Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

18/11/2013

Mickey Mouse zarpou há 85 anos






A 28 de Novembro de 1928, um rato chamado Mickey embarcava num pequeno barco a vapor para a primeira de muitas viagens animadas que fariam dele uma das personagens mais conhecidas em todo o mundo.

Era a ante-estreia de Steamboat Willie, um dos primeiros filmes com o som sincronizado com a animação, a partir do qual Walt e Roy Disney estabeleceriam o seu império de entretenimento familiar.
Segundo a lenda, Mickey Mouse – que esteve para se chamar Mortimer - terá sido esboçado por Walt Disney numa viagem de comboio, após saber que o seu antigo patrão ficara com os direitos das suas criações Alice (que combinava animação e actores de carne e osso) e Oswald, The Lucky Rabbit, por não existir nenhum contrato escrito sobre a sua autoria. Lição que Disney aprendeu e aplicaria com mão de ferro nas décadas seguintes em relação aos seus colaboradores.
Curiosamente, no genérico, é apresentado como um “Walt Disney Comic”, por Ub Iwerks, reconhecendo de alguma forma o trabalho gráfico do seu assistente que, segunda a história, foi o criador gráfico do rato e o primeiro responsável pelas suas aventuras em banda desenhada nos jornais norte-americanos, a partir de 1930.
Um ano antes, Mickey já era a estrela de Plane Crazy, outra animação produzida por Disney, mas a sua estreia foi posterior, por ser um filme mudo.
Em Steamboat Willie, animação a preto e branco, com pouco mais de 7 minutos e uma música que fica no ouvido, Mickey é o piloto de um pequeno barco a vapor, pertença de um prepotente capitão (que de certa forma antecipa João Bafo-de-Onça) e onde pretende embarcar uma certa Minnie Mouse.
A pouco ortodoxa ordenha de uma vaca, a utilização de animais como instrumentos musicais, a falta de pudor com a lingerie de Minnie e o mascar de tabaco do capitão, se tornam este filme politicamente incorrecto à luz das (infelizes) regras hoje em vigor, fazem dele também uma animação que se mantém fresca e muito divertida, mesmo 85 anos depois da sua estreia.

(Versão expandida do texto publicado no Jornal de Notícias de 18 de Novembro de 2013)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...