Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

06/06/2013

J. Kendall #95






  
Aventuras de uma criminóloga
Dias ardentes
Giancarlo Berardi e Lorenzo Calza (argumento)
Claudio Piccoli (desenho)
Mythos Editora
Brasil, Outubro de 2012
135 x 178 mm, 132 p., pb, brochado, mensal
R$ 8,90 / 4,00 €



Eis mais uma edição de J. Kendall – Aventuras de uma criminóloga, publicação mensal acerca da qual em breve deverá haver boas notícias.
No enredo, um singular assaltante de bancos, um ataque químico à rede de água da cidade cujo desenvolvimentofaz supor uma ameaça terrorista, a luta tenaz por uma possível herança.
E, como nota distintiva – embora distintas sejam toadas as tramas que Berardi tem imaginado para esta sua criação, que recorrentemente tenho trazido a As Leituras do Pedro – o clima opressivo, sufocante, incómodo e agressivo que o calor do Verão trouxe para assolar Garden City, que exacerba e traz à superfície da pele a violência latente e o que geralmente há de pior no ser humano: insensibilidade, desespero, falta de autoconfiança, ódio fácil, desprezo pelos outros e pelas suas vidas.
Como nota contrastante, surge o inesperado relacionamento próximo entre a criminóloga e o novo detective especialista na luta antiterrorismo, perante o comportamento enciumado – não há outra forma de o descrever – do tenente Webb.
Nota romântica e de humor desnecessária, dirão alguns, adeptos do policial mais duro e violento. Terão alguma razão, não nego. A mim, soou-me como mais uma peça do multifacetado puzzle que a sociedade é e que cada ser humano ajuda a compor, no retrato do (nosso) mundo real que, mês após mês, Berardi e os seus colaboradores vão traçando de forma realista, por isso também cruel, mas não isenta de ternura.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...