos, similar aos já produzido pela levoir, isso sim seria excelente e extremamente desejado. Já não tenho paciência para acompanhar durante vários meses a conclusão de um arco e tê-lo repartido por várias revistas, já lá vai o tempo em que comprava tudo o que saia mensalmente pela Abril jovem, abrilcontroljornal, Devir e alguns da Panini. Mas é uma excelente iniciativa, vou ficar a aguardar mais nóticias e depois medito se vale mesmo a pena.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Jony da Costa,
      Confesso que partilho um pouco da sua falta de paciência, mas a verdade é que se se mantiver a tendência destes primeiros números, os arcos ficarão rapidamente completos.
      E, também haverá quase todos os meses um TPB com um arco integral...
      Quanto às edições da Levoir, acredito que o aparecimento das novas revistas não as inviabilizará...

      Boas leituras!

      Eliminar
  8. E a linha DC Comics podera ter uma linha de revistas pela Panini, ja que a panini brasil controla ambas linhas

    ResponderEliminar
  9. Sim. A Panini também poderia se meter a lançar DC exclusivamente pra Portugal. Já que em Espanha, os direitos da DC são exclusivos da editora ECC Ediciones. Mas os DC Novos 52 começaram a sair cá em brasileiro nem à 1 ano. E a sair algum título novo só se fosse do Flash com Green Arrow, porque de resto até estamos bem servidos. De qualquer das formas, tenho dúvidas de que a Panini invista cá em mensais da DC, porque se a Marvel já vende mal, imagina a DC.

    ResponderEliminar
  10. E alguém sabe como é que vão ficar as que falta publicar da Panini Brasil?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que ninguém sabe. Pelo menos em fevereiro as revistas brasileiras da Marvel e DC estão anunciadas.

      Eliminar
  11. Bem não ter Mixes é bom o arco acaba bem mais rapido assim talvez colecione vai depender do papel e traduções dos 1s.Ter um tpb completo todos os meses tambem é bom.A chave no sucesso como no caso Goddy é a visiblidade e distribuição.Não como no casos panini brasil aonde se tem de adivinhar postos de venda.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Optimus,
      Da distribuição dependerá grande parte do sucesso das novas edições Marvel.

      Boas leituras!

      Eliminar
  12. Só não gostei da fraude no Numero 0 de Aranha Superior podia muito bem ser só Homem-Aranha 0!!!!!???
    Os 12 dos Avengers do Hickman são muito divertidos.Tal como os 5 de Uncanny Avengers.E agora os arcos Marvel são mais pequenos são 5 comics com uma ou outra serie a seguir os normais 6 como Avengers-

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Optimus,
      Suponho que o #0 pressupõe que nesta edição se encontram os antecedentes que conduzem ao arco propriamente dito, por isso não me choca, mais a mais quando a edição mensal se chama Homem-Aranha Superior...
      Quanto ao resto, não conheço, mas aceito a tua opinião, o que desperta mais a minha curiosidade para Os Vingadores.

      Boas leituras!

      Eliminar
  13. Estou mesmo tentado a voltar a coleccionar X-men.

    Há 20 anos foi assim que começou o vicío.

    Há algo que me deixa muito contente, o facto de estar no nosso português. Eu sei que provavelmente será traduzido respeitando o acordo ortográfico, mas já estava farto de ver a "miudagem" a escrever à brasileiro de tanto ler Panini made in brasil.

    Para isto dar certo está mesmo dependente dos leitores. Era porreiro se a Panini fizesse uma campanha especial com as escolas para dar a conhecer estas colecções.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Diogo Semedo,
      É nestas alturas que o coleccionador que existe em todos nós vem ao de cima. E o facto de as novas revistas apresentarem o início do ciclo Marvel Now! é mais um aliciante.
      Esperemos que realmente encontrem o seu público - entre novos leitores e leitores antigos - para esta aventura poder durar muitos e bons anos.

      Boas leituras!

      Eliminar
  14. Epa fiquei surpreendido! Boa iniciativa! É de louvar terem aproveitado para publicar a partir do Marvel Now que ainda é bastante recente! Espero que seja para durar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Tito, é uma boa surpresa, a primeira de 2014.
      O atraso nalguns casos é inferior a um ano e ganhamos mesmo alguns meses em relação às edições brasileiras que só chegarão a este ponto em medos deste ano (em Portugal).

      Boas leituras!

      Eliminar
  15. Relativamente aos TPB's, penso que em cada mês que estreie um filme da Marvel, deveria-se apostar em publicar boas histórias respeitantes aos personagens que figuram nos mesmos. Em abril - Capitão América, maio - Aranha, julho - X-Men, agosto - Guardians of the Galaxy. Já as adaptações dos filmes, dispensam-se.

    ResponderEliminar
  16. Boas noites a todos;

    Gostaria de acrescentar algumas informações às que o Pedro Cleto divulgou (ele tem fontes que nem eu conheço!) relativamente aos comics da Panini em Portugal.

    Em primeiro lugar, não é a mesma equipa que trata dos comics da Levoir e dos da Panini. Fui covidado para ser o editor assistente destas revistas e livros da Panini, tal como já tinha sido a Panini a recomendar que fosse eu o editor das colecções da Marvel para a Levoir. Mas a equipa que trata dos livros da Levoir inclui o Rui Alves, no design e legendagem, e o João Miguel Lameiras no acompanhamento editorial, ambos meus colaboradores ainda do tempo da Devir; e à nossa volta um grupo de tradutores e legendadores vários. Na Panini serei só eu, já que a legendagem e design serão feitos pela mesma equipa que produz os comics espanhóis; claro que terei alguns coadjuvantes, não só para traduções, mas para os textos de apoio que as revistas incluem, mas não será a mesma equipa, apesar de haver alguns nomes comuns.

    Haverá dentro dos próximos dias um press mais oficial que refere parte do plano editorial, pelo que não me vou alongar nesse tema, apenas adiantando que: X-Men incluirá histórias de All New X-Men e Uncanny X-Men, e os Vingadores incluem histórias de Avengers (vol. 5), e New Avengers. Quanto ao Aranha será essencialmente o Superior Spider-Man do Dan Slott. Haverá alguns volumes que acompanham as séries regulares, e que incluirão histórias como Uncanny Avengers, ou o Capitão América na Dimensão Z, etc...

    A razão de chamar Homem-Aranha Superior #0 ao primeiro volume, tem a ver com uma coisa simples (e óbvia): é preciso ler esse volume para começar a ler a revista Homem-Aranha Superior, já que é nesse livro que Peter Parker sai de cena e entra Otto Octavius. É necessário que os fãs percebam que devem ler esse livro antes de iniciar a revista regular (o que está bem explicado na revista em si, nos textos de apoio).

    Português: NÃO, não segue o acordo ortográfico. É escrito em Português a sério e não nesta coisa bizarra e mal-enjeitada que o acordo ortográfico gerou... foi pedido meu, mas fui seguido nisso pelo pessoal de cá (Panini Portugal) e pelos editores da Panini España. Tal como os livros que a Levoir editou, e que por política do Público, também não seguem o acordo ortográfico.

    Os primeiros números das revistas têm uma grande vantagem, muitos deles têm histórias que são semi-completas numa revista. Isso é claríssimo nos Vingadores, claro no Homem-Aranha... e menos óbvio nos X-Men, que são uma história mais "complexa"!

    E portanto, espero-vos a todos já para a semana com as primeiras revistas, e não hesitem em fazer perguntas, tentarei responder o melhor que souber (e for autorizado).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá José de Freitas. Pergunto se o plano inclui lançar os números todos das séries de Superior Spider-Man, All-New X-Men, Uncanny X-Men, Avengers e New Avengers, ou se é certo que algumas edições não serão lançadas, como acontecia nas revistas da Devir? Agradeço resposta.

      Eliminar
    2. Olá José de Freitas.
      Em primeiro lugar, obrigado pela disponibilidade para esclarecer algumas questões que as minhas fontes não quiseram divulgar (ou então fui eu que não lhes perguntei)! ;)
      Cabe aqui o desvendar do plano editorial das revistas, o que responde a muitas das questões colocadas aqui nos comentários.
      As revistas escritas em bom português é (mais) uma boa notícia.
      Deixo também uma pergunta:
      1. Sabes que tipo de distribuição estas edições vão ter? Só bancas (e que bancas?) ou também hipermercados e/ou FNAC?
      Obrigado!

      Boas leituras!

      Eliminar
    3. Olá José Freitas, Obrigado pela informação adicional!
      Provavelmente ainda não se pode divulgar se isto está planeado mas era muito positivo se nos TPB editassem séries como Hawkeye do Fraction, Daredevil do Waid, Thor Age of Thunder, Scarlet Spider, Venom... ;) Fica a sugestão!

      Eliminar
    4. José de Freitas,

      É de facto uma boa notícia a de ter conseguido que estas novas revista sejam em português, como diz e bem, a sério! E que as edições incluam textos que, presumo, irão ajudar os novos leitores a perceber em que ponto está o Universo Marvel nestas revistas.

      São três bons novos títulos e particularmente feliz a escolha da dupla Hickman / Opeña para o número inaugural dos Vingadores.

      Espero que tudo o que de bom foi realizado com as colecções Marvel / DC / Levoir tenha seguimento neste seu novo projecto incluindo, e isto é importante, a sua distribuição e divulgação.

      Eliminar
    5. Caro Tito, respeitando a tua opinião e as tuas sugestões, considero que Daredevil ou Hawkeye, ou o mensal do Thor, são opções a serem ponderadas. Já Scarlet Spider e Venom, não considero:
      - Em 1º lugar, são títulos de 3ª linha, e considero mais importante dar ênfase a títulos de 1ª linha como sejam Hulk, Wolverine, Iron Man, Fantastic Four. E mesmo Hawkeye não o considero de 1ª linha, porém como é um personagem do filme dos Avengers, aceita-se. De 2ª linha, considero serem títulos como Thunderbolts, Elektra, Black Widow, Silver Surfer, Deadpool. Mesmo Guardians of the Galaxy, são de 2ª linha, porém com a estreia do filme, esses poderão passar a serem considerados de 1ª linha.
      - Em 2º lugar, Venom e Scarlet Spider já foram cancelados nos EUA. Acho pouco coerente e um risco acrescido uma editora apostar em material recente cancelado e mesmo os fãs sentem-se pouco motivados a comprar algo que sabem de antemão ter sido cancelado.

      Eliminar
  17. Tirando o abuso quase descriminatório do "voltam a falar português", dado que é a mesma Língua que se fala no Brasil e vai chegando às bancas de cá, acho muito bem que se faça mais esta tentativa.

    Desejo a melhor sorte ao projecto, ou seja, vendas fartas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é o Portugues das novelas deve ser chines lolo.

      Eliminar
    2. Carlos Antunes,
      Não há da minha parte qualquer descriminação.
      Tenho todo o respeito pelo Brasil e pelos brasileiros, graças à BD fiz lá muitos amigos, leio muita banda desenhada criada e/ou editada lá, mas pessoalmente penso que lá se fala brasileiro e, aqui em Portugal, português.
      São línguas com passado comum, com vários aspectos também em comum, mas também com muitas diferenças que a evolução em separado naturalmente provocou.

      Boas leituras... em português e em brasileiro!

      Eliminar
  18. "A razão de chamar Homem-Aranha Superior #0 ao primeiro volume, tem a ver com uma coisa simples (e óbvia): é preciso ler esse volume para começar a ler a revista Homem-Aranha Superior, já que é nesse livro que Peter Parker sai de cena e entra Otto Octavius. É necessário que os fãs percebam que devem ler esse livro antes de iniciar a revista regular (o que está bem explicado na revista em si, nos textos de apoio)."

    Obviamente o Superior 0 não tem nenhum numero de Superior só Amazings logo...........
    E não ha obrigação nenhuma de ler nada se for por essa via antes de ler Uncanny Avengers e X-men tem que ler Avengers vs X-men justamente pelo mesmo motivos e para ler essa mini tem que ler X-Santion antes exatamente pelos mesmo motivos citados a cima.Cronologia é complicado.Eu não estou contra o tpb em si só o nome.
    Para ler por exemplo Indestrutible Hulk não é preciso ler nada antes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Optimus, (e mais acima) Reignfire e Tito)
      É bom que fiquem aqui sugestões para a Panini espanhola, que espelham, com certeza os diferentes gostos de muitos dos futuros compradores das revistas que, como prova o número de comentários, estão a despertar muito interesse.

      Boas leituras!

      Eliminar
    2. Optimus, o nome Homem-Aranha Superior #0 aceita-se perfeitamente. Era isso ou chamar-se H.A. Superior Prelúdio ou Prequela ou Prólogo. A intenção é a de que seja notória a ligação entre a saga Amazing Spider-Man Dying Wish e Superior Spider-Man e o #0 foi uma boa escolha. Lembras o caso do X-Sanction, que no Brasil também foi publicado como Vingadores vs. X-Men #0.

      Eliminar
  19. No que respeita a sugestões, acho fundamental que saiam cá ou em mini-séries ou em TPB's as mega-sagas Marvel, como sejam Age of Ultron e Infinity.

    ResponderEliminar
  20. boas pessoal entao estas revistas necessitam obrigatoriamente de ler outras historias publicadas nos ultimos anos?
    se sim ou nao refiram quais sff :)
    Grande inciativa estou ancioso

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas. A Marvel decidiu recomeçar maioria das suas revistas do #1 nos EUA, nesta fase designada de Marvel Now, por forma a adquirir novos leitores, mesmo que estes não tenham lido nada do que aconteceu antes. Relativamente ao Aranha, provavelmente basta ler o Homem-Aranha Superior #0, pra começar a entender do #1 prá frente. Se quiseres ler o que está pra trás, podes tentar ainda acompanhar as histórias do Aranha que vêm saindo na revista brasileira que tem saído nas bancas. Relativamente a X-Men e Vingadores, podes tentar ler a saga Avengers vs. X-Men e Avengers vs. X-Men Consequences, mas se também não leres, os #1 de X-Men e Vingadores devem vir com explicações iniciais.

      Eliminar
  21. Temo por esta ousada aventura por um motivo, o melhor e pior da marvel é o cruzar das histórias entre as várias revistas. Por causa disso já no tempo da Devir havia personagens que apareciam do nada e desapareciam da mesma forma, como o Magneto que conseguiu morrer duas vezes sem ter ressuscitado sequer, ao longo das suas publicações. Da mesma forma sem as mega sagas muitas histórias da Panini não fizeram sentido, sem contar com o segundo advento em que as histórias continuavam directamente na X-men Extra, não distribuída cá. Como sempre mal-tratados os seguidores destas publicações, pergunto-me se vão deixar chegar ao fim os correntes arcos da Panini Brasil, assim como considero que seria interessante manter as revistas Wolverine, Universo Marvel e Avante Vingadores, uma vez que não publicam as mesmas histórias. Acho improvável esta coexistência mas acho que seria benéfica, até para a permanência e credibilidade do projecto Português.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Anónimo,
      O que está previsto, numa primeira fase, é que as edições brasileiras se mantenham, suponho eu até terminarem os arcos em curso e ser atingido o ponto em que vão começar as edições portuguesas.
      Quanto aos ajustes a fazer depois, teremos de esperar para ver.

      Boas leituras!

      Eliminar
    2. Boas Pedro, esperemos que assim seja, é uma situação caricata, porque apesar de ser a mesma editora (Panini) compete ao nível do Brasil e de Espanha. Espero que a comunicação interna entre estas duas equipas sejas maior do que de exterior, uma vez que todas as vezes que tentei entrar em contacto nunca obtive resposta.
      Pergunto-te se te deram a confirmação que ambas se iam manter até à fase da Nova Marvel ou se o estás a presumir, para tentar perceber como proceder, com a forma como tenho comprado a minha colecção.

      Obrigado e abraço

      Eliminar
    3. Sim, esperemos que haja uma boa coordenacao entre eles.
      Relativamente às revistas brasileiras a informação que tenho é que para já vão continuar. O resto presumi eu.
      E já sei que Março saem os títulos habituais.

      Boas leituras!

      Eliminar
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    5. "assim como considero que seria interessante manter as revistas Wolverine, Universo Marvel e Avante Vingadores, uma vez que não publicam as mesmas histórias."

      Se a Panini não editar em TPB material como Wolverine, Fantastic Four, Hulk, Guardians of the Galaxy e Thunderbolts (este quase de certeza que não irão editar) diria que há uma boa possibilidade de Wolverine e Universo Marvel continuarem a sair por cá. Já as revistas Avante Vingadores e Capitão América & Gavião Arqueiro estou menos otimista. A 1ª porque é composta por Uncanny Avengers - que deverá sair por cá como referiu o José de Freitas - e é composta pelos já cancelados ou a cancelar Avengers Arena e Avengers Assemble. A 2ª porque Capitão América também deverá sair por cá como referiu o José de Freitas, e Hawkeye e Secret Avengers são títulos de 2ª linha.

      Eliminar
    6. Anónimo3/2/14 18:59

      Só não sei exactamente como vão conciliar terem duas casas diferentes da mesma editora (Espanha e Brasil)a fazerem uma espécie de semi-concorrência. Por um lado quanto mais titulos paralelos saírem mais hipoteses existem de se perceber as sagas, pelas suas inter-ligações. Por outro lado não apenas estão cronologicamente desfasados, como a maioria das carteiras vai fazer uma selecção. Pessoalmente queria que continuassem a sair.

      Eliminar
  22. Bom, quanto a nova ortografia, acho que estão remando contra a maré alta, as escolas portuguesas, orgão públicos governamentais, documentos oficiais de Portugal tudo está send traduzido para nova ortografia, pode demorar 10 ou 15 anos, mas os jovens vão se acostumar com a nova ortografia muito rapidamente, já que vão ser ensinados desde pequenos, quem luta contra ela são apenas os que aprenderam na escola a velha ortografia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Relativamente ao acordo ortográfico, acho que é uma questão secundária. Podem tardar em implementá-lo mas em 2015 terão de aplicá-lo. Podemos até não gostar dele, mas não lhe iremos escapar. Pessoalmente, eu escrevo já desde há 1 ano e meio, de acordo com o novo acordo, pois como tive de escrever a minha dissertação, fui obrigado a isso, e já me acostumei e já não me faz confusão. E já não me indigno contra este novo acordo, que ao fim ao cabo só leva a que 4% das nossas palavras é que sejam alteradas. 4% é uma percentagem ínfima que não me tira o sono.

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    3. 2015 é ano de eleições legislativas, dúvido que o acordo aguente depois disso.

      Nas escolas ainda não se ensina o novo acordo, as editoras de manuais escolares é que decidiram impingir o acordo nos seus manuais e dicionários para obrigar os pais a mais uma vez cair no conto do vigário e a comprar livros onde se mudaram apenas umas letras, mas que em conteúdo é exactamente o mesmo do ano anterior.

      Enquanto antigo estudante de linguística portuguesa devo dizer que existe o Português Europeu (o falado em Portugal) e o Português do Brasil (e não brasileiro).

      O que o Pedro Cleto refere, e bem, é que devido à evolução linguísitica e contacto com outras línguas o Português que se fala no Brasil tem diferenças de forma e conteúdo, algo que NÃO é sequer comtemplado pelo AO, nem será a norma ensinada nas escolas Portuguesas (uma vez que o Português Europeu também nunca será norma no Brasil) .

      Quando me referia lá atrás a ser muito positivo os leitores jovens lerem em Português Europeu, referia-me ao facto de que se estamos em Portugal devemos falar/escrever e aprender a falar/escrever o Português Europeu (aqui o AO é irrelevante) e não o Português do Brasil que é próprio de outro país que não Portugal, com quem apenas partilhamos raízes históricas e que desde o "Grito do Ipiranga" quis deixar de ter qualquer relação com Portugal.

      A língua é a identidade de um país e de uma cultura, se achamos bem ser suplantados por uma língua de um outro país o Português Europeu ainda acaba como o Latim, morta.

      Ainda bem que a BD pode ser lida novamente em Português Europeu como os restantes género literários. É irritante ter de ler composições dos meus alunos em que eles escrevem como se fossem personagens da novela quando de brasileiros não têm nada ou, pior ainda, como a gadeza dos Reality Shows que não falam, zurram orações repletas de bordões linguísticos irrritantes como "tipo", "ia", "tás a ver".

      Eliminar
    4. Reignfire,
      Não é uma questão de perder o sono ou não, é uma questão de posição contra algo que não faz sentido, nem em termos de origem das palavras e evolução da língua, nem em termos de relacionamento com outros países. Foi apenas um 'brinde' ás editoras escolares, sabe-se lá a troco de quê.

      Diogo,
      Espero que tenhas razão.
      E concordo, é importante que as novas gerações aprendam a falar a sua língua - sem prejuízo de aprenderem e entenderem outras, mesmo que seja o brasileiro...

      Boas leituras aos dois... em português correcto!

      Eliminar
    5. Nenhum país do mundo é dono de um idioma, isso não é verdade, a língua pertence ao mundo, assim como a língua inglesa pertence ao mundo, já que se fala cada vez mais o idioma, o espanhol é a mesma coisa, é falada em Espanha e toda América Hispânica, e ela não pertence a ninguém, todos podem aprende-la e enriquece-la. .

      Eliminar
    6. Ale.neves08,
      No caso do malfadado acordo ortográfico, as mudanças não foram introduzidas por quem fala, foram forçadas artificialmente em nome de interesses económicos pouco claros...

      Boas leituras... em português pré-AO!

      Eliminar
    7. Lá está em espanha também não se fala o Espanhol, mas sim o castelhano. E mesmo o Castelhano tem diferenças de conteúdo nos diverso países da America Latina.

      Aqui não interessa se o PE é melhor do que o PB, interessa sim que em cada país se publique Banda Desenhada no seu idioma de origem e que não se recorra ao truque das importações, porque como sabemos bem o que temos recebido em Portugal são sobras em mau estado e isto já desde o tempo da Abril Jovem.

      Acho bem que Portugal esteja a ter visibilidade aos olhos da Panini. E melhor seria ainda se esta iniciativa permitisse criar postos de trabalho directos ligados à edição das Banda Desenhadas como aconteceu nos tempos da Devir e da A/CJ.

      Enfim, mas isso já são outros carnavais.

      P.S.: Já decidi, vou-me mesmo aventurar nos X-men, se chegarem a Vila do Bispo / Sagres.

      Eliminar
    8. De X-Men, à partida parece-me rebuscada a ideia de trazer à atualidade os X-Men orginiais, mas é Bendis e concerteza que irá surpreender.

      Este Aranha vale a pena. É considerado por muitos como o melhor comic Marvel da atualidade. Mesmo antes em Amazing Spider-Man, Dan Slott era o homem certo no lugar certo.

      Relativamente aos Vingadores - os heróis da moda, estou curioso pra ver como são as histórias nesta nova fase, depois de se ter abusado em deixar o Brian Michael Bendis se arrastar no título por anos e anos.

      Eliminar
  23. Caro Ale.neves08,
    Até poderá vir a ser uma luta inglória, mas é apenas uma questão de defender o que está correcto e tem uma razão de ser contra uma uma medida baseada numa política de ignorância e de compadrios, sem frutos nem resultados, que nem sequer está ainda oficializada no nosso país e é ignorada por outros dos supostos signatários.

    Boas leituras... em português correcto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom, como disse antes, o acordo ortográfico é para próxima geração, quem tem mais de 20, 30, 40 anos vão continuar a escrever como antigamente, mas os miúdos que estão entrando na escola agora, é que vão mudar o modo de escrever daqui 10 ou 15 anos.

      Eliminar
  24. Primeiro e único ponto que me está a preocupar e que ninguém ainda conseguiu responder:

    Qual é a empresa que distribui esta BD nas papelarias?

    Aqui em Vila do Bispo e Sagres o vendedor não sabe de nada e nenhum distribuidor sequer lhe propôs o que quer que seja para ter à venda na papelaria.

    Será que mais uma vez uma iniciativa de edição bedéfila vai sofrer com as distribuidoras nacionais que tratam a BD como lixo se não for um produto das empresas do Tio Balsemão?

    A Panini bem que podia investir numa distribuidora própria que evitasse o que aconteceu com o Magnetar da MSP.

    Se os cromos e cadernetas chegam a todo o país e hipermercados, não compreendo porque não acontece o mesmo com a BD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo... Hoje supostamente ia para as bancas e ainda não vi em nenhum lado! O Magnetar ainda consegui comprar mas o "Laços" nunca vi em lado nenhum! Cheguei mesmo a enviar um mail para a distribuidora sem resposta! Realmente é pena se uma iniciativa destas morrer na praia por culpa da distribuição!

      Eliminar
    2. Tito,
      O El Corte Inglès de Gaia já recebeu Os Vingadores.

      Boas leituras!

      Eliminar
  25. Não sei quanto a outros locais, mas na Fnac do Fórum de Coimbra estão ambas as bd's já lançadas. X-Men #1 e Os Vingadores #1. Ontem trouxe um exemplar de cada e ainda ficaram lá uma série deles, logo à entrada na secção das revistas.

    ResponderEliminar
  26. Existe maneira de adquirir os primeiros números, visto que só agora dei pelo lançamento desta nova colecção.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro João Lourenço,
      Alguns dos números #2 ainda se encontram em hipermercados ou nas FNAC.
      As restantes edições terá que as encomendar através de um quiosque. Poderá também tentar através desta papelaria: http://papelariapiramide.blogspot.pt/search/label/BD ou optar por contactar directamente a distribuidora: geral@urbanos.com

      Boas leituras!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...