Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

06/11/2013

Red Ryder nasceu há 75 anos


Há 75 anos, os jornais norte-americanos estreavam um dos menos convencionais cowboys dos quadradinhos: Red Ryder, que em Portugal também ficou conhecido como o Cavaleiro Ruivo.

Criação do norte-americano Fred Harman (1902-1982), antigo companheiro de Walt Disney na Kansas City Film Ad Company, Red Ryder surgiu após a tentativa fracassada de manter outra criação sua, Bronco Peeter, à margem dos grandes sindicatos de distribuição de BD nos Estados Unidos.
A estreia aconteceu sob a forma de prancha dominical colorida, mas veio a protagonizar também uma tira diária (a partir de 27 de Março de 1939) e um comic-book (entre 1940 e 1957), sendo adaptado ao cinema por diversas vezes.
Red Ryder era um cowboy de farta cabeleira ruiva, protagonista de um western atípico, ambientado no final do século XIX, entre o fim das guerras com os índios e a invenção do automóvel, com o traço caricatural ajustado ao tom semi-humorístico adoptado.
Com a sua imponente tia, a Duquesa, Pequeno Castor, um índio adolescente ou o xerife Newt viveu tanto histórias convencionais com raptos e perseguições a ladrões de cavalos, quanto outras com fundo humano e social ou episódios puramente divertidos em que podia acabar a fazer tarefas domésticas, a trabalhar num circo para pagar dívidas ou a acolher pequenos meliantes em fuga de mulheres prepotentes e um rancho de filhos.
A par da originalidade, outra das razões para o sucesso da série foi a autenticidade dos cenários em que a acção decorria, a cidade de Rimrock, no Colorado, nas proximidades das San Juan Mountains, zona que o seu criador conhecia muito bem, pois tinha vivido lá na infância e onde anos mais tarde viria a comprar um rancho.
Em 1960, Herman abandonou Red Ryder para se dedicar à pintura, tendo Bob McLeod prosseguido com as suas aventuras durante mais quatro anos.
Em Portugal a série atingiu alguma popularidade na década de 1950, tendo surgido em publicações da Agência Portuguesa de Revistas, como o Mundo de Aventuras, Águia, Audácia, Condor, Tigre ou Ciclone.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...