Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

23/10/2013

Astérix entre os Pictos chega amanhã


Como já se sabe há alguns meses, amanhã, dia 24 de Outubro, chega às livrarias o 35.º álbum das aventuras de Astérix, que o levará até à Escócia para conhecer os Pictos, guerreiros ferozes e tatuados.

Como tem acontecido com os últimos álbuns do pequeno gaulês, a informação foi fornecida a conta-gotas e a edição foi mantida sob rigoroso sigilo e fortes medidas de segurança. Só assim se compreende que, num tempo de informação global, nada tenha transpirado de um livro que vai ter edição simultânea em 15 países.
Tradutores, legendadores, distribuidores, livreiros, todos foram obrigados a contratos de confidencialidade. Na Alemanha, por exemplo, onde os álbuns já chegaram aos pontos de venda há cerca de 10 dias, os livreiros estavam sujeitos ao pagamento de mais de 5 mil euros de indeminização por cada livro vendido antes da data…
Por isso, antes da divulgação em exclusivo pata Portugal, hoje, pelo Jornal de Notícias da primeira prancha do álbum, só se conheciam algumas imagens libertadas pela editora original, e a capa, feita a meias por Conrad e Uderzo, que mostra Obélix a fazer o lançamento de um tronco de árvore, um desporto popular entre os pictos, que o observam com atenção tal como Astérix.
Num encontro com a imprensa no início do mês, Albert Uderzo, que pela primeira vez não teve participação directa no álbum, limitando-se a uma função de supervisor, revelou como escolheu os seus sucessores.
As edições Albert-René contactaram no maior segredo diversos argumentistas para que submetessem uma proposta de história, tendo Uderzo feito a selecção entre as oito que foram concretizadas, sem saber a quem pertenciam. A escolha recaiu na visita aos Pictos, idealizada por Ferri, que afirmou ter tentado respeitar “o ritmo e os jogos de palavras” dos criadores originais de Astérix, voltando á temática das viagens, algo que andava afastado do horizonte dos gauleses há alguns álbuns. Consciente da responsabilidade, reconhece que o seu trabalho vai ser “examinado à lupa e criticado” por todos.
Quanto a Conrad, embora estivesse pensado para o álbum seguinte, foi contratado há apenas seis meses, para substituir Frédéric Mebarki, ajudante de Uderzo há anos e primeira escolha para desenhar o livro, que abandonou por não aguentar a pressão. Conrad, que teve de trabalhar contra o relógio, recebeu as pranchas já esboçadas por Mebarki, tendo aproximado o seu traço o mais possível do de Uderzo. Curiosamente, Ferri e Conrad nasceram ambos em 1959, ano em que o gaulês fez a sua estreia no número inaugural da revista “Pilote”.

Quanto a saber se Astérix e Obélix vão usar kilt, provar whisky, tocar gaita-de-foles, desvendar a origem da Muralha de Adriano ou encontrar o monstro do Loch Ness, será necessário aguardar até amanhã, quando os cinco milhões de álbuns da primeira tiragem ficarem disponíveis para os leitores que aguardam por uma novidade Astérix desde 2005, sendo que Portugal é um dos 15 países a recebê-lo em simultâneo com a versão original.

Exposição
A BnF – Biblioteque national de France, a quem Uderzo doou os originais de três álbuns, tem patente até 19 de Janeiro de 2014 uma grande exposição dedicada a Astérix.

Filme
Louis Clichy e Alexandre Astier estão já a trabalhar num novo filme de Astérix, baseado no álbum O Domínio dos Deuses, que deverá estrear em 2015.

Nas bancas
Nas bancas e quiosques portugueses encontra-se actualmente à venda a revista Le Point Hors-Série – Astérix: La saga, profusamente u«ilustrada e que inclui entrevistas com Uderzo, Anne Goscinny, Ferri e Conrad e depoimentos e desenhos de diversos autores, entre os quais Zep, Gotlib, Wolinski e Bastien Vivés.

A primeira prancha
A prancha que o Jornal de Notícias divulgou hoje em exclusivo para Portugal e que se encontra reproduzida no topo desta página, é a primeira do novo álbum. Sendo evidente a aproximação de Conrad ao traço de Uderzo, com Astérix e Obélix tal como os habituámos a conhecer, nota-se que a senhora Decanonix perdeu um pouco da sua sensualidade.
O facto mais evidente do conjunto é encontrar a aldeia coberta de neve, algo que acontecera uma única vez na série, no emblemático Astérix e Cleópatra.
O espírito original da série encontra-se patente nesta abertura, com um bem conseguido trocadilho entre o peixeiro e o ferreiro e no aproveitamento do espírito rezingão do ancião da aldeia.

(Versão aumentada do texto publicado no Jornal de Notícias de 23 de Outubro de 2013)


ASA organiza “tour” de Astérix e Obélix
No contexto do lançamento da nova aventura em Portugal a invasão dos heróis gauleses será vivida sobretudo nas livrarias de todo o país, onde os fãs encontrarão as personagens do novo livro sob os mais diversos formatos, entre os quais centenas de silhuetas dos gauleses envergando os tradicionais “kilts”, não fosse a nova aventura passada na antiga Escócia. Uma das novidades da campanha serão os expositores “interactivos” nos quais foram incluídos códigos QR que permitirão aos utilizadores de smartphones o acesso à página internacional de “Asterix entre os Pictos” onde encontrarão um verdadeiro mundo de imagens e informações, bem como um pequeno video “teaser” cheio de humor… picto. 
A ASA celebra ainda o lançamento de “Astérix entre os Pictos” com a organização de uma intensa digressão das mascotes Astérix e Obélix, que visitarão o Festival de BD da Amadora (25 e 27 de Outubro, 9 e 10 de Novembro), e que estarão também na FNAC e no Continente do Centro Comercial Colombo, em Lisboa (26 de Outubro), na FNAC e no Continente do Cascaishopping (27 de Outubro), nos Continente de Guimarães e de Matosinhos (2 de novembro), na FNAC do GaiaShopping e no Continente de Coimbra (3 de Novembro), no Continente de Loures (9 de Novembro), no Continente de Oeiras e na FNAC Vasco da Gama (10 de Novembro).
Para dia 26 de Outubro, às 17h, está ainda agendada para a FNAC Santa Catarina, no Porto, uma sessão de apresentação do novo livro conduzida pelo jornalista especializado em BD Pedro Cleto. 

(Texto retirado da informação fornecida à imprensa pela ASA)

2 comentários:

  1. Obelix de Kilt deve ser hilariante. Espero conseguir passar por uma livraria este fds. Um Asterix novo vale sempre a pena :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Rui,
      E a expectativa para este Astérix é ainda maior, dada a mudança de autores...

      Boas leituras!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...