Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

24/09/2013

Meio século de Avengers











Quando um problema ou uma ameaça é demasiado grande para ser resolvido por um único super-herói, a solução é simples: cria-se um supergrupo. Dessa forma, há 50 anos a Marvel dava origem aos Avengers (ou Vingadores), “os mais poderosos heróis da Terra”.

A ideia nem era original. Três anos antes, a DC Comics reunira as suas figuras mais populares – Superman, Batman, Mulher Maravilha, Flash, Green Lantern… - na Liga da Justiça da América, que se tornou um imenso sucesso. Por isso, Martin Goodman, editor da Marvel, pediu a Stan Lee que fizesse algo semelhante. Só que havia um problema: a falta de super-heróis populares na editora, que publicava maioritariamente comics de terror e suspense.
A criação do Quarteto Fantástico, em 1961, foi uma primeira resposta de Lee mas, só dois anos depois, após a criação de Hulk, Homem de Ferro ou Thor é que o supergrupo ganhou forma, sendo “Avengers” #1 posto à venda em Setembro de 1963, com argumento de Lee e arte de Jack Kirby.
Na história original um plano do vilão Loki obrigava o Homem de Ferro, Thor, Homem-Formiga, Vespa e Hulk a unirem esforços e poderes para o derrotar. O enredo desta e das histórias que se seguiram davam enfâse também aos constantes choques entre os vários super-heróis devido ao convívio próximo de seres com grandes egos e à forma como cada um lidava com os seus problemas pessoais, então a imagem de marca da Marvel.
Logo no segundo número da revista, Hulk abandonava o grupo para se unir a Namor, o príncipe submarino, e o inevitável confronto entre eles e os Vingadores levaria estes a descobrirem o Capitão América, desaparecido anos antes, em plena Segunda Guerra Mundial, preso nos gelos do Ártico. A sua entrada provocou um aumento sensível nas vendas da revista e em breve o Capitão tornou-se o líder dos Vingadores.
Kirby deixou a revista ao fim de 8 números, sendo substituído por Don Heck, primeiro, e, depois, por John Buscema. Quanto a Lee escreveu as histórias dos primeiros 35 números, deixando depois a tarefa a Roy Thomas, um dos grandes argumentistas de super-heróis.
Nos anos 70, Neal Adams, George Pérez, Jim Shooter ou John Byrne, foram nomes em destaque à frente dos destinos dos Vingadores, fazendo desta década uma das mais apreciadas pelos fãs.
Nos anos seguintes, a formação dos Vingadores continuou a sofrer alterações sucessivas, consoante os autores responsáveis pela sua criação, enquanto enfrentavam vilões, crises e mortes que marcaram as várias épocas, tendo por ela passado igualmente o Visão, Pantera Negra, Mulher-Hulk, Namor ou mesmo Reed e Sue Richards (do Quarteto Fantástico) ou o Homem-Aranha.
Os Vingadores chegaram a governar o planeta sob mandato da ONU, mas acabaram por ser banidos, decidindo auto-extinguir-se durante a saga “A Queda”, da autoria de Michael Bendis e David Finch. Mas, como no universo Marvel nada é duradouro, regressariam rapidamente pela mão dos mesmos autores, agora como Novos Vingadores, numa fase interessante, com uma nova formação que integrava o Capitão América, Homem de Ferro, Homem-Aranha,  Mulher-Aranha, Luke Cage, Sentinela e Demolidor, embora este último rapidamente fosse substituído por Wolverine..
Quanto ao filme “Avengers” (2012), fazendo a ponte com as histórias a solo que o grande ecrã tem contado, elegeu como seus integrantes o Homem de Ferro, Capitão América, Thor, Gavião Arqueiro, Hulk e Viúva Negra.
O sucesso do filme, levou a que de imediato se começasse a preparar uma sequela, cujo título já é conhecido: “The Avengers: Age of Ultron”. A trama acompanha uma fase recente da BD e, como o título indica, os Vingadores terão de enfrentar o robot Ultron, que apareceu pela primeira vez em 1968.
Os Vingadores 2, que tem estreia prevista para Maio de 2015, tal como o primeiro filme, será dirigido por Joss Whedon, que também assina o argumento.
No elenco, deverão estar Robert Downey Jr. (Homem de Ferro), Chris Evans (Capitão América), Chris Hemsworth (Thor), Scarlett Johansson (Viúva Negra), Jeremy Renner (Gavião Arqueiro), Samuel L. Jackson (Nick Fury) e Mark Ruffalo (Hulk).
De notar a ausência do Homem-Formiga – compensada pelas entradas da Feiticeira Escarlate e de Mercúrio – pois este deverá protagonizar um filme a solo a estrear posteriormente.
Agora, para assinalar os 50 anos dos Vingadores, o comic-book Uncanny Avengers #19, à venda este mês nos Estados Unidos, terá cinco capas variantes, todas desenhadas por John Cassaday, que evocarão as principais formações dos Vingadores em cada uma das suas cinco décadas de existência. 

(Versão revista do texto publicado no Jornal de Notícias de 2 de Setembro de 2013)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...