Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

28/05/2013

Marsupilami com o jornal Público









Amanhã, quarta-feira, dia 29 de Maio, o jornal Público, em conjunto com a editora Asa, começa a publicar mais uma colecção de banda desenhada, desta vez dedicada ao Marsupilami, que em 2012 completou 60 anos e cuja versão cinematográfica estreou entre nós há meia dúzia de semanas.
No total serão 14 volumes, inéditos em Portugal, ao preço de 4,95 € cada um, que se vêm juntar aos 11 que a ASA já editara.
Eis a listagem completa de todos os títulos, as respectivas e as datas de publicação.

Na Pista do Marsupilami
29 de Maio de 2013

A Borboleta Exótica
5 de Junho de 2013 


Sarilhos na Palômbia
12 de Junho de 2013 


Huba Banana (r)
19 de Junho de 2013

Tráfico em Jollywood
26 de Junho de 2013 


O Desfile do Jaguar
3 de Julho de 2013 


Todos Na Pista
10 de Julho de 2013 


A Orquídea dos Chahutas
17 de Julho de 2013

 Magia Branca
24 de Julho de 2013

Viva a Palômbia !
31 de Julho de 2013

Red Monster
7 de Agosto de 2013

Chiquito Paradiso
14 de Agosto de 2013

O Monstro Verde
21 de Agosto de 2013

Operação Átila
28 de Agosto de 2013

12 comentários:

  1. Excelente novidade. Apesar de haver outros títulos que gostaria muito mais ver publicados (mas se calhar só eu)(entre eles colocaria no topo a série XIII), considero sempre uma boa notícia a edição de banda desenhada, apesar dos tempso difíceis que vamos passando, o que, por outro lado, talvez ajude a termos boas edições (sou daqueles, se calhar raros, que gostam de edições de capa mole, desde que o miolo seja bem feito e cozido)a preços muito bons. A possibilidade de ter mais uma série quase totalmente (julgo que fica só a faltar um álbum)editada em Portugal é sempre uma boa notícia. Parabéns à Asa, ao Público, à Maria José Pereira e claro ao Leituras do Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Letré,
      Eu também preferia (muitas) outras séries, mas estas colecções (também) apontam ao grande público...

      Boas leituras!

      Eliminar
  2. Viva,
    Eu sou um adorador da obra genial
    do Franquín mas e o Ric Hochet?...
    Quando é que a ASA e o Público pensam nisso?
    Podiam fazer uns integrais e publicavam quase tudo :-)

    Cumps,
    Paulo Buchinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Paulo,
      Infelizmente esta colecção do Franquin não tem nada...
      Quanto ao Ric Hochet, nem com álbuns triplos ou quádruplos - se conseguia publicar os quase 80 álbuns da série!
      ... mas que é uma boa sugestão, sem dúvida!

      Boas leituras!

      Eliminar
    2. Viva,
      Sim eu sei que de Franquín infelizmente tem pouco.
      Quanto ao Ric Hochet não precisava de ser tudo.
      É uma pena.

      Boas Leituras ;-)

      Eliminar
    3. É verdade Paulo,
      Descontando os títulos já editados em português do Ric Hochet, que não são assim tão poucos, poderia ser feita uma selecção entre os restantes...
      Quem sabe o que o futuro nos trará...

      Boas leituras!

      Eliminar
  3. Boa tarde a todos

    Eu preferia antes o Comanche do Hermann.

    Saudações

    Pedro I.M.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Pedro I.M.,
      Boa escolha, sem dúvida, mas curta em relação ao que é normal nestas colecções, para compensar o investimento publicitário que acarretam...
      Dentro do género Western, sugiro o Buddy Longway.

      Boas leituras!

      Eliminar
  4. Eu também preferia outras...
    Mas, vou fazer esta coleção, têm bom preço e são inéditas em Portugal, acho que não nos podemos queixar muito.
    Algumas das capas estão muito bem conseguidas, a começar pelo primeiro volume!

    Cumprimentos
    Luís Fernandes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Luís Fernandes,
      Sem dúvida que o preço tem sido um dos grandes trunfos destas colecções publicadas em conjunto com o jornal Público, o que só é possível pela maior tiragem das edições e pela diminuição da verba que normalmente é engolida pela distribuição.

      Boas leituras... baratas!

      Eliminar
  5. Viva Pedro! Ufa! Pelo menos não traduziram o nome do animalzinho para... Marsupilão ou Marsupilamigo! Não tenho a minha colecção de Asterix completa mas, em português, não compro mais nenhum! Quanto a outros heróis de BD, estava a pensar em Simon du Fleuve. São só 9! Seis do Auclair, creique! Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mário,
      A tradução de nomes, é algo que já acabou há algumas dezenas de anos. Felizmente.
      O Astérix é um caso à parte que, na verdade, só faz impressão a quem já tinha lido versões mais antigas. As novas gerações de leitores, habituam-se aos novos nomes e nem sabem que noutros tempos não foi assim...
      Quanto ao Simon du Fleuve, tal como a Comanche referida mais acima, é uma colecção demasiado curta para ser editada com um jornal.
      Mas, para os (muitos) saudosistas da revista Tintin, há outras boas séries elegíveis. Eu gostaria muito de ler o Chlorophylle em português...

      Boas leituras!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...